Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PAIVAJORNALISTA

Esse blog tem uma finalidade muito importante, isto é, levar aos conhecimentos dos leitores e amigos os mais diversos assuntos relacionados com o nosso dia a dia. Crônicas, Artigos, Poemas, Poesias, Atualidades, Política entre outros.



Sexta-feira, 21.11.08

LENHA NA FOGUEIRA

LENHA NA FOGUEIRA



Diz o dito popular: “de que mais lenha na fogueira, aumenta as chamas e o clima fica mais quente”. É verdadeiro. A Revista “Isto É”, traz mais um tema polêmico em seu bojo que merece uma reflexão mais apurada e profunda. Na edição de 12/11/2008 – nº. 2036 a mídia epigrafada relata as “revelações sobre a ação do Exército no Araguaia podem acirrar briga no primeiro escalão do governo Lula”. Citação do jornalista Hugo Marques. Na reportagem ao lado bem sentada está à figura do ministro da Secretaria Especial de “Direitos Humanos” Paulo Vannuchi que defende punição para torturadores.


Outras nuanças da reportagem chamaram a atenção dos leitores, tais como: “Divergências Explícitas”. “Torturadores e vampiros têm horror a luz, pois se alimentam das trevas”. Paulo Vannuchi, ministro da Secretaria de Direitos Humanos. “Nós achamos que o parecer da AGU é tecnicamente equivocado, embora seja respeitável” Tarso Genro, ministro de Justiça. “A anistia é uma questão de Poder Judiciário. AGU (Advocacia Geral da União) toma as medidas necessárias e o judiciário decide”. Nelson Jobim, ministro da Defesa. “A Advocacia - Geral da União da União não tem posição pessoal. Tem posição institucional”. José Antonio Dias Toffoli, advogado- geral da União.

Senhores editores da revista de circulação nacional, “Isto É”, quando alguém ou alguma instituição é acusada de torturas, tem o seu direito de defesa, conforme, se explicita nas leis brasileiras. Fomos tomados de surpresa por uma mensagem assaz interessante e que circula por toda internet (Rede Mundial de Computadores) que começa com as seguintes afirmações: “Esse golpe bilionário vai ser financiado por todos nós! Vocês sabem quem é o advogado que representa todas as causas de pedido de indenização às "vítimas da ditadura militar" no Brasil?


R: O Sr. Luis Eduardo Greenhalgh. Vocês sabem qual a participação ou "taxa de sucesso" do Sr. Greenhalgh em cada indenização concedida? R: 30%%. Vocês sabem qual o lucro obtido até agora pelo Sr. Greenhalgh com a máquina de indenizações que montou com conivência do Planalto? R: Cerca de R$ 900.000.000,00. Sim é isto mesmo que vocês leram 900 milhões de reais! Vocês sabem qual é a estimativa de lucro prevista para ser obtido pelo Sr. Greenhalgh em cima do restante dos processos indenizatórios existentes?

R: Cerca de outros R$ 2.000.000.000,00. Não, não é engano de digitação não, são 2 bilhões de reais mesmo!!! Ou seja, o homem que defendeu os seqüestradores de Abílio Diniz com argumentos do naipe de que eles deveriam ter atenuantes, pois as motivações do seqüestro eram políticas (como se, para a vítima de seqüestro fizesse alguma diferença ser seqüestrado e mantido dentro de um buraco imundo no fundo de um barraco por causa política, social ou criminal).


Pois este mesmo homem montou um esquema azeitado com a ajuda do Partido dos Trabalhadores e vai amealhar um patrimônio aproximadamente igual ao que um empresário como Antônio Ermírio de Morais obteve em algumas gerações de trabalho duro e competente. Isto está ocorrendo em nossas barbas, nas barbas do povo brasileiro e nas barbas da imprensa! E o dinheiro que está sendo desviado, roubado sob esse pretexto ridículo de indenização, é nosso, é meu, é seu! Nunca houve no Brasil um processo tão escrachado de desvio de verbas! Esse mesmo homem por pouco não foi eleito presidente da câmara dos deputados. O que mais "eles" poderiam armar comandando executivo e legislativo? "Defendendo causas e não casos”. Isso é um caso sério e de pouca vergonha. É, achamos que temos realmente cara de palhaço.


Como um deputado tem tanto força e prestígio para aprovar lei e liberar bilhões do orçamento? O advogado Greenhalgh tira Lula da cadeia na década de 80. Vocês entenderam agora? A verdade é que no Brasil já virou mania de dizer que os militares foram torturadores, e os terroristas passarem por vítimas, quando na realidade as baixas maiores foram do lado acusado. Uma dica muito boa para quem gosta de leitura: leiam e repitam a leitura das seguintes obras: “Terrorismo Nunca Mais – Memorial de 1964 a 1973”, O País dos Petralhas e o ‘censurado’, pois ninguém o encontra em nenhuma livraria, “A Verdade Sufocada” – A História que a esquerda não quer que o Brasil conheça de Carlos Alberto Brilhante Ustra.


Não podemos ficar calado diante de tantas disparidades, violência, corrupção, desvio e lavagem de dinheiro e a inversão de valores que acontece nos dias atuais. Tarso Fernando Herz Genro (“Carlos, “Rui”). Gaúcho de Santa Maria, onde foi aspirante R/2 de Artilharia. Em 1966, atuava na UNE (União Nacional dos Estudantes) e era militante do PC do B. Atraído para a luta armada, saiu do PC do B e ingressou, em 1968, na Ala Vermelha. Em 1970, ficou preso durante três dias no DOPS; solto fugiu para o Uruguai.


