Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PAIVAJORNALISTA

Esse blog tem uma finalidade muito importante, isto é, levar aos conhecimentos dos leitores e amigos os mais diversos assuntos relacionados com o nosso dia a dia. Crônicas, Artigos, Poemas, Poesias, Atualidades, Política entre outros.



Sexta-feira, 23.09.11

EXEMPLOS DE VIDA:

EXEMPLOS DE VIDA:

“Serviço pago é dinheiro entre nobres e plebeus; serviço-abnegação tem o salário de Deus.” (Cornélio Pires).

Em Lucas, 6:29-Matheus, 5:40, o Evangelho se expressa assim: “Ao que queira entrar em juízo contigo e tirar-te a túnica, dá-lhe a capa”. Todos nós sabemos que as palavras e os ensinamentos de Jesus estão inseridos no Novo Testamento (NT), atribuídos a Lucas, Marcos, Mateus e João. Pouca gente tem notícias sobre a história dos Evangelhos, pois são mais de 100 livros, e qual o motivo teria levado a Igreja Católica a ter escolhido justamentes os quatro, em que dois evangelistas não conviveram com Jesus e nem o conheceram. Os demais evangelhos que não tiveram aprovação da Igreja foram nominados de proscritos ou apócrifos. A palavra - apócrifo –representa a obra sem autenticidade, ou cuja autenticidade não se provou. Já a palavra proscrito vem do verbo transitivo direto proscrever e tem como sinonímia a condenação a degredo por voto escrito ou por sentença.

Que se proscreveu. Como os membros da Igreja Católica Apostólica Romana chegaram a essa decisão, se a mesma só foi fundada no ano 381 D.C? E os evangelhos começaram a ser rabiscados aproximadamente 70 anos depois da morte do Cristo. É um fato que merece uma explicação plausível por parte do alto escalão da IC (Igreja Católica). Na concepção as palavras epigrafadas no primeiro parágrafo desse artigo o significado do que afirma Jesus, através de suas parábolas, quer dizer que: “Que nós aprendamos a dar mais e pedir menos”. O ser humano sendo criado simples e “ignorante”, e além do mais imperfeito pede mais do que dar. Não devemos exigir nada de quem não pode nos atender, ou não exija nem cobre principalmente de quem não lhes possa atender.

Nos dias atuais, muitos pensamentos de dois mil anos atrás não podem ser levados ao pé da letra, visto que devemos compreender e reconhecer as dádivas divinas que a vida sempre colocou a nossa disposição. A inteligência, o instinto e o livre-arbítrio foram belas nuanças deixadas por deus para suas criaturas. Ao nascermos um novo mundo se abre para nós, depois de navegarmos nove meses no ventre materno, alimentados e crescidos dentro de um lugar especial, banhados e conservados por uma água que chamamos de líquido amniótico, saímos da escuridão do útero materno de nossas mães, e mantemos o primeiro contato com a luz do mundo, e passamos a observar com mais clareza a natureza que nos recebe como membros para convivermos num ambiente salutar e de harmonia.

A natureza é um grande livro aberto aos nossos olhos. Toda espécie de animal que habita a Terra veio com finalidade precípua, e o homem não fugiria a regra. Jesus afirmava em seus evangelhos de que o respeito, aos limites intelectuais de nossos semelhantes não deve ser burlado. A natureza tem uma finalidade depuradora, principalmente quando os pássaros nos oferecem belas melodias sem a cobrança de um centavo. As fontes cristalinas jorram constantemente em nosso benefício, e nós o que fazemos com elas, destruímos. Essas belas quedas de água são fontes de vida para nós viventes da terra. Além das estrelas, o sol é manancial de energia que nos renova a alma diariamente.

Diante de tantas belezas que a vida nos proporciona, através da mãe natureza, o homem com sua crueldade passam a destruir a natureza de vários “Modus Operandi”, e aí vem à defesa com a “Lei de Ação e Reação”, e de “Causa e Efeito”. Essas leis são violentas na medida em que o homem age com violência contra o que mais de sagrado foi colocado a nossa disposição. O homem deve sair do mal e se inserir no bem, aprendendo a não exigir e nem reclamar começando a retribuir com mais sensatez, alegria e amor às bênçãos que recebe desde que chegou ao mundo. Belo ensinamento de Jesus, mas infelizmente a maioria dos homens se predispõe contra a natureza e ela não perdoa. O filme que vemos nos noticiosos é de cortar coração, pois muitos inocentes são vítimas do analfabetismo humano em termos ambientais. Pense nisso!

ANTONIO PAIVA RODRIGUES- MEMBRO DA ACI- DA ALOMERCE- DA AVESP- DA AOUVIRCE- DA UBT E DA ACE


Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 14:24


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Setembro 2011

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930