Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PAIVAJORNALISTA

Esse blog tem uma finalidade muito importante, isto é, levar aos conhecimentos dos leitores e amigos os mais diversos assuntos relacionados com o nosso dia a dia. Crônicas, Artigos, Poemas, Poesias, Atualidades, Política entre outros.



Quinta-feira, 19.11.15

AMOR PROFUNDO

02.jpg

 



Amáveis, cativantes, profundas e bem-vindas são as carícias de um amor fiel. Fazem transbordar os corações em autoestima. Homens nobres escolhem-nas por sendas divinas, no écran das alegrias que a vida nos destina. O amor é a força mais sutil do mundo, de quem ama e perdoa todos os pecados. Reforçando o coração com afeto profundo, dando-lhe belos impulsos emoldurados. A falta de amor é a maior das pobrezas, sem ele a fraqueza invade nosso coração.

Na superação altiva vêm altas destrezas, sutilizando a nobreza do amor com paixão O homem transforma-se em torrões de brasas anilinas; renasce amizade, o amor ferrenho geração de clima inebriante de muque de mulheres ímpares sublima. O homem sofre ousa e luta pela amizade sadia. A amizade delineia o caminho o destino da alegria. Busca-se na Terra a harmonia e a reforma íntima, perfeitos e imperfeitos os homens não desatinam; salutares céleres de amizades burilam e brilham alvejantes, brilhantes, são sinais que balizam.

Geniais, colossais, formosuras de vidas indefinidas. De harmonias do mundo material, as dinastias celinas. O amor dilacerante gera energia, transforma em usina, de frutos do amor dulcificantes formadores de vida. Do ato, do fato, da união dos corpos, corações que luziam. Arrefecendo o clima de união no cunho que a amizade unia. Dois corpos ofegantes, sufocante de amor que fenecem a vida.

Dois seres que da amizade ao amor carnal os fizeram felizes e uniram-se num só corpo espumante e abarrotado de extasia. Amar e ser amado são energias em profusão. De dois seres unidos pelos laços fieis do amor. De abraços e beijos fortes, desejo e sedução, na união de dois corpos ao êxtase redentor. O amor deve ser a essência da alma humana, através de meiguices, afagos que inundam. Qual essência que fortalece o corpo que emana, carícias, orgasmos e sensações que se aprofundam.

Sempre almejamos sucessos, emolduramos felicidades, ano entra, ano sai ideais, desejos e esperanças. Sem guerras, sem fanatismos, mas com lirismo que enfatiza o vento soprando paz, num reino belo e encantado, numa tarde de primavera, aonde a passarada orquestra, a sinfonia da beleza, a tristeza que vai, alegria que fica. É nessa harmonia que o nosso amor se torna belo, encantado, suave, destemido, aguerrido onde predomina a beleza, a formosura de amor querido.

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-FORTALEZA/CEARÁ



Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 14:38


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930