Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PAIVAJORNALISTA

Esse blog tem uma finalidade muito importante, isto é, levar aos conhecimentos dos leitores e amigos os mais diversos assuntos relacionados com o nosso dia a dia. Crônicas, Artigos, Poemas, Poesias, Atualidades, Política entre outros.



Quinta-feira, 27.01.11

BOLSA TERRORISTA

BOLSA TERRORISTA
ELIO GASPARI
POR FAVOR LEIAM ATÉ O FIM E REPASSEM. O DEMOCRATA NÃO MATA ELE LUTA POR IDÉIAS.
GRUPO GUARARAPES
     MAIS UM DOS ABSURDOS DESTE PAÍS
A BOLSA TERRORISTA
    Em 2008, remunera-se o terrorista de 1968
por  Elio Gaspari
Daqui a oito dias completam-se 40 anos de um episódio pouco lembrado e injustamente inconcluso.
À primeira hora de 20 de março de 1968, o jovem Orlando Lovecchio Filho, 22 anos,
deixou seu carro numa garagem da Avenida Paulista e tomou o caminho de casa.
Uma explosão arrebentou-lhe a perna esquerda.
Pegara a sobra de um atentado contra o consulado americano,
praticado por terroristas da Vanguarda Popular Revolucionária.
(Nem todos os militantes da VPR podem ser chamados de terroristas,
mas quem punha bomba em lugar público, terrorista era).
[E quem planejava, que mandava, quem aprovava, nao era não????
Não refresque o dos seus queridinhos, Gaspari!!! - Euro]
Lovecchio teve a perna amputada abaixo do joelho
e a carreira de piloto comercial destruída.
O atentado foi conduzido por Diógenes Carvalho Oliveira e pelos arquitetos Sérgio Ferro
e Rodrigo Lefevre, além de Dulce Maia e uma pessoa que não foi identificada.
!!!!!!!!!!!!!!
A bomba do consulado americano explodiu oito dias antes do assassinato de Edson Lima Souto
no restaurante do Calabouço, no Rio de Janeiro,
e nove meses antes da imposição ao país do Ato Institucional nº 5.
Essas referências cronológicas desamparam a teoria segundo a qual
o AI-5 provocou o surgimento da esquerda armada.
Até onde é possível fazer afirmações desse tipo,
pode-se dizer que sem o AI-5 certamente continuaria a haver terrorismo
e sem terrorismo certamente teria havido o AI-5.
!!!!!!!!!
O caso de Lovecchio tem outra dimensão.
Passados 40 anos, ele recebe da viúva uma pensão especial de R$571,00 mensais.
Nada a ver com o Bolsa Ditadura.
Para não estimular o gênero coitadinho, é bom registrar que ele reorganizou sua vida,
caminha com uma prótese, é corretor de imóveis e mora em Santos com a mãe e um filho.
!!!!!!!!!!
A vítima da bomba não teve direito ao Bolsa Ditadura,
mas o bombista Diógenes teve.
No dia 24 de janeiro passado, o governo concedeu-lhe uma aposentadoria de R$1.627,00 mensais, reconhecendo ainda uma dívida de R$ 400.000,00  de pagamentos atrasados.
Em 1968, com mestrado cubano em explosivos, Diógenes atacou dois quartéis,
participou de quatro assaltos, três atentados à bomba e uma execução.
Em menos de um ano, esteve na cena de três mortes,
entre as quais a do capitão americano Charles Chandler, abatido quando saía de casa.
Tudo isso antes do AI-5.
Diógenes foi preso em março de 1969 e um ano depois foi trocado pelo cônsul japonês,
seqüestrado em São Paulo.
Durante o tempo em que esteve preso, ele foi torturado pelos militares
que comandavam a repressão política.
[Não consigo te entender Gaspari - não era repressão política -
era combate aos terroristas e comunistas - Euro]
!!!!!!!!!!!!!
Por isso, foi uma vítima da ditadura, com direito a ser indenizado pelo que sofreu.
[Não foi uma vítima, foi um assassino, um assaltante, um terrorista,
que queria vender o Brasil à URSS e à Cuba, de onde recebia seu dinheiro,
já provado em entrevista à um general da KGB pela rede Globo
- era um guerrilheiro terrorista e tinha informações sobre o terrorismo
contra o povo brasileiro e contra o País, que precisavam ser combatidos
para a proteção da população e da nossa Pátria- Euro]
{E TRAIDOR DA PÁTRIA NÃO MERECE NEM ANISTIA}
!!!!!!!!!!!!
Daí a atribuir suas malfeitorias a uma luta pela democracia iria enorme distância.
O que ele queria era outra ditadura.
Andou por Cuba, Chile, China e Coréia.
Voltou ao Brasil com a anistia e tornou-se o 'Diógenes do PT'.
Apanhado num contubérnio do grão-petismo gaúcho com o jogo do bicho,
deixou o partido em 2002.
!!!!!!!!!!
Lovecchio, que ficou sem a perna, recebe um terço
do que é pago ao cidadão que organizou a explosão que o mutilou.
(Um projeto que revê o valor de sua pensão, de iniciativa da ex-deputada petista Mariângela Duarte, está adormecido na Câmara).
Em 1968, antes do AI-5, morreram sete pessoas pela mão do terrorismo de esquerda.
Há algo de errado na aritmética das indenizações
e na álgebra que faz de Diógenes uma vítima e de Lovecchio um estorvo.
Afinal, os terroristas também sonham.

*Elio Gaspari  é jornalista
O GRUPO GUARARAPES APENAS REPASSA. NÃO HÁ O QUE COMENTAR. PEDE AOS AMIGOS QUE REPASSEM PARA A QUE A VERDADEIRA HISTÓRIA SEJA CONMHECIDA.

GRUPO GUARARAPES
Doc. 34 - 2011





Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 13:41


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2011

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031