Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PAIVAJORNALISTA

Esse blog tem uma finalidade muito importante, isto é, levar aos conhecimentos dos leitores e amigos os mais diversos assuntos relacionados com o nosso dia a dia. Crônicas, Artigos, Poemas, Poesias, Atualidades, Política entre outros.



Terça-feira, 17.07.12

TERRORISMO E TERRORISTAS


TERRORISMO E TERRORISTAS

“Não discuta. Discutir é impor pontos de vista. Dialogue. O diálogo sadio engrandece você. Faz brotar soluções. Nascer esperanças. Durante qualquer conversação, reconheça-se diante de seus semelhantes. Respeite-os. São filhos de Deus, iguais a você. Necessitam da sua opinião”. (Lourival Lopes).

As palavras acima enunciadas tremem, fazem você se arrepiar, pois representam perigos para qualquer sociedade organizada. A sinonímia para a palavra terrorismo é o uso de violência física ou psicológica. Ele só efetua através de ataques localizados a elementos ou instalações de um governo ou da população governada, de modo a incutir medo, terror, para auferir efeitos psicológicos que ultrapassem largamente o círculo das vítimas, incluindo, antes, o resto da população do território traçado por eles. São utilizados por uma grande, para não dizer imensas instituições como forma de alcançar seus objetivos, como organizações políticas de vários matizes, grupos separatistas e até governos no poder.  Quem se insere e pratica o terrorismo é denominado de terroristas. (Wikipédia).

Ao longo da história humana existiram vários tipos de terrorismo. Segundo Laqueur nenhuma definição pode abarcar todas as variedades de terrorismo que existem. Existe uma centena de definições para o termo. Na mais simples compreensão humana o terrorismo pode ser delineado como uso de violência, assassinato e tortura para impor seus interesses, essa definição pode ser classificada como terrorismo físico. Indução ao medo por meio da divulgação de notícias em benefício próprio, temos nessa definição o terrorismo psicológico. Recurso usado por governos ou grupos para manipular uma população conforme seus interesses e subjulgar economicamente uma população por conveniência própria, aqui temos o terrorismo econômico. 

O especialista em estratégia Walter Laqueur diz que a Europa está abúlica (perturbação mental caracterizada pela ausência ou diminuição da vontade), pois perdeu o ímpeto de empreender e de exercer o poder político.  Diferente dos países emergentes em que a política ferve, mas de uma maneira nada convincente para a maioria da população. Em entrevista recente para a jornalista Da Revista Veja, Tatiana Giannini, ao se referir aos governos europeus: “A região já havia deixado de ser o centro do mundo depois da II Guerra, mas ainda era uma fonte de inspiração por seus valores civilizatórios. Agora, ficará mais difícil para a Europa promover a liberdade e os direitos humanos para o resto do mundo. Mesmo internamente, será um desafio preservar a democracia em um momento em que, em meio a uma recessão, se tornou inevitável a adoção da austeridade nos gastos públicos”.

Essa recessão ou fraqueza política será o alvo preferido dos terroristas para atuação, pois suas ideias satânicas e o assistencialismo exacerbado contribuem para reforçar seus instrumentos diabólicos para fortalecer suas políticas destruidoras de democracia. O ex-presidente Collor, e senador da República, em depoimento na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do contraventor Carlos Cachoeira, afirmou que a imprensa, principalmente os jornalistas que fazem a Revista Veja são verdadeiros bandidos, o que não concordamos, e vai mais além dizendo que não tem medo de nada. Será? A guerrilha em espanhol significa guerrilla, “pequena guerra”, é um tipo de guerra não convencional no qual o principal estratagema é a ocultação e extrema mobilidade dos combatentes, chamados guerrilheiros.

