Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PAIVAJORNALISTA

Esse blog tem uma finalidade muito importante, isto é, levar aos conhecimentos dos leitores e amigos os mais diversos assuntos relacionados com o nosso dia a dia. Crônicas, Artigos, Poemas, Poesias, Atualidades, Política entre outros.



Sexta-feira, 26.11.10

MISÉRIA ABSOLUTA

MISÉRIA ABSOLUTA


Uma das promessas de campanha da futura presidente foi dizimar a pobreza em solo brasiliano. Seu guarda-costas o presidente Luis Inácio Lula da Silva também prometeu, mas não conseguiu o seu intento. A violência reinante em todo o País e especialmente no estado do Rio de Janeiro é fruto da miséria incontrolável que assola o Brasil. Não seriam necessário estudos de especialistas para chegarmos a essa dolorosa conclusão. Sabemos que 70% da população brasileira ganha até três salários mínimos, 20% em estado de pobreza total, 5% se inserem na classe média e o restante são os abonados pela sorte ou por fatos que não nos interessa colocar em discussão. Infelizmente para os incautos o Brasil é um grande País, aliás, é em extensão territorial e imenso em problemas insolucionáveis.



Rio de Janeiro compartilha uma guerra civil sem precedentes e o governo se vê aflito e impotente para resolver os problemas. Força de Segurança, Forças Armadas, Polícia Civil, Polícia Militar estão convocadas para amenizar a situação. O câncer instalado no Brasil só afasta os traficantes, eles ficam perambulando de um local para outro. Medidas mais severas precisam ser tomadas. Os nossos direitos são desumanos, a nossa política cruel, a nossa soberania está ameaçada, a Pátria amada passa por dificuldades pela falta de incentivos na área social, pois o que se forneceu até agora foram esmolas em forma de bolsas. Os que fazem a educação chiaram por melhores condições de trabalhos e salários, mas só promessa. Na área da segurança e da saúde a mesma coisa. Só quem ganha bem nesse país é a classe política, e além do mais tem as benesses dos mensalões, das formações de quadrilhas, da lavagem de dinheiro, da cobrança exorbitante de impostos, dinheiros em locais não condizentes para um “representante do povo”.



Corrida por R$ três bilhões – o PT (Partido dos Trabalhadores) começa a guerra pelo cargo que controla o Orçamento bilionário do Senado e tem sido centro de escândalos, conforme explicita a revista “Isto É” nº 2141, de 24/11/2010. O poder da primeira-secretaria: “Orçamento do Senado Federal R$ 3 bilhões por ano, pagamentos de convênios 580 contratos com empresas, funcionários da casa com pagamentos de salários 6.372 servidores”. Partidos com mais senadores em 2011: PMDB (20); PT (14); PSDB (11); DEM (06); PTB (06); PP (05); PDT (04); PR (04); PSB (03); PRB, PSC, PMN e PPS (01) cada. Pressões: Heráclito Fortes diz que a turma dos escândalos quer voltar. Que farra pessoal! Enquanto brigam por bilhões crianças morrem de fome do Oiapoque ao Chuí. É uma vergonha nacional. Centro de Criança e Adolescente em Fortaleza, estado do Ceará já recebeu nome de terrorista, homenagem da prefeita Luizianne Lins a Che Guevara. Pode Freud?



Com um orçamento anual de R$ 3 bilhões a Primeira Secretaria do Senado é uma espécie de prefeitura daquela Casa. Por lá, passam todos os contratos de obras e empresas de prestação de serviços terceirizados e um bom naco (grande fatia, pedaço) do poder. E a PEC 300 por onde anda? Dizem que o futuro vice-presidente colocou-a em sua gaveta para não beneficiar as Polícias Militares e agora o governo está se socorrendo delas. “Venha a nós e ao Vosso Reino nada”. É o lema do governo para com os funcionários públicos estaduais e federais. Encontraram um senhor apelidado de credibilidade. Antônio Palocci é o homem forte da transição.



