Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PAIVAJORNALISTA

Esse blog tem uma finalidade muito importante, isto é, levar aos conhecimentos dos leitores e amigos os mais diversos assuntos relacionados com o nosso dia a dia. Crônicas, Artigos, Poemas, Poesias, Atualidades, Política entre outros.



Segunda-feira, 18.04.11

...

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 11:05

Segunda-feira, 18.04.11

NÃO HÁ QUEM ENTENDA POLÍTICO!


NÃO HÁ QUEM ENTENDA POLÍTICO!

Entender político e suas pretensões, talvez seja o maior dilema do ser humano. Política nunca foi profissão, mas os políticos querem ter os mesmos direitos dos trabalhadores brasileiros e algo mais. Quando se pronuncia a palavra política vem logo à associação a deletéria palavra corrupção e falta de ética, mas não é bem assim, entretanto, é notório lembrar que a palavra política surgiu como uma forma de transformar a realidade e de garantir a igualdade de direitos entre os diferentes membros de uma sociedade. Linda, bela e quiçá inigualável essa definição, mas na realidade brasileira, isso não acontece. Observando atentamente esse cenário, o cientista político é alguém que conhece profundamente a história dos processos políticos e tem habilidades para defini e sugerir caminhos.

Os nossos representantes políticos não conhecem seus azimutes como irão sugerir bons caminhos? O político necessita de um perfil e o estudo Ca Ciência Política envolve disciplinas das ciências humanas, como História, Geografia, Filosofia e Antropologia (O estudo ou reflexão acerca do ser humano, do que lhe é específico. Designação comum a diferentes ciências ou disciplinas cujas finalidades são descrever o ser humano e analisá-lo com base nas características biológicas (v. antropologia biológica) e socioculturais (v. antropologia cultural) dos diversos grupos em que se distribui, dando ênfase às diferenças e variações entre esses grupos).
O interessado ou o concorrente a um cargo político precisa ter afinidade com os temas acima descritos e muita disposição para o trabalho. 

As Ciências Políticas cobra o estudo pormenorizado dos assuntos que se seguem: Introdução a Ciência Política, Sociologia Clássica, Introdução ao Direito, Teoria Política Clássica, Teoria das Relações Internacionais, História Política comparada da América Latina Antropologia, Formação Econômica do Brasil, Política Externa Brasileira, Introdução à Economia, Metodologia Científica, Estado Moderno e Contemporâneo, Direito Constitucional e Direitos Humanos, Teoria da Democracia, Políticas Públicas, Valores Políticos, Métodos Quantitativos em Ciência Política, Metodologia da Pesquisa, Pensamento Social e Político Brasileiro, Sociologia Contemporânea, Antropologia da Política.

Vamos sugerir uma prova de capacitação baseada nas disciplinas acima citadas para medirmos o conhecimento de nossos políticos? Nós nos submetemos a todo tipo de testes de avaliação e porque não os políticos também. Certa vez ficamos decepcionados com um vídeo que navegava pela Rede Mundial de Computadores (Internet), onde uma jornalista indagava a diversos políticos onde se localizava o estado de Pernambuco com um mapa do Brasil a mão, e pasmem, as respostas foram as mais absurdas possíveis. Pelo que vemos na psicosfera midiática e conhecemos as ações de determinados políticos, de política eles não entendem nada, mas de politicagem são doutores.
Seis deputados estaduais pediram para fazer parte da ação que havia sido proposta pelo Governo do Estado.

A Ação tramita no STF (Supremo Tribunal Federal) desde dezembro de 2003 e só agora ficou pronta para julgamento. O Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar uma Ação Cível, proposta pelo Governo do Estado do Ceará, ainda em 2003, com reflexos na Lei Complementar estadual que cuida da Pensão Parlamentar dos deputados estaduais cearenses. Preocupados com o fim da pensão, ainda em 2005, alguns integrantes da Assembleia legislativa pediram para habilitarem-se no processo e o seu julgamento procedente. E nós barnabés estaduais que tivemos nossos vencimentos surrupiados no governo das mudanças, do senhor Tasso Jereissati, há mais de dez anos esperamos receber o fruto desse crime governamental e o governo atual fica empurrando com a barriga.

Queríamos lembrar ao deputado Artur Bruno que foi um dos que recorreram ao Supremo Tribunal Federal, que reveja os precatórios dos sofridos barnabés estaduais e que alguns deles já morreram e não tiveram o prazer de receber o que é de fato e de direito pertencente à classe de servidores estaduais e que na época um dos doninhos do estado do Ceará, nos apelidou de Marajás. Pode Freud? Favorável: No dia primeiro de abril, o procurador geral da República, Roberto Monteiro Gurgel dos Santos, o último a falar sobre o assunto em pauta, antes do julgamento a ser feito pelo Supremo Tribunal Federal, opinou pela procedência dos pedidos e ainda questionou a constitucionalidade da Lei Federal que dá competência ao Ministério da Previdência Social a interferir nos regimes previdenciários dos servidores públicos dos estados, Distrito Federal e municípios, sob a alegação da competência de legislar, correntemente, como estabelecido na Constituição Federal desses entes federativos.

Acontece deputado Artur Bruno que V.excia, e os demais requerentes não são funcionários públicos, e seria uma imoralidade um deputado com quatro anos de mandato, um governador tampão com poucos dias de mandato ser beneficiados por uma lei que não os atingem. Tudo que beneficia político no Brasil é Constitucional, mas quando um barnabé recorre dos seus direitos tolhidos por um motivo ou outro a justiça cearense diz ser inconstitucional e aí começa a via crucis em direção ao STF que alegando constitucionalidade nos beneficia, mas aquilo que nos foi tirado a Fórceps, é batizado de precatórios e tome tempo de mais sofrimento, pois o governo não quer jamais beneficiar funcionário público.

“Sobre o fato em alusão alegou o governo de o Estado estar “na iminência” de graves prejuízos financeiros e administrativos, e se encontra forçado a revogar legislação sua amparada constitucionalmente, para que só assim possa receber transferências voluntárias de recursos federais”. É esse o quando político de nosso estado. Estamos até com dó e piedade dos injustiçados políticos cearenses que ganham tão pouco e ainda querem ser beneficiados com a pensão parlamentar. Ministro destaca modificações no Código Eleitoral. A Reforma Política está sendo feita paralelamente à Eleitoral, cujo anteprojeto já foi entregue ao Senado Federal. 

Quanto à legalidade nos julgamentos da Justiça Eleitoral disse que é uma das preocupações porque “a necessidade de que a prestação jurisdicional venha em tempo oportuno, socialmente útil capaz de servir à vida das pessoas é hoje um ponto de honra para todas as dimensões da justiça brasileira”. Afinal, uma boa notícia. Vacina contra a Dengue produzida no Ceará. Pesquisas realizadas na UECE (Universidade Estadual do Ceará) podem resultar na primeira vacina contra os quatro tipos da doença.

O aumento no número de casos de dengue mostra a cada dia que um mosquito pode incomodar muita gente. No Ceará, já foi constatado epidemia da doença em Fortaleza e outros 26 municípios, dos 184 existentes no Estado. A chegada do sorotipo quatro também tem deixado os especialistas em alerta máximo. O Ceará sem tem posicionado na frente de batalha contra o Aedes aegypti. Pesquisa cientifica apontam para a possível descoberta da vacina contra a dengue, além de criar novas estratégias de classificação da doença. Nesse combate contra a dengue, a população também precisa fazer a sua parte. 

Há tempos atrás fizemos uma matéria com a titularização: “Dengue com os dias contados’ e frisei algumas nuanças sobre a pesquisa”.Outra novidade, fruto da participação de pesquisadores cearenses, é a revisão na classificação clínica da Organização Mundial da Saúde (OMS). Aos poucos o sistema cartesiano internacional vai dando espaço para novos conceitos, infelizmente a burocracia que foi desvirtuada através dos tempos, cria grandes obstáculos para o lançamento da vacina que já deveria estar à disposição da população, mas como a quantidade de vacinas é grande, pois a população brasileira cresceu bastante nos últimos anos, talvez seja esse o motivo da benéfica vacina ainda não está à disposição da população. Vamos gritar e forçar o governo a liberar a vacina salvadora para muitos brasileiros. Pense nisso!

ANTONIO PAIVA RODRIGUES- MEMBRO DA ACI- DA ALOMERCE – DA AOUVIR/CE- DA AVSPE- DA ACE E DA UBT


Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 11:04

Segunda-feira, 18.04.11

...

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 08:12

Segunda-feira, 18.04.11

CARTA AO GENERAL TORRES DE MELO

CARTA AO GENERAL TORRES DE MELO
RESPOSTA À CARTA

REPASSEM AMIGOS! O BRASIL PRECISA FICAR VIVO!
Rio de Janeiro, 1º de abril de 2011
Gen Div Ref FRANCISCO BATISTA TORRES DE MELO
Prezado Amigo

Tomei conhecimento através de vários comunicados de leais Soldados Brasileiros, da proibição em todas as Unidades Militares do País das tradicionais comemorações do dia 31 de março, dia da Contrarrevolução que salvou o Brasil de ser hoje uma miserável e torturada Cuba. Pelos jornais – melhor seria dizer folhetins financiados pelo dinheiro público – soube que até mesmo o General de Exército Augusto Heleno teve que renunciar às homenagens do dia. Há somente três anos dirigi a palavra a centenas de oficiais das Forças Armadas no Comando Militar do Leste a convite de seu então Comandante, Gen Ex Luiz Cesário da Silveira Filho e do Chefe do Departamento de Ensino e Pesquisa, Gen Ex Paulo Cesar de Castro. Pela primeira vez um ex-comunista falava à alta oficialidade sobre o real significado da Contrarrevolução de 64. Hoje, três anos depois, nem mesmo vocês podem se dirigir a seus colegas de armas.
O que mais me chocou, no entanto, foi a notícia das ocorrências no 23º BC, oportunamente denominado Batalhão Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco, onde, como o caro amigo sabe, estive preso de 10 de outubro a 20 de dezembro de 1965.
Imagino como o amigo dever ter sentido com a recusa, triste ao que consta, do Comandante que, ao obedecer a ordem superior, cancelara a justíssima homenagem ao Patrono da unidade. Como o conheço bem, um homem sentimental e entusiasmado pelos seus feitos, imagino a decepção que dever ter sentido com esta recusa.
Na época de minha prisão o hoje Ilustríssimo Patrono do Batalhão, presidia nosso País, eleito pelo Congresso Nacional contando inclusive com o voto do ex-presidente JK, então Senador por Goiás. Lembro como nós, da esquerda ‘pelo povo’ ficamos decepcionados com o rapidíssimo desenrolar dos acontecimentos nos últimos dias de março e primeiros de abril de 64. Não conseguíamos acreditar que a população do Brasil em peso apoiava um movimento de ‘milicos reacionários’ que tomavam o poder para ‘manter as oligarquias e os privilégios, contra os legítimos interesses do povo’ que, por alguma mágica ou alquimia, só nós sabíamos quais eram.
Por estas sendas cheguei a Vice-Presidente da UNE e fui incumbido de levar a palavra da Une – e sigilosamente da AP, Ação Popular – aos estudantes do Ceará. Minha prisão nesta unidade serviu-me de lição, muito embora casmurro que sempre fui, levei mais dois anos para ver a degradação à qual a militância comunista me levara, e só ao desencadearem a ‘luta armada’ consegui perceber.
Mas certamente uma das maiores lições foi ter o privilégio de conhecer seu ilustre pai, com sua vasta cabeleira branca que me visitara sem poder me dirigir a palavra, nem eu a ele. Não obstante, percebi em seus olhos a simpatia e a confiabilidade que pude atestar pouco tempo depois. Quando fui solto me dirigi à loja As Duas Torres, de propriedade de seu pai e fui tratado com carinho, respeito e confiança a tal ponto de me oferecer o quanto eu precisasse para voltar ao sul sem mesmo aceitar um recibo, pois, como me disse, irmãos não deixam de pagar a irmãos – ele e meu pai eram maçons.
Caro amigo, não se deixe abater pelos acontecimentos de ontem, a verdade sempre prevalecerá, apesar de certas ‘comissões’ que jamais aceitariam um testemunho como o meu.
Um grande e afetuoso abraço do amigo
HEITOR DE PAOLA
Ex-preso político do Batalhão Castelo Branco


RESPOSTA À CARTA DO AMIGO HEITOR DE PAOLA

            14 de abril de 2011
            Quando cheguei ao 23 BC, para participar das Homenagens ao ínclito Chefe Militar, Marechal Castello Branco, cujo Quartel recebe seu nome, fui surpreendido pela Ordem que não se poderia realizar nenhuma  solenidade, em Quartel, no dia 31 de março de 2011.
            Os companheiros da reserva chegando e os da ativa desmontando o dispositivo. Em cada fisionomia, um sentimento de frustração e de dor. Uns falavam, outros calados, demais sentados, mas todos com o coração amargurado, partido e sem compreender a razão de tal ordem superior. A pergunta feita era a seguinte: “cometemos  algum crime em 31 de março de 1964 ou evitamos que o País se tornasse uma ditadura comunista? Praticamos algum roubo, mentimos, somos criminosos para que o nosso Marechal Castello Branco não mereça ser homenageado?
            Perdidos no campo das ideias, fomos saindo e afirmando: “cumprimos a  ordem,  por sermos disciplinados, mas, profundamente, tristes e magoados com uma ordem tão absurda. Em 31 de março, combatemos  a indisciplina, a desordem, o comunismo e agora recebemos ordem de um MD que é falsário, réu confesso, de ter falsificado a Constituição Federal  e ter, como assessor um guerrilheiro, um escondedor de dólar na cueca, companheiro da quadrilha  do MENSALÃO e outros crimes mais, andando nos corredores  do MD e quem sabe, recebendo continências que são o sinal sagrado do militar.. . .!!!  esta atitude de respeito  é o cumprimento da nossa honra! !  !
            Na noite de 31 de março de 2011, ao comando do nosso chefe maior, na reserva – generalde-exército,   Domingos Miguel Antônio Gazzineo, fizemos, na sede do Círculo Militar, a nossa solenidade, constando da   posse da nova Diretoria da ASORFAC e da homenagem ao  Marechal Castello Branco . Grande festa. Mais de 200 companheiros batendo palmas ao grande líder, exemplo de soldado.
            Fui o escolhido para fazer a saudação ao grande chefe. Procurei ser curto e objetivo. “
SAUDAÇÃO AO MARECHAL CASTELLO BRANCO

    SAUDÁ-LO?  COMO? QUE EXPRESSÕES UTILIZAR PARA  DIZER O QUE VAI NA ALMA DA NAÇÃO BRASILEIRA, EM AGRADECIMENTO PELO QUE ELE FEZ PELA PÁTRIA?

                DEMOCRATA CONVICTO.  CHEFE EXEMPLAR. FORMADOR DE HOMENS . SERVIU NAS ESCOLAS  MILITAR, ESTADO MAIOR E A COMANDOU, E ASSIM TAMBÉM  NA ESCOLA SUPERIOR DE GUERRA. CULTO. CURSOS NA FRANÇA E NOS EUA. TESTADO NA GUERRA.  JUSTO, PATRIOTA. E amava a terra onde nasceu, a sua Fortaleza, onde veio a falecer – uma tragédia!

                Era o mais perfeito exemplo de soldado. Disciplinado e cumpridor da Lei e das normas em vigor. Seguia os ensinamentos da Escola Francesa, onde teve grande parte da sua formação. Podemos dizer dois pensamentos do Marechal Foch que indicam a sua personalidade de chefe: “Um chefe nunca se engana por excesso de bondade”  e “Não vos contentais com o que vos dizem, ides vós próprios verificar”. Assim ele agia e assim se afirmava como líder.

                Veio o movimento da contrarrevolução de 1964. Quem,  o mais preparado para colocar a  Nação dentro das normas legais? Ele, CASTELLO BRANCO. Cercou-se dos homens mais inteligentes, capazes e sobretudo sérios, existentes à época. O Brasil entrou nos trilhos e a autoridade foi restabelecida sem a violência,  tão comum aos movimentos políticos.

                A sua pessoa inspirava confiança. Sua palavra era acreditada e sua simplicidade indicava o líder sereno e reto que o Brasil de tanto precisava. O seu pensamento era de uma clareza que não deixava dúvida naquilo que queria dizer. Vejam o que afirmou :
A guerra revolucionária é uma luta de classes, de fundo ideológico, imperialista, para a conquista do mundo; tem uma doutrina, a marxista-leninista. É uma ameaça para os regimes fracos e uma inquietação para os regimes democráticos. Perfaz, com outros, os elementos da guerra fria.
…A guerra fria foi concebida por Lênin para, de qualquer maneira, continuar a revolução mundial soviética. É uma verdadeira guerra global não declarada. Obedece a um planejamento e tem objetivos a conquistar, desperta entusiasmo e medo em grupos sociais e reações contrárias, na opinião pública.
…Seus objetivos capitais: dissociação da opinião pública, nacional e internacional, criação da indecisão e, o principal, retirar das nações a capacidade de luta.
São palavras proféticas. Ainda vivemos a guerra revolucionária no nosso País. Falam en democracia e ainda pregam as palavras ditas por este homem que soube restabelecer a LUZ DA DEMOCRACIA em 1964.
Repetindo, com ênfase,  o que ele disse acima, referindo-se à Guerra Fria:
SEUS OBJETIVOS CAPITAIS: DISSOCIAÇÃO DA OPINIÃO PÚBLICA, NACIONAL E INTERNACIONAL, CRIAÇÃO DA INDECISÃO E, O PRINCIPAL, RETIRAR DAS NAÇÕES A CAPACIDADE DE LUTA.
Marechal Castello Branco. Estamos aqui para homenageá-lo, reverenciando a sua memória, e para afirmar que nada irá destruir as FORÇAS ARMADAS BRASILEIRAS,- cuja grandeza muito contribuiu para construir. FFAA, SÍMBOLOS DA UNIÃO NACIONAL E DE CAPACIDADE DE LUTA POR UM  BRASIL GRANDIOSO, -  QUE SUA EXCELÊNCIA DIZIA AOS SEUS ALUNOS, QUANDO CANTÁVAMOS O HINO DA INDEPENDÊNCIA DO BRASIL.
BRAVA GENTE BRASILEIRA
LONGE VÁ... TEMOR SERVIL:
OU FICAR A PÁTRIA LIVRE

OU MORRER PELO BRASIL.
SUA EXCELÊNCIA FOI E SIMBOLIZA O BRASIL
VIVO, BRAVO, SEM TEMOR, CAPAZ DE MORRER
PELA PÁTRIA LIVRE.
CAPAZ, COMO JUROU, DE SACRIFICAR A PRÓPRIA VIDA PELO BRASIL!
GENERAL DE DIVISÃO REFORMADO FRANCISCO BATISTA TORRES DE MELO

Continuando a resposta de sua carta amiga. Foi uma carta aos que não conhecem o outro lado e ficam batendo palmas falsas, querendo  manter–se, no cargo, a todo  custo. Sei de sua prisão no 23º BC por uma carta longa que nos fez, quando tomou conhecimento de quem eu era filho. Sua bondade  não tem limite. Você mostra com clareza a sordidez da outra face que o amigo conheceu e hoje é um lutador emérito pela liberdade. Eles nem sabem que o comandante da 10ª RM, gen André Fernandes, foi operado de apendicite pelo médico Dr. Pontes Neto, colega de turma do Cmt do 23º BC e amigo de todos nós. Ele estava preso e saiu da prisão para operar o Comandante. Só no Brasil acontece uma coisa desta.
O choque foi grande, mas sua carta faz-nos levantar as forças para continuar a lutar contra os grandes ladrões físicos e morais da Nação Brasileira. Os assessores que irão  trair, como sempre traíram, os falsários que continuam  a mentir, afirmando que lutam