Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PAIVAJORNALISTA

Esse blog tem uma finalidade muito importante, isto é, levar aos conhecimentos dos leitores e amigos os mais diversos assuntos relacionados com o nosso dia a dia. Crônicas, Artigos, Poemas, Poesias, Atualidades, Política entre outros.



Quarta-feira, 26.08.09

SARNEY EM PAUTA DUPLA

SARNEY EM PAUTA DUPLA

O senador Sarney deveria ter vergonha na cara e usar o bom senso e pedir para sair não do Senado Federal, e sim da política brasileira. Nem no seu Estado natal Sarney é reconhecido como grande cidadão. Sarney não passa de uma cerca velha e que se encostar a ela vai cair e desmoronar ao sabor do peso e dos ventos fortes com certeza. Senhores políticos o Brasil precisa mudar com urgência a ética precisa voltar reinar nos parlamentos brasileiros. A população não suporta mais sofrimento e enganação. Todas as denúncias contra políticos corruptos, em sua maioria são arquivadas. O mais hilariante é que a própria Comissão de Ética do próprio Senado toma essas decisões geênicas e quem as decide não passa de trasgo. Estamos nos relatando ao Sr. Paulo Duque, que de onze denúncias contra Sarney não se deu ao luxo de examinar nenhuma, simplesmente mandou ou decidiu arquivá-las.

Sarney não sai da baila e nem dos noticiários políticos. Agora o senador Suplicy pede renúncia de Sarney e mostra cartão vermelho. Não será Suplicy que virará Sansão para colocar Sarney na sargeta política, mas o consenso dos senadores brasileiros. É um jogo de interesses muito grande, isto tudo já tem como azimute principal as eleições de 2.010. É uma vergonha senhores brasileiros. Lula diz uma coisa hoje, amanhã desmente e desdiz nos deixando tontos, e aí vamos acreditar em quem? “Ao pedir hoje a renúncia do senador José Sarney (PMDB-AP) do cargo de presidente do Senado, o senador Eduardo Suplicy (PT-SP), para simbolizar sua atitude, mostrou, em plenário, um cartão vermelho, numa referência ao procedimento utilizado por juízes de futebol para expulsar um jogador de campo. "No meu entender, o arquivamento das ações no Conselho de Ética não resolveu a crise. “Para voltarmos à normalidade no Senado, o melhor caminho é que José Sarney renuncie ao cargo (de presidente)”, disse. Ele explicou que o cartão vermelho a Sarney foi dado por ele para que a população entendesse o simbolismo de seu pedido.

Suplicy foi o primeiro senador petista a pedir a renúncia de José Sarney do comando do Senado. Até hoje, o líder do partido, Aloizio Mercadante (SP), havia pedido, em nome da bancada, o afastamento temporário de Sarney da presidência do Senado. José Sarney não estava presente no momento do discurso de Suplicy. Ele foi avisado do discurso pelo próprio Suplicy, mas deixou a sessão sob a justificativa de que tinha um compromisso inadiável em seu gabinete. Suplicy disse que vinha sendo cobrado por várias pessoas sobre seu posicionamento em relação às denúncias contra Sarney. "O Senado sofreu um desgaste imensurável com o arrastar desta situação. Estamos em 25 de agosto e, apesar de terem sido aprovados alguns requerimentos, nenhum requereu a atenção de nós como o Brasil precisa.

O Senado não voltou ainda à sua normalidade. Parlamentares e partidos políticos estão respondendo a uma enxurrada de críticas severas. “Aonde nós andamos, seja em São Paulo ou em qualquer lugar, as pessoas nos cobram”, disse ele. Será que o senador Suplicy não se enquadra naquela bela frase dita pelo Mestre Jesus de que: “Não acuseis para não serdes acusado”? Achamos que no Senado Federal ninguém pode acusar ninguém, pois não existem naquele écran nenhum ser perfeito, todos são imperfeitos, cometem falhas. É Comissão disso, daquilo e na se resolve a contento. Só faltaram mesmo bater na ex- secretária da Receita Federal, e aí iriam entrar de cabo a rabo na lei “Maria da Penha”, que já querem dizimá-la.

Por enquanto, no Senado todos os senadores precisam usar a ética e a cautela, pois estão num rol que pode explodir a qualquer momento e novas denúncias graves podem aparecer repentinamente. Queremos parabenizar os jornalistas brasileiros que têm feito um trabalho de jornalismo investigativo de grande valia para a Nação. Falar em política brasileira em especial em Sarney dá nojo, augeriza, pois ele não assume nada e quer passar como um inocente num “tilineite” de grandes proporções. Notamos as seguintes informações em um e-mail que roda pela internet e de gravíssima conotação. “Do contrário vamos continuar assistindo ao filho de Renan Calheiros ganhando concessões de rádio. A José Sarney dono das afiliadas da GLOBO no seu feudo. A família de ACM na Bahia.

A Collor de Mello em Alagoas. A tucanos/democratas no sul do País. E a todas essas armações para transformar Brasil e brasileiros em terra de ninguém e num monte de “ninguéns”. Esses personagens lá estão querendo mostrar serviço, mas sabemos que seus desserviços foram muito prejudiciais ao Brasil e o que não aceitamos e que querem jogar toda a culpa nos militares no período que chamam de “ditadura”, pois nem isso eles sabem qualificar, pois a ditadura é quando um chefe de uma nação impõe sua regras à força permanecendo anos a fio no poder. Na realidade o que querem é passar por santinho e ludibriar a população. A maioria por ser cética vai na onda como dizia o saudoso “coronel Ludugero”. Diríamos sem medo de errar que são “ratos querendo comer ratos”. Se um dia aparecer um gato feroz será um correria desenfreada de ratos por todos os lados, que terá rato fugindo até pelo ladrão.

Vejam o clima que se instalou no Senado que na opinião sábia do povo deveria ser fechado. “O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) disse hoje, em plenário, que, se o jornal O Estado de S. Paulo não desmentir a notícia veiculada ontem, na qual foi revelado que dois apartamentos ocupados pela família Sarney em São Paulo estão em nome de empreiteiras, ele conversará com a bancada do PDT para apresentar nova representação contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), no Conselho de Ética. Mais cedo, José Sarney garantiu que os apartamentos estão declarados no Imposto de Renda do seu filho, o deputado Zequinha Sarney (PV-MA), e que apenas não possui a escritura do imóvel porque não terminou de pagar as prestações.
Esta semana, o Conselho de Ética irá analisar os recursos apresentados pela oposição contra o arquivamento de onze ações apresentadas contra o presidente do Senado por quebra de decoro parlamentar. Para abrir processo contra Sarney, será preciso que pelo menos oito senadores votem a favor do recurso. A oposição, entretanto, tem apenas cinco votos, e precisará da ajuda dos três senadores do PT para investigar o peemedebista. “É mesmo “ilustre” a família do famigerado senador Sarney, já alcunhado de El Diablo”.

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI-DA ALOMERCE E DA AOUVIRCE

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 09:32


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Agosto 2009

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031