Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PAIVAJORNALISTA

Esse blog tem uma finalidade muito importante, isto é, levar aos conhecimentos dos leitores e amigos os mais diversos assuntos relacionados com o nosso dia a dia. Crônicas, Artigos, Poemas, Poesias, Atualidades, Política entre outros.



Segunda-feira, 05.03.12

...

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 11:55

Segunda-feira, 05.03.12

TREM BALA UM PROGRAMA DE ESPORTES? TREM BALA UM PROGRAMA DE ESPORTES?

 TREM BALA UM PROGRAMA DE ESPORTES?

“Os bons pensamentos produzem frutos de alegria e aumentam a felicidade cada dia mais. A palavra do homem é responsável pelo estado de sua saúde física.” (Carlos Torres Pastorino).

A mídia tem papel preponderante na Comunicação Social de qualquer País. As academias de jornalismo vêm primando pela qualidade na formação dos futuros profissionais da imprensa escrita, falada e televisada, mesmo com a decisão esdrúxula da Suprema Corte do País, em julgar dispensável o uso do diploma para o exercício da profissão de Jornalismo. A definição mais simples do jornalismo se refere à imprensa periódica, profissão de jornalista, e os jornais de um modo geral. Jornalista é a pessoa que por hábito ou profissão escreve em jornal, ou pessoa que dirige um jornal. Na realidade o jornalista seria simplesmente isso? Os dicionários parecem não acompanhar a evolução da língua portuguesa, e muitos deles não contém os significados aperfeiçoados de algumas profissões, ou mesmo não mostram o sinônimo de muitas palavras do dia a dia, ou do nosso cotidiano.

Uma definição muito simplória para uma profissão de grande valia e importância para os dias atuais. Repórter, fotojornalista, diagramador, pauteiro, apresentador, revisor, comentarista, âncora, assessor de imprensa, infografista, documentarista entre outros, são muitos os cargos que o profissional epigrafado deve estar apto para exercer árduas tarefas e até se desdobrar para exercer com qualidade todas as funções a ele atribuídas.  Todo jornalista é radialista, mas nem todo radialista é jornalista. As coisas vêm se misturando no decorrer dos anos e os programas antes com muitos atrativos, hoje não passam de verdadeiras bagunças, colocadas à disposição dos radiouvintes e telespectadores.

Ser jornalista é estressante, e nem sempre é uma profissão bem paga, para quem a exerce. Além das questões impostas, as interferências governamentais que não dão o valor que o jornalista tem para a sociedade em que vive. O pior de tudo são os intrusos que querem se passar por jornalistas, sem ter o preparo necessário para exercer valorosa profissão.  Porque o exercício ilegal da profissão de jornalista não é crime, enquanto as demais profissões que exigem curso superior são crimes. Exercer sem o referido diploma profissão de médico, dentista, advogado etc., é crime.  O ministro Gilmar Mendes é pessoa non grata para todos os jornalistas brasileiros.

Em 2009, tendo como principal motivo a antidemocracia e um resquício da ditadura, pois impediria o livre acesso aos meios de comunicação. Será? “Qualquer cidadão pode, agora, ir ao Ministério do Trabalho e adquirir uma carteira de jornalista”. O que dá para rir dar para chorar, pois no Brasil tudo é possível. “Segundo Ana Paula Lisboa: estágios não supervisionados e exploratórios, baixos salários (no Distrito Federal, o piso salarial para mídia impressa é de apenas R$ 1,7 mil e para mídia eletrônica é de R$ 1,5 mil), repressão por parte de editores ou donos das empresas de comunicação (para não falar mal do governo ou de outro setor de interesse), dentre outras questões acabam por deprimir boa parte desses colegas. Ante tantos desestímulos, talvez seja oportuno incluir alguns outros atributos a definição de jornalista”.