Na década de 80, foi militante do clandestino Partido Revolucionário Comunista (PRC). Ingressou No PT (Partido dos Trabalhadores, criado por Lula, onde foi deputado federal e vice-prefeito de Porto Alegre. Ex - prefeito de Porto Alegre. Candidatou-se ao governo do Rio Grande do Sul, tendo perdido no segundo turno. “SÁBADO, SETEMBRO -16 2006. Repulsa a democracia - De Elio Gaspari, na Folha deste domingo, que já está nas bancas de São Paulo: “Durante jantar de plutocratas a que Lula compareceu na quinta-feira, o empresário Eugênio Staub perguntou-lhe como pretendia fazer, durante o segundo mandato, as reformas que julgar necessárias. Nosso Guia respondeu: ‘Staub, não acorde o demônio que tem em mim, porque a vontade que dá é de fechar esse Congresso e fazer o que é preciso’”.


Isso já estava publicado em outro blog, e leitores me cobraram que comentasse. O que vocês querem que eu diga? Faz alguns anos que aponto o caráter totalitário do PT, não é? A minha tese é de que ele usa a democracia para dar um by pass no modelo. Os coleguinhas esquerdistas, centro-esquerdistas ou mesmo liberais acham exagero. Não vêem um Lula ditador. À moda dos antigos gorilas latino-americanos, também não vejo. O que antevejo, se essa gente não for combatida, é uma espécie de ditadura mitigada. O que seria isso? Uma República regida por corporações, tendo o Poder Executivo como a única autoridade superior. Lula já está fazendo isso.


Os amigos do petismo já começaram a comprar parte da imprensa — antes, era só a consciência: agora, não. Na lista estão portais, jornais, revistas, TVs, rádios... Os que flertam com o PT podem se arrepender amargamente. Não porque terão seus veículos ocupados, como Getúlio fazia. Mas porque terão de se subordinar a um ente de razão chamado PT. Lula odeia o Congresso. Como o PT não podia fechá-lo (embora tenha tentado torná-lo irrelevante: lembram-se do Conselhão, que naufragou?), então mandou comprar. E estava conseguindo. Até Roberto Jefferson atrapalhar.


Pior: parte daquela que deveria ser a elite liberal brasileira concorda com Lula. Porque também o liberalismo foi usurpado no país pela conversa mole do financismo, que faz acordo até com o diabo se o diabo garantir bons rendimentos. E Lula garante. O Congresso que vem aí pode ser pior do que este? O terrível é que é verdade: não por causa dos Clodovis e Malufs — cuja eleição Lula garante ao criticar —, mas porque boa parte chega lá com um peso enorme sobre as costas. Aí do bobalhão que apostar na cultura democrática petista. Uma coisa do velho bolchevismo eles jamais perderam: o ódio à democracia. Fonte: BLOG – Reinaldo de Azevedo. "Não há nenhum pensamento importante que a burrice não saiba usar, ela é móvel para todos os lados e pode vestir todos os trajes da verdade. A verdade, porém, tem apenas um vestido de cada vez e só um caminho, e está sempre em desvantagem - Robert Musil em O Homem sem Qualidades.


“Uma relação de peso: Agnelo Queiroz; Ademir Andrade; Antonio Palloci; Aloísio Ferreira; Bruno Dauster; Carlos Minc; César Q. Benjamim; Chizuo Osawa; Cid Queiroz Benjamim; Derly J. Carvalho; Dilma Vana Roussef; Daniel Aarão Reis; Diógenes C. Oliveira; Elisabeth Mendes; Fernando D. Pimentel; Flávio Koutzii; Fernando Gabeira; Franklin Martins; Gilney Viana; Henry P. Reichstul; João Carlos Bona Garcia; João Carlos Kfouri Quartim; Jessie Jane V. Souza; José Dirceu; José Genoíno; Jaime Walwitz Cardoso; Lasislas Dowbor; Lúcio Borges Barcelos; Luis Gushiken; Laerte Dorneles Méliga; Liszt Benjamim Vieira; Luiz S. Dulci; Maria do Amparo A. Araújo; Marília Guimarães Freire; Maria Augusta Carneiro; Marina Osmarina Silva; Marcio Moreira Alves; Nilmário Miranda; Raffon Nascimento Leão; Raul Jorge Anglada Pont; Tarso Fernando Genro; Ubiratan de Souza; Theodomiro Romeiro Santos; Vera Sílvia A. Magalhães; Washington Adalberto Mastrocinque Martins. “Raul”. Muitos deles assessores do presidente da República Lula. Fonte: Terrorismo Nunca Mais – Memorial de 1964 a 1973.

Senhores: precisamos meditar muito, visto que muita água corre ainda por debaixo da ponte e os bonzinhos, as criancinhas são os que estão recebendo indenizações por supostas vítimas de torturas. Os que perderam a vida, os acusados nem são lembrados e só acusam os ex-presidentes do governo da revolução porque os mesmo já não estão aqui para se defender.



ANTONIO PAIVA RODRIGUES-JORNALISTA-MEMBRO DA ACI-ALOMERCE E AOUVIRCE.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 10:20


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2008

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30