Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PAIVAJORNALISTA

Esse blog tem uma finalidade muito importante, isto é, levar aos conhecimentos dos leitores e amigos os mais diversos assuntos relacionados com o nosso dia a dia. Crônicas, Artigos, Poemas, Poesias, Atualidades, Política entre outros.



Quarta-feira, 31.12.08

MAIS UM ANO SE VAI!

MAIS UM ANO SE VAI!

Um movimento descomunal transforma a vida normal das pessoas em ruge-ruges sem dimensões. Todos almejando uma confraternização auspiciosa, benéfica, salutar e feliz com distribuição de presentes, uma mesa farta para a ceia de final de ano. Aquisição de presentes uma tradição indispensável, aliás, todos querem ser lembrados pelos familiares e amigos na passagem do último dia do ano. No início do primeiro dia de 2009 a confraternização universal deve ser ressaltada como prenúncio de um ano feliz, farto e de venturas mil. Não esqueçamos de trabalhar o próprio âmago, a fim de melhor enxergar as realidades do caminho que se abre a nossa frente.

Que não haja frustrações e desconcertos, visto que o dia da Confraternização Universal se transforma no avultado labor exigindo ação do bem. Que a humanidade saiba receber as energias de um novo dia e transformá-las em esperanças sadias, aviltando o mal e imantando o bem. Que as sobras das mesas fartas sejam repartidas com quem tem fome e sede de viver. O que não devemos esquecer jamais é a inserção da caridade, da fraternidade, do amor e do perdão. Gente humilde, dissociada das bonanças são seres aviltados que desejam pelo menos um minuto de felicidade e prazer.

Que as criancinhas esquecidas por Papai Noel possam ter agora um prato de comida para saciar a fome. A bem da verdade, poucas pessoas têm sido ocupadas em trabalhar para esta missão de altruísmo e dimensão da personalidade, tornando-se úteis à dinâmica da vida, quando uma mão lava a outra e as duas lavam a face. Que os gananciosos, os egoístas, os materialistas, não se associem aos dominadores, aos políticos indesejáveis e não esqueçam que é através da ajuda aos necessitados que suas penas e atribulações - serão amenizadas.

“Não precisas procurar adivinhos para saber o que te espera, nem necessitas daqueles outros que te descubram o passado que já conheces pelas próprias tendências”. O amor dizima a guerra, o ódio conclama. A aliança tão falada e debatida está muito distante, visto que irmãos matam irmãos numa guerra sem fim. Guerra religiosa, em nome de Deus, jamais, pois o Pai Divino não interfere na vida humana. A sua bondade para com seus filhos foi tamanha, que lhes deu inteligência, livre-arbítrio e de quebra o instinto.

O homem é imperfeito o bem para ele é coisa feia sem valor, mas por qualquer irritação se dirige com rapidez para o mal. Que a felicidade não se transforme em tristeza. Que o álcool não seja o vilão da grande festa. Que a ignorância e a imprudência sumam dos corações humanos. Para enaltecer e dar uma dimensão melhor à matéria inserimos este ensinamento: “A inteligência remoça a idéia de liberdade, sem que o poder a degrade, tombam mitos, caem reis, no entanto, quando se esboça a união de povo a povo, explode a guerra de novo, novamente quebrando as leis”. (Um sábio).

Por todo écran terreno enxergamos o fantasma do supérfluo sepultando a alma humana no sepulcro da aflição. Supérfluo de vil metal gerando intranqüilidade. Que este dia seja de meditação, de acerto de contas dos erros praticados que as nossas desavenças sejam transformadas em virtudes, que os jovens, os adolescentes e adultos mais exasperados se tranqüilizem e não transformem uma grande festa em tremenda aflição. Que todos possam ser felizes e não esqueçam de que a prece, o silêncio, a compreensão, aceitação, fé e trabalho. São inúmeros que pedem paz, mas não sabem como alcançá-las.

Querido Pai, abençoado Filho, os que vão comemorar esta festa magna sejam abençoados por Vós. Que a festa seja saudável proveitosa e não se transforme em lamentos, tristezas e choros e que os campos santos não recebam rosas em coroas como forma de despedidas. Vamos ao Reveillon com calma e tranqüilidade, sem exorbitação, pois a vida continua no mesmo diapasão. Lembremo-nos, os entes queridos precisam do nosso amor, carinho e dedicação. Feliz 2009 para todos com alegria e afeição, que possamos brindar mais um ano com amor no coração. Brincar, comemorar nunca foi proibição, mas é preciso que a cautela seja a razão.

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI-ALOMERCE E AOUVIRCE

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 11:50


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Dezembro 2008

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031