Jornalista: Profissional que luta para levar informações relevantes à sociedade. Apesar de ter papel de utilidade pública, é desmerecido, humilhado e submetido a circunstâncias adversas. “Indivíduo persistente e especialmente sujeito a desapontamento e frustração”. Olhe o desabafo de uma aluna de jornalismo, imagem como seriam os desabafos de profissionais portadores de mestrado, doutorado e pós-doutorado em Comunicação Social.   Com preocupação observamos profissionais de uma emissora local que se dizem jornalistas; alguns são portadores de tartamudez, dislalia, dislogia, dispraxia, desfemia, voz estridente, excesso de gesticulação no falar, bater as mãos em demasia, bater em outras partes do corpo, bater na mesa como estivessem raivosos, causando dor e até nojo aos telespectadores mais sensíveis, e ainda se julgam os melhores do país, tendo como avaliação o grande número de e-mails que recebem. Ainda dizem ser parciais e independentes.

Estão na área esportiva e nominaram o programa de “Trem Bala”, que não para nem a pau e nem à bala. My God a qualidade do futebol cearense está em concomitância com a qualidade da maioria que cobre o acostumadinho futebol “cabeça chata”. Urgem medidas saneadoras para a melhoria dos profissionais do rádio cearense que estão usando como trampolim a televisão para aparecer e tirar proveito na mídia televisiva.  Trocar palavras como: “Claro por Craro”, “Plano por Prano” é inadmissível. Seria de bom alvitre que se observasse o art. 7°. Da Lei 6.615, de 16 de dezembro de 1978. Publicado no D.O. U de 19/12/1978. 1)- Para registro do Radialista é necessário à apresentação de: diploma de curso superior, quando existente para as funções em que se desdobram as atividades de Radialista, fornecido por escola reconhecida na forma da lei; ou. (II)-diploma ou certificado correspondente às habilitações profissionais ou básicas de 2°. Grau, quando existente para as funções em que se desdobrarem as atividades de radialistas, fornecido por escola reconhecida na forma da lei: ou.

(III)-atestado de capacitação profissional conforme dispuser a regulamentação desta lei. (No artigo oitavo: o contrato de trabalho, quando por tempo determinado, deverá ser registrado no Ministério do Trabalho, até a véspera da sua vigência, e conter, obrigatoriamente: a)- A qualificação completa das partes contratantes; b) prazo de vigência; c)-a natureza do serviço; d)-o local em que será prestado o serviço; e)-cláusula relativa à exclusividade e transferibilidade; f)-a jornada de trabalho, com especificação do horário e intervalo de repouso; g)-a remuneração e sua forma de pagamento; h)-especificação quanto à categoria de transporte e hospedagem assegurada em caso de prestação de serviços fora do local onde foi contratado; i)-dia de folga semanal; j)-número da Carteira de Trabalho e Previdência Social.

Parágrafo 1°. O contrato de trabalho de que trata este artigo será visado pelo Sindicato representativo da categoria profissional ou pela federação respectiva, como condição para registro no Ministério do Trabalho.  Parágrafo 2°. A entidade sindical deverá visar ou não o contrato, no prazo máximo de 2(dois) dias úteis, findos os quais ele poderá ser registrado no Ministério do Trabalho, se faltar manifestação sindical. Parágrafo 3°. Da decisão da Entidade Sindical que negar o visto, caberá recurso para o Ministério do Trabalho. Fazer rádio sempre foi coisa séria, mas parece que estão usando o meio de comunicação mais importante como brinquedo, como cabide de emprego, para fins comerciais, pois a venda de horário é fato consumado e a presença de pessoas inabilitadas é prejudicial para proporcionarmos aos ouvintes programas de qualidade e voltada para a cultura. Não matem o rádio, ele precisa viver e como diria o grande Hélio Ribeiro, rádio é coisa séria e para abrilhantar esse veículo de comunicação ele fala no seu “Eu sou o Rádio” como o instrumento fosse o próprio ser humano. (grifo nosso). Pense nisso!

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI- DA ACE- DA UBT- DA AOUVIRCE- DA AVSPE.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 11:53

Sábado, 03.03.12

...

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 10:20

Sábado, 03.03.12

SERÁ QUE DEUS EXISTE?


 SERÁ QUE DEUS EXISTE?

“Quase todos os delinquentes que conheci e com os quais pude conversar sofreram maus tratos na infância. Foram abandonados pelos pais e cresceram sem receber afeto de ninguém”. Nos dias em que nos observamos mais irritadiços, devemos procurar para o nosso corpo alguma ocupação para as mãos e para o cérebro (...). “É sempre perigoso deixar o cérebro e as mãos a mercê da cólera”. (Chico Xavier).