Ele articula diferentes setores da sociedade e prepara os primeiros passos do futuro governo Dilma. “Ele é um dos melhores quadros da República, disse dias atrás o presidente Lula”. Suas missões: Coordenar a comissão técnica que cuidará da transição da máquina do governo; avaliar as ações dos principais ministérios para dar continuidade ou corrigir o que for necessário; traçar as prioridades dos primeiros 120 dias do governo Dilma; barrar o loteamento de cargos nos ministérios e nas empresas estatais e fazer a interlocução com os vários setores da sociedade, principalmente o empresariado. E o povo continua levando chibata. Ele faz levantamento dos principais projetos em andamento no governo. Nós achamos que a maioria desses projetos do governo está paralisada. Venham ver as obras prioritárias do governo do estado do Ceará e tire as conclusões.



No meio empresarial, não é exagero afirmar que seu nome é quase uma unanimidade. Claro. Façam um levantamento minucioso dos empresários que ajudaram eleger a presidente Dilma. As águas só correm para o mar senhores. A presidente eleita Dilma não deseja que le seja visto como uma espécie de primeiro-ministro do seu governo. Todas as opções de Palocci: “Casa Civil: Hábil articulador político, Palocci está cotado para ocupar um cargo que já foi da presidente eleita e passar a responder pela coordenação dos principais programas do governo”. Petrobras: caso a presidente eleita resolva reestruturar a Casa Civil e diminuir o poder de seu titular, há quem diga que Palocci pode ir para a Petrobras, que tem importância de ministério. Ministério da Fazenda – Economista autodidata, Palocci tem a possibilidade de voltar a comandar a economia, no posto que ocupou com sucesso no primeiro governo Lula.



Ministério da Saúde: Médico sanitarista, Palocci cuidaria de uma área que deve ser beneficiada pelo fundo social do pré-sal e é prioritária para o governo Dilma. Ministério das Relações Institucionais – Palocci usaria suas habilidades de negociador para viabilizar a reforma política à qual Lula, fora do governo, se decidirá. “Ele é um animal político que certamente dará contribuições enormes a este país. Ele é muito jovem e acho que ainda tem muita contribuição para dar”, disse Lula. Para ele testar sua competência vamos pedir que faça estágio na Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro para comprovarmos sua eficiência. “Se alguém demonstra experiência é porque se dedicou a praticar alguma coisa. Ao tomarmos uma atitude prática, demonstramos a nossa disposição para nos aprofundar no conhecimento das coisas, para encontrar soluções que funcionem e que sejam simples de entender e aplicar. A atitude prática nos faz resolver o problema, caminhando lado a lado com ele, sem desprezar as teorias, mas evitando conceitos e explicações muito difíceis e que só compliquem na hora de agir. Na hora de tomar uma atitude prática somos meio artistas e meio cientistas, em busca da perfeição”.



Sônia café nos não queríamos a perfeição por sermos imperfeitos por natureza, queríamos que nossos representantes olhassem para a população com carinho e não com desprezo, aliás, essa violência desenfreada que toma conta do Brasil tende a piorar, pois nas aposições do senhor Palocci não denotamos nenhuma ação em termos de melhoria de vida para os esquecidos e menos aquinhoados. É triste, depois de mais de 500 anos ter que convivermos com a fome, com o desemprego, com descasos políticos, desvio de verbas, obras superfaturadas e políticos desonestos enchendo o bolso dele e a conta da família. A situação em todo sertão nordestino é de penúria, nem água a população tem para beber e ainda convivemos com os ultrapassados carros pipa. O que fazer para minorar a situação caótica que passa a nação. Somente vergonha na cara da maioria política e que invista na Trindade Social e deixem de explorar a população miserável que temos. Pensem nisso!



ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI- DA ALOMERCE- DA UBT- DA AVSPE E DA AOUVIRCE

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 09:11


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2010

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930