Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PAIVAJORNALISTA

Esse blog tem uma finalidade muito importante, isto é, levar aos conhecimentos dos leitores e amigos os mais diversos assuntos relacionados com o nosso dia a dia. Crônicas, Artigos, Poemas, Poesias, Atualidades, Política entre outros.



Quinta-feira, 22.11.12

AUSÊNCIA DE DEUS


Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 10:02

Quinta-feira, 22.11.12

ACONTECIMENTOS PERNICIOSOS NO ECRÃ DO VATICANO


ACONTECIMENTOS PERNICIOSOS NO ECRÃ DO VATICANO

“A verdadeira religião é a do coração. Um coração puro, uma religião pura. Uma fé limpa, uma religião limpa. Não mascare a fé. Nem a compare a coisas materiais. Deus é todo Espírito. Ponha o amor em ação. Não paralise as forças do seu coração. Procure beneficiar sempre. Tenha ideais elevados. Siga confiante na vida.” (Lourival Lopes).

Questiúnculas não seria o termo correto, para os atos deletérios praticados por 30 papas, que envergonharam a ICAR (Igreja Católica Apostólica Romana). A religião apesar de ter sido criação humana, muito representa para os fiéis dessa ou daquela doutrina. Uma religião limpa, aliada a uma fé limpa seria sublimar, no entanto, diversas religiões procuram se fortalecer com arrecadação pungente do vil metal. A igreja enriquece e seus fies empobrecem.

O mais comovente são as multifárias ações de determinados membros “religiosos”, que após uma lavagem cerebral silente, faz com que os adeptos acreditem nas artimanhas dos falsos pastores, ou bispos como queiram. A Polícia Federal já esteve investigando várias igrejas e constatou irregularidades na maioria. É um tipo de mensalão escamoteado. Cremos que nenhuma entidade religiosa foi criada com o único intuito do enriquecimento fácil, usando como forças diamatizadoras supostos milagres.

Pelo princípio ético nenhuma religião deveria aferir fins lucrativos, no entanto, denotamos o contrário. Os templos majestosos abrigam pobres seres humanos, que após terem recorrido a todos os meios são iludidos por “religiões” que pregam o nome de Deus, somente para angariar milhões, em reais, dólares, euros e outras moedas de valor histórico. Uma coisa eles fazem muito bem, o uso da palavra capeta para amedrontar os incautos e neófitos. O tempo passa e nenhuma medida é tomada. Usamos esse preâmbulo para nos situarmos melhor no assunto que iremos focalizar e, afirmar que não discriminamos nenhuma religião e seus adeptos já são maior de idade e se deixam enganar por livre e espontânea vontade. Jesus o mestre dos Mestres pregava a fé, o amor e a caridade, pregava em qualquer lugar e nunca passou em sua mente auferir vantagem material. (Iremos dar uma conotação apenas simbólica dos membros que envergonharam a humanidade: Joana (Joana L’ Anglois) papisa no período compreendido entre os anos de 855 a 857). Essa religiosa mantinha uma vida imoral com Floro, filho do imperador Leão IV.

Nascida em 817em Mentz, na Alemanha, tinha ascendência inglesa. Disfarça-se de homem, e assim agiu quando se deslocou A Atenas, ainda jovem e em companhia do amante (O culto Frumêncio). Estudou sob orientação dos mestres gregos e se tornou conhecedora das Sagradas Escrituras, ela através do conhecimento obteve muito respeito e autoridade. Ela foi eleita Papa por unanimidade, após a morte de Leão IV. Depois de dois anos, um mês e quatro dias de papado, certa ocasião, enquanto se deslocava para a Igreja de Latrão, entre o Coliseu de Roma e a igreja de São Clemente, foi surpreendida por trabalhos de parto e ali mesmo morreu> Foi sepultada em Tibre sem nenhuma pompa.

Tem outros aspectos negativos de Joana, mas preferimos focalizar, outro membro polêmico da ICAR. Seu nome Estevão VI (de 896 a 897). Citado religioso era mancomunado com a amante Agiltrudes,  desenterrou e julgou a carcaça de seu antecessor, o Papa Formoso. Na realidade quem mandava na igreja era a amante, isso pelos idos de 887 e 897. Agiltrudes era esposa de Guido Spoleto, um fraco governante do ducado do mesmo nome, encravado no coração da Itália.

Guido nas mãos da mulher não passava de um simples boneco. Fez de Estevão II imperador do ducado de Spoleto, com essa atitude muitos conflitos surgiram. Nomeava e de demitia prelados ao estalar dos dedos. Sob a influência dessa terrível mulher sucederam-se nove papas em 8 anos, tendo um governado 15 dias e o outro 20 dias, três deles morreram na prisão e outros três foram assassinados. Sérgio III (de 904 a 911). Conhecido como o (Boca de Porco), amante da infeliz Teodora I e de sua filha Marózia. Esse papado foi conhecido como o governo das prostitutas, domínio das meretrizes ou ainda pornocracia (904-963). As rameiras se apossaram do patrimônio de São Pedro. Ditavam normas a seus amantes, transfigurados em marionetes a serviço de seus desejos e favores sexuais.