A Psicologia poderá conduzir o homem ao caminho do autoconhecimento, mas somente o Evangelho lhe dará condições de superar as dificuldades encontradas nos escaninhos da alma.  Será que os homens inseridos no mal, alguma vez já pensaram, ou pelo menos, sabem o significado e o valor que o Evangelho tem? Nós diríamos que não, e sem medo de errar. Os bons pensamentos produzem frutos de alegria e aumentam a felicidade cada dia em que passamos nesse orbe tão conturbado, onde o mal tem predominado sobre o bem.  Estamos ilhados, cercados de assaltantes, bandidos, meliantes de todos os matizes e além do mais, inseridos num labirinto enorme de difícil saída.  Estamos dominados por homens sem coração que fazem a festa quando nos seus alfarrábios criminosos, mais e mais vítimas são anexadas.  De alguns anos para cá, a nossa cidade, antes pacata, tem convivido com um oceano de violência sem proporções e que já causa medo e terror a sociedade alencarina. Enquanto saboreamos o pão que o diabo amassou políticos gananciosos engordam suas contas bancárias, através da maligna corrupção que não tem fim. O tempo passa e a população carente sofre pela inexistência de atendimento médico, de uma boa educação e de um segurança falida e em estado de letargia.  

É bem verdade, que em muitos casos, o vírus da violência tem como causa a miséria, a fome, o desemprego e outras mazelas deletérias. O conhecimento da maioria da população, e de nossos representantes nos parlamentos não arrefece à vontade dos meliantes e assassinos em jubilar-se com o sangue dos inocentes e indefesos. A política nunca esteve tão afastada do povo como nos dias atuais. Mesmo a força habitando dentro de nós, jamais estaremos a salvo da sanha diabólica de quem veio ao mundo para roubar, matar, esfacelar vidas e transformar famílias inteiras pusilânimes e escravas da bandidagem. É vero o que afirmamos com veemência nas entrelinhas desta matéria. O ex-capitão da briosa Polícia Militar Daniel Bezerra Gomes foi expulso da corporação, por ter assassinado os irmãos Marcelo e Leonardo Moreno Teixeira, no município de Iguatu, na região Centro-Sul do Estado. Não nos compete dizer o que houve entre os três que compunham o cenário do crime, visto que não se tira a vida de ninguém por mero prazer, a não ser que o assassino seja considerado um psicopata em alto grau. Um professor de 46 anos foi assassinado após ter o carro tomado de assalto por volta das 12h45 min., na Praça de Gentilândia, bairro Benfica, em Fortaleza. Os assaltantes, os meliantes, os marginais são verdadeiros parasitas da sociedade, pois impregnados pela preguiça não encontram no trabalho o prazer e sim no ato bárbaro de matar. Socorrer a quem? Boa pergunta.

O Brasil de antigamente onde reinava a passividade, a tranquilidade, hoje nos leva as lágrimas quando enfrentamos os perigos que nos rodeiam todos os dias, o dia todo.  Uma mãe que gera um filho em suas entranhas transformou-se num viés de dúvidas, pois a semente que sai do seu ventre poderá ser de boa ou de má qualidade. Vemos com tristeza milhares de criancinhas que não encontraram ninguém que com elas estivessem e ausentes de carinho poderão reforçar o exército de marginais que povoa nosso País, antes varonil e hoje repleto de imbecis. Os homens de bem, os de boa vontade, os trabalhadores da última hora, estão de mãos atadas sem nada poder fazer. Os políticos brasileiros, em sua maioria já estão na mídia prometendo o que não farão se forem eleitos, pois a enganação é a diretriz principal dos maldosos e maledicentes. O sofrimento das famílias que perdem seus entes queridos se enche de emoções criando por consequência distúrbios no consciente onde a negatividade se imantará nos indefesos, criando inúmeras vertentes cujo curso se encerará com uma multidão de ansiosos, de deprimidos, de nervosos e portadores de pânicos.   

