Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PAIVAJORNALISTA

Esse blog tem uma finalidade muito importante, isto é, levar aos conhecimentos dos leitores e amigos os mais diversos assuntos relacionados com o nosso dia a dia. Crônicas, Artigos, Poemas, Poesias, Atualidades, Política entre outros.



Segunda-feira, 28.06.10

NO DIA A DIA DA NOTÍCIA

NO DIA A DIA DA NOTÍCIA


“Eis a semelhança entre o cósmico e o temporal: as mãos que destroem algo podem ser as mesmas que se juntam numa oração! Se eu oferecer a medida certa de água, zinco, chumbo, carvão... medida certa daquilo de que um ser é composto, quem se habilita a construí-lo com inteligência, vontade e liberdade suficientes para descrer? Em termos de jogo e dinheiro, quem perdeu muito por dentro tenta ganhar muito por fora!” Aqui denotamos em poucas palavras grandes lições de vida que poderíamos imantar para vivermos bem e em paz. As mãos que destroem são as mesmas que se unem em orações. As mesmas mãos que fazem o bem podem desfechar o mal. As que te oferecem o pão podem te apedrejar. Queríamos que os políticos brasileiros usassem suas mãos para apor no papel pensamentos feéricos e direcionados para os mais fracos e oprimidos, mas infelizmente temos a dizer que a maioria da classe política brasileira destoa constantemente usando as mãos em beneficio próprio.

Lamentamos a fraca operância do serviço público brasileiro em se tratando de órgãos que estão integrados na distribuição de alimentos e medicamentos para pessoas com doenças que necessitam de cuidados médicos especiais, bem como as degenerativas que precisam do auxílio do governo em virtude dos alimentos e medicamentos ser de difícil aquisição pelos doentes, em virtude do alto custo, e não estarem ao alcance dos assalariados ou mesmo da classe média. Quem se insere nesse tipo de tratamento não pode interrompê-lo bruscamente por falta ou atraso na distribuição pelos postos de saúde, nem por imposição do Ministério da Saúde.


Por muitas vezes decisões aleatórias tomadas pela chefia de certos postos de saúde vem causando preocupação e transtornos para alguns pais que tem filhos doentes. Os responsáveis pela distribuição querem diminuir na marra a quantidade estipulada por médicos. Aliás, o profissional de saúde que acompanha o doente sabe da real necessidade do paciente. Certos medicamentos são liberados pelo Ministério da Saúde em cotas fixas, por exemplo, duas ampolas por mês. Mesmo que o médico tenha prescrito no início do tratamento duas como dose de reforço. Sete dias após a primeira aplicação outra dose, e uma dose de controle de 14 em 14 dias. Ao ser encaminhado ao setor de distribuição vem o dilema, a pancada na moleira, pois o farmacêutico responsável diz nada poder fazer, visto que o Ministério não libera. A confusão está formada e o doente de mãos atadas, acorrentadas, algemadas e sujeito aos caprichos dos que fazem o Ministério que deveria zelar pela saúde dos doentes e não causar transtornos para os que necessitam dos medicamentos e seus familiares.


Com essa decisão fica o angu formado, visto que nenhuma solução pode ser dada pelo órgão distribuidor e tome estresse do doente que no frigir dos ovos é o único prejudicado no tocante a essa falha lamentável e grosseira. Quando o caso é de severa gravidade a única solução é a judicial que de pronto o juiz convoca as partes interessadas determinando que o alimento ou medicamento seja liberado com urgência, pois o doente que necessita de cuidados especiais não pode ficar a mercê de normas aleatórias dos postos de saúde e do próprio Ministério. Que essa falha seja resolvida para evitar mais transtornos aos doentes e aborrecimentos aos responsáveis pelos doentes.


Já disseram que temos dois ouvidos e uma boca para que possamos ouvir mais! Já ouvimos demais e não suportamos tantas embromações, enrolações, e logicamente temos que usar a boca para bradar, pois não agüentamos mais tantas irregularidades e falta de respeito para com o contribuinte. Quem é feio por dentro geralmente tenta ser muito bonito por fora! Esta frase é notoriamente aplicável as nossas autoridades. O povo carente já sofreu demais e precisa de seu dia de bonança. A diferença entre preço e valor é que quem se vende tem preço, e quem não se vende tem valor. Sinceramente, colocamos essa frase para mostrar a situação atual da maioria de nossos políticos, pois muitos deles estão se vendendo formando a psicosfera da corrupção enlameando a política brasileira jogando o país para a triste estatística de um dos países mais corruptos do mundo. Queríamos aqui colocar como exemplo os doentes acometidos da psoríase. O que é psoríase? Essa doença chata atinge 190 milhões de pessoas em todo o mundo.

A psoríase é uma doença bastante comum: afeta de 1 a 3% da população mundial (cerca de 190 milhões de pessoas). Manifesta-se em homens e mulheres de todas as idades, inclusive em crianças. Dia 29 de Outubro é o Dia Nacional de Combate à Psoríase. Se você suspeita ter psoríase, procure um dermatologista. Ele é o melhor médico para cuidar de você: conhece bem a doença, e os melhores tratamentos para que você tenha a vida mais saudável. Sua qualidade de vida é a principal meta do tratamento proposto pelo dermatologista. A doença não deve impedir seu lazer, atividades sociais, exercícios físicos, viagens, alimentação, vida profissional, familiar e espiritual.

Este é o objetivo do tratamento: proporcionar a retomada de todas as atividades normais de sua vida, de forma saudável. O tratamento dessa doença é caríssimo sendo um dos financiados pelo Governo Federal. O progresso das pesquisas científicas possibilita o desenvolvimento de novos remédios para combater a psoríase. Nos últimos 10 anos as pesquisas científicas em psoríase ganharam um grande impulso. Começou-se a entender mais sobre os mecanismos celulares, moleculares e genéticos da doença.
Grandes laboratórios farmacêuticos têm investido para desenvolver remédios que atuam nas diversas fases do processo imunológico. Inserimos a psoríase como exemplo nessa matéria. Visto que a liberação dos medicamentos não está em consonância com o determinado pelo médico dermatologista. Outra ocorrência chata acontece com a liberação da alimentação de crianças alérgicas a lactose e que não podem se alimentar de leite de vaca.

Estamos colocando esse problema ao conhecimento do público para mostrar como sofre pais ou familiares de portadores dessas doenças que necessitam de alimentos e medicamentos fornecidos pelo governo federal. Peça a Deus para nunca entrar na condição dos portadores de doenças que necessitem do apoio do Governo Federal, pois a maldição será maligna. Ah! Brasil. O arrependimento é o remédio que corta as doenças mais graves do ser humano! Porém nessa sentença o arrependimento só irá complicar a situação do doente. Pensem nisso!

ANTONIO PAIVA RODRIGUES- MEMBRO DA ACI- DA ALOMERCE- DA UBT- DA AOUVIRCE- DA AVESP

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 19:51



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2010

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930