Sérgio III chegou ao sólio pontifício passando antes por cima do cadáver de um Papa anterior (Leão V) que foi encarcerado e perseguido, falecendo por conta dos maus tratos. Sujando de sangue a Cadeira de Pedro, além de transformar os labirintos do Vaticano em pontos de encontros amorosos entre ele e a concubina. Os arquivos da Igreja Romana relatam sua vida de ostensivo pecado com sua amásia, Marózia, que dele teve vários filhos ilegítimos (entre os quais o Papa João XI). Fonte: Os 30 Papas que envergonharam a humanidade de Jeová Mendes.

Lando (913ª 914), corrupto, criminoso e fornicador. João X (de 914 a 928) Amante da prostituta Teodora II. Leão VI (de 928 a 929) ele era um dos amantes da poliandra Marózia. Depois vem a figura do Papa João XI (931 a 935), esse viveu maritalmente com a própria mãe. Pode Freud? A seguir vem João XII (955 a 964) passou o seu papado violando virgens e viúvas e vivendo com a concubina de seu pai. Leão VIII(964 a 965) envenenou todos os inimigos de Marózia. Bento XI (972 a 974) encarcerou os adversários e matando-s pela fome. Bonifácio VII (984 a 985) apossando-se da Cadeira de Pedro através de roubo e assassinatos.

João XV (985 a 996) era cobiçoso, ladrão e corrupto. Bento VIII (de 1012 a 1024) era corrupto e subornava a todos para obter proveito próprio. Bento IX (1033 a 1045) assassino, adúltero e ladrão. Inocêncio III (1198 a 1216) afogou a Europa no sangue de inocentes cristãos evangélicos. Gregório IX (1227 a 1241) Proibiu a leitura da Bíblia aos leigos e empilhando cadáveres de hereges e apóstatas. Estamos relatando fatos em síntese, pois não dispondo de espaço se colocássemos todos os detalhes o leitor iria se cansar com certeza, no entanto, ficaria ciente do que aconteceu no passado da Igreja Católica que os padres atuais nem pensam em contar.

Inocêncio IV (Sinibaldo Fieschi – de 1243 a 1254) passou seu tempo de papado usando como castigo a tortura de todos os matizes (Inquisição). Nicolau II (Gaetano Orsini – de 1277 a 1280) foi considerado um demônio, visto que Dante de Alighieri ao visitar o Vaticano disse se tratar da parte mais baixa do inferno o seu papado. Bonifácio VIII (Benedeto Gaetano – de 1294 a 1303) era um Papa enganador, traiçoeiro e herético; Clemente V (Bertrand de Got- de 1305 a 1314) fez o que ninguém esperava.

Com sua falta de respeito para com o Vaticano mantém sua amante como tesouro da igreja e em sua gestão dizima os cavaleiros dos templários. João XXIII (Baltazar de Cossa – de 1410 a 1415) era adúltero, sodomita e criminoso. Pio II (Enea Sílvio Piccolomini – 1458 a 1464) ensinou aos jovens de sua época as perfídias da sedução de mulheres; Paulo II (Pietro Barbo – de 1464 a 1471) era um grande colecionador de mulheres e de bens materiais, há quem diga que Le era possuidor de um harém.

Sisto IV (Francesco della Rovere- de 1471 a 1484) uma Papa nepotista, corrupto e propinador. Inocêncio VIII (Giovanni Battista Cibo de 1484 a 1492), corrupto, mundano e mulherengo. Alexandre VI (Rodrigo Borgia – de 1492 a 1503), pervertido e amante da própria filha; Leão X (Giovanni de Médici – de 1503 a 1513) seus passatempos eram voluptuosos e vendia moradia no Céu (indulgências). Paulo III (Alessandro Farnese – de 1534 a 1549) Matava todos os protestantes na fogueira por puro prazer. Gregório XIII(Ugo Boncompagni – de 1572 a 1585) era patrocinador da matança de São Bartolomeu (erradicar a infame gentalha luterana). PIO XII (Eugênio Pacelli de 1939 a 1958) Filhote do nazifacismo e cúmplice da matança dos judeus na segunda guerra mundial. É realmente triste estudarmos o passado da ICAR que a igreja teima em esconder de seus fiéis, mas os fatos que denigrem qualquer religião nunca serão encobertos, pois a verdade sempre surgirá e a força será tão grande que muita gente ficará abismado e boquiaberto. Será que esses Papas não estudaram nada em favor do bem e usaram a igreja para aflorar seus instintos bestiais?

Nessa história surgiu um religioso de nome Torquemada com seu ciclo de horrores. Ele foi o maior inquisidor da história da igreja matando muita gente.  Um pequeno destaque nessa matéria que fala muito na cadeira de São Pedro, mas Pedro não tinha cadeira alguma no Vaticano, visto que a Igreja Católica Apostólica Romana foi fundada em 381 D.C, através de um Decreto Imperial “Cunctus Populus”, com os povos por Teodósio I. Pela história o primeiro Papa seria Dâmaso. “Já dizia nosso estimado amigo Lourival Lopes, que todo seu corpo está subordinado à mente. Mesmo a menor célula. Os seus órgãos e sentidos obedecem-na. Ela tudo dirige e influencia. Sua mente é poderosa, então use-a para o bem”. Pense nisso!


ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI – DA ACE- DA UBT- DA AVSPE- DO PORTAL CEN- DA ALOMERCE E DA AOUVIRCE.




Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 09:59


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2012

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930