Vicente de Paulo Leitão era engenheiro civil e professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFCE) em Sobral, interland cearense. O crime em alusão causou transtorno à sociedade cearense pelo “Modus Operandi” como foi praticado, pois o pranteado estava em companhia de sua esposa. Menores de idade foram acusados da prática do crime. Em nota à imprensa, o IFCE lamenta a morte do professor e destaca que Vicente Leitão era “extramente querido pelos alunos, orientou diversas pesquisas, e deixou mais de 50 trabalhos publicados”. Ele graduou-se em Engenharia Civil pela Universidade de Fortaleza, especializou-se em Engenharia Urbana e fez mestrado e doutorado pela Universidade Federal do Ceará em Engenharia Civil (Recursos Hídricos – Saneamento Ambiental).

A vítima deixa esposa e duas filhas. No cruzamento da Rua Beni de Carvalho com a Avenida Desembargador Moreira, no Bairro Dionísio Torres, em Fortaleza, a vida de um estudante foi ceifada por um tiro disparado por um soldado do “Ronda do Quarteirão”. O adolescente Bruce Cristian de Oliveira Sousa estava na garupa da moto, pilotada pelo pai, o técnico em refrigeração Francisco das Chagas Souza, 37 anos. O soldado apresentou sua defesa. Foi mais um crime que causou grande impacto, pois o criminoso pertence aos quadros da Polícia Militar do Ceará. A briosa como é carinhosamente conhecida não compactua com comportamentos dessa natureza, pois o lema policial é manter a todo custo à segurança da população, e nem ensina a seus integrantes atitudes que venham denegrir a boa imagem da corporação perante a população cearense.

Vida interrompida. Engenheiro, 29 anos, recém-formado Kelbson Nogueira Diógenes assassinado em ‘saidinha’ bancária. Klebson Nogueira Diógenes, 29 anos, foi morto com um tiro no tórax, durante ‘saidinha’ bancária, na Avenida 13 de Maio. O jovem reagiu à abordagem de quatro assaltantes, no estacionamento do banco Itaú. Ninguém foi preso. O engenheiro morreu aos 29 anos de idade, após ser baleado dentro do estacionamento do Banco Itaú, na Avenida 13 de Maio. Recém-formado, natural de Tabuleiro do Norte, ele residia em Fortaleza.  O problema não acontece somente com pessoas conhecidas e de uma vida social mais elevada, pessoas humildes e até aposentados estão sendo assassinadas nas famigeradas ‘saidinhas’ bancárias.  Urgem providências, pois o quadro pintado com sangue humano tende a se expandir, pois os criminosos não sabem ou desconhecem a existência de Deus, pois o lema dos bárbaros é matar ou morrer. Enquanto políticos corruptos continuarem a solta esnobando a custa do dinheiro público, a impunidade continuará visível aos olhos dos abutres indomáveis que compõem o parlamento brasileiro.

No Brasil dos corruptos não existem punições, em consequência os meliantes de colarinho branco continuam subtraindo o erário público sem dó e piedade. Continuam afanando e não são presos. Aqueles que são condenados passam alguns dias na prisão e são liberados.  Empresário Moraisinho está em liberdade. Há cerca de 90 dias, o empresário Raimundo Morais Filho, que é acusado de ser peça central em esquema de corrupção que tomou conta do interior cearense deixou a delegacia onde estava preso em Fortaleza. Marcos Valério passou alguns dias na prisão e já está solto. Cadeias e presídios para quê? Se corruptos, meliantes, assaltantes estão soltos praticando as piores barbáries e deixando inúmeras famílias órfãs. O Mestre Jesus Cristo afirmava em suas pregações: “A árvore que não der bons frutos deve ser cortada e ateada ao fogo”.  Existem inúmeras “árvores” vagando pelas ruas da cidade matando e esfolando tirando a vida de pais de família, essas árvores a que Cristo se referia são os homens do mal que por decisão deles próprios estão praticando “a pena de morte”. (Grifo nosso).

 Para esses meliantes Deus jamais existiu. Para combatermos a corrupção e a violência, bem como a imunidade e a impunidade que se instalou na terra brasilis vale tudo. As medidas duras e antipáticas são necessárias, pois alisar a cabeça do criminoso é tapar o sol com a peneira. Aqui vai um exemplo que poderia ser empregado no Brasil e se assim agisse a autoridade maior do país, os violentos, os corruptos estariam com os dias contados com certeza. “Assepsia em Cingapura (...). Um radicalismo para reflexão“... Os fins justificam os meios? O Brasil está carente de um político mais ou menos como este. O Sr. Lee Kuan Yew assumiu com mão de ferro o comando do país, e em seis meses, dos cerca de 500 mil presidiários sobraram 50. Todos os outros criminosos confessos foram fuzilados. Todo homem público (político, policial etc) corrupto foi fuzilado, pois existiam muitas provas contra eles.  Todos os empresários ladrões foram fuzilados ou fugiram rápido do País. Aquela multidão de drogados que ficavam dormindo nas ruas fugiram desesperados para a Malásia, para não terem que trabalhar ou serem fuzilados.