Pode se constituir também como uma movimentação híbrida,  ou seja, ora centralizada por uma atitude bélica cujo aspecto pode ser colaboracionista com as forças regulares de determinadas regiões, e ora pode se dar o enfrentamento sem conexão com qualquer força armada regular.  Os guerrilheiros urbanos usam as seguintes táticas operacionais para tentar alcançar os seus objetivos: “Assaltos, o assalto a banco como modelo popular, batidas, ocupações, emboscadas, táticas de rua, greves e interrupções de trabalho, deserções, desvios, confiscos, expropriações de armas, munições e explosivos, libertações de prisioneiros, execuções, sequestros, sabotagem, terrorismo, propaganda armada, guerra de nervos.
Eles executam suas ações observando várias táticas como: “ Resgate de feridos, segurança de guerrilha, apoio popular, guerrilha urbana, escola para selecionar o guerrilheiro. Quantos políticos que estão no poder viajaram a Cuba para obter o título de guerrilheiro? E tem mais: uma vez guerrilheiro sempre guerrilheiro, pois é raro ver um guerrilheiro arrependido.  O Terrorista, o guerrilheiro usam de várias artimanhas tais como: “as suas táticas preferidas (defenir o guerrilheiro urbano ensinando-o a viver e subsistir), como fazer a preparação técnica, as armas que devem ser usadas na guerrilha, o tiro é a razão da existência do guerrilheiro, o grupo de fogo, a logística, a técnica de guerrilha e suas características, a vantagem da guerrilha urbana, surpresa, conhecimento do terreno, mobilidade e velocidade, informação e decisão. Afirmar que guerrilheira não tortura é conversa para bebê dormir.

Usam uma verdadeira estratégia de guerra. Os guerrilheiros que estão no poder jamais deveriam balbuciar a palavra “Direitos Humanos” e nem falar em “Comissão da Verdade”, visto que a verdade são as artimanhas que usaram e usam para exercer o poder. O assistencialismo escancarado contribue para que o povo acredite neles. Isso demonstra que a maioria da população brasileira não absorveu a cultura necessária para não se deixar iludir pelo famigerado terrorismo político usado por quem está no poder atualmente. Fatos que acontecem e que poucas pessoas tomam ciência da verdade. Assim caminha o Brasil. E La nave va... Gramna, para quem não sabe, é um jornaleco controlado pela ditadura do Partido Comunista Cubano, que só fala bem do governo, mentindo descontroladamente.

Ultimamente, tenho visto que a Rede Globo tem cessado qualquer ataque ao governo e ao PT, e começou a virar uma espécie de Gramna brasileiro, inclusive sujeitando-se àquelas constrangedoras matérias onde o Brasil é uma nova e ascendente potência em meio à crise econômica mundial, todos estão felizes e há emprego sobrando para todo mundo. Resolvi fazer uma pequena pesquisa e não foi difícil descobrir o motivo. Os próprios blogs esquerdistas se entregam... O todo poderoso do jornalismo da Rede Globo, até pouco tempo atrás, era o Ali Kamel que tinha seus defeitos, mas não gostava de cotas, populismo, bolsa esmola e, principalmente, de ladrão, logo não gostava do PT.


A Dilma "Estela-Luiza-Patricia-Wanda" Rousseff, no melhor estilo Hugo Chaves, chamou a Rede Globo e lembrou que está chegando à época de renovação de concessão e que o Ali Kamel estava incomodando, pois se continuasse a cair ministros corruptos logo não teria mais ninguém em Brasília e mandou colocar um "cumpanhêro" no lugar dele, um esquerdista. O nome era Amauri Soares, um grande entusiasta dos petralhas. Isso foi feito, Amauri Soares, como todo bom esquerdista, já entrou colocando mamata para a família, no caso a mulher dele, a Patrícia Poeta, que entrou via peixada no Jornal Nacional. Veja que foto meiga, no meio o possível futuro novo ancora do JN.


Isso explica a atual cara de bunda do William Bonner que viu sua mulher ser obrigada a ter uma crise de "cansaço" e "pedir" para sair e buscar outros ares na tenebrosa manhã da Rede Globo, junto com programas do naipe de Ana Maria Braga. Não podemos nos espantar se daqui a pouco o Bonner sair e entrar algum outro “cumpanhêro” do partido ou algum outro parente do Amauri Soares. Já que o PT não conseguiu enfiar goela abaixo o controle da mídia, tentado várias vezes por Lula, resolveu enquadrar a maior emissora e formadora de opinião do país na cartilha do partidão. E assim vai caminhando nossa pseudodemocracia. Os petralhas já compraram a UNE, os sindicatos, a OAB, bancaram a maravilhosa e imparcial "Carta Capital" e agora a Rede Globo caiu de quatro. Estamos caminhando a passos largos para virarmos uma Venezuela! É o que chamamos de aproveitamento do psicológico em ação. Fonte: http://www.thaisagalvao.com.br/wp/wp-content/uploads/2011/12/patricia-e-amauri.jpg/


Como Redes de Televisão e Rádio são públicas se não rezarem na cartilha do governo correm o risco de perder a concessão. Apesar de pesada a afirmação, mas com certa verdade Roney Kerber diz que o povão é tão débil mental que ao invés de se revoltar com os escândalos dos ministros, que só caíram, apenas e tão somente, devido a denúncias das poucas trincheiras do PT, como a Veja e a Folha de São Paulo, acreditam que isso se deve ao espírito disciplinador e justiceiro da digníssima “presidenta” que é tão honesta que falsificou o próprio currículo Lattes, inventando “apenas” um mestrado e um doutorado e, depois que a casa caiu, disse que fora um “pequeno erro”. Ou seja, não existe mais falsidade, é tudo apenas um pequeno engano. Na próxima reforma do CPB é capaz de cair o artigo 299. Para quem engoliu o "não sabia de nada" do Lula, o pequeno engano da Dilma é fichinha...

Para pensar: "A essência da propaganda é ganhar as pessoas para uma ideia de forma tão sincera, com tal vitalidade, que, no final, elas sucumbam a essa ideia completamente, de modo a nunca mais escaparem dela" "A propaganda quer impregnar as pessoas com suas ideias. É claro que a propaganda tem um propósito. Contudo, este deve ser tão inteligente e virtuosamente escondido que aqueles que venham a ser influenciados por tal propósito NEM O PERCEBAM." (Joseph Goebbels). "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver se agigantarem os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto." (Rui Barbosa). Pensem bem: “A guerrilha não é necessariamente um tipo de guerra de resistência onde os insurgentes se opõem a uma força de ocupação, como no Iraque ocupado pelos estadunidenses ou como na União Soviética invadida pelos nazistas.

Ela é também comum em guerras revolucionárias (com fator político-ideológico) que podem ocorrer entre partidos ou facções de um mesmo povo. (v.g. M.M.D.C., El Salvador, Guerrilha do Araguaia, Ação Libertadora Nacional - ALN, Movimento Revolucionário 8 de Outubro - MR8, Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia - FARC, Sendero Luminoso, Euskadi Ta Askatasuna - ETA, Exército Republicano Irlandês - IRA, etc.)”. Você é o principal responsável. Alguém quer induzir você a isto ou àquilo. As circunstâncias lhes são desfavoráveis. Parece-lhe que cabe ao outro a responsabilidade pela ação do momento. Mas ninguém pode obrigar você a este ou aquele desatino. Cabe a você decidir se faz se aceita, se diz. Controle-se. Dirija a sua vontade. Aja na hora certa. Confie no valor que você tem. Mostre-o nas urnas escolhendo o candidato certo e não se deixe iludir por promessas mirabolantes que nunca serão cumpridas. Devemos retirar do parlamento os políticos viciados. Político não sendo profissão quem ainda está lá deve dar lugar a quem quer trabalhar e defender os mais fracos e oprimidos. Pense nisso!

ANTONIO PAIVA RODRIGUES- MEMBRO DA ACI-DA ACE- DA UBT- DA AVSPE- DA ALOMERCE E DA AOUVIRCE.

 

-












Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 13:09


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2012

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031