Tinha uma mensagem de televisão onde o novo governo avisava que o país estava com câncer e que a única solução seria extirpá-lo, tipo “se algum parente seu foi extirpado compreenda, ele era um câncer para a nação”. Depois de ter feito toda a limpeza no país, reorganizando o sistema político, judiciário e penal, esse militar convocou eleições diretas e se candidatou para presidente. Venceu as eleições com 100% dos votos. Hoje, Cingapura é um dos países mais seguros de se morar. E um dos mais desenvolvidos e mais seguros que Estados Unidos, Inglaterra e Israel. Já no avião a ficha de desembarque tem um “DEAD” (morte) bem grande em vermelho e a explicação da penalidade sobre o porte de drogas. Qualquer droga. Se houver prisão por porte de cocaína, o sujeito ou é sumariamente fuzilado, ou condenado à prisão perpétua com trabalhados forçados... Um surfista brasileiro tentou entrar em Cingapura com uma prancha de surf recheada de cocaína. Óbvio que ele determinou sua própria morte. A mãe do jovem traficante apareceu na TV pedindo para o Lula interceder pelo filho, mas nada adiantou. Nem mãe, nem Lula, nem protestos evitaram o cumprimento da lei. Acontece que nos hotéis os “Guias da Cidade” tem uma página explicando que a polícia garante a integridade física de qualquer mulher 24 horas por dia (isso porque na antiga Cingapura, sem lei e ordem, as mulheres que saíam sozinhas eram estupradas e/ou mortas). O chiclete é proibido pelo simples fato de que, se jogados ao chão sujam as calçadas da cidade.

Distribuir panfletos, sem chances. Só em lojas e não devem ser entregues as pessoas, que, se os quiserem pegar os mesmos estão em gôndolas ou suportes. Jogar no chão nem pensar. Dá multa cara. Ano retrasado, a secretária local de um amigo que estava fazendo um trabalho por lá, foi seguida pela polícia desde sua casa até o trabalho. Quando chegou ao trabalho ligou a seta do carro para entrar no prédio, a polícia deu-lhe sinal para que ela parasse. Um dos policiais veio até a janela do seu carro e disse: “Como à senhora sabe, estamos fazendo uma campanha de civilidade no trânsito”. Multando os infratores e dando bônus a quem dirige corretamente. A senhora em todo trajeto da sua casa até aqui não cometeu nenhuma infração. Parabéns! Aqui está um cheque de 100 dólares cingapurianos (equivalente a R$ 128,00) e pediria a senhora para assinar o recibo, por favor. Essa sugestão está no blog  www.bambinogiuliano.blogspot.com/ e cairia muito bem no Brasil da atualidade.

Como diz o clichê popular de que “brasileiro é igual a parafuso, só vai “no arrocho”, está aí à sugestão para o político de coragem usar e acabar com os crimes hediondos que assolam o Brasil.”. Eles os bandidos estão com a “Pena de Morte” nas mãos e nós iremos morrer de graça? Nunquinha. Pois é, pelo visto nem tudo está perdido no Brasil. Estava faltando homem de vergonha, honesto, de credibilidade e coragem. Os homens políticos estão em baixa, pois a maioria é corrupta e com isso as mulheres estão pintando e bordando. Como diria um senhor muito folclórico e alegre: a população diminuiria e muitos políticos entrariam nessa fria e nós por consequência respiraríamos melhor e poderíamos até armar uma rede no jardim e dormirmos tranquilos. Seria uma faxina de fazer inveja a gregos e troianos. Pense nisso!
  
ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI- DA ACE- DA UBT- DA AOUVIRCE-DA AVESP-
       



Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 10:19

Pág. 3/3



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2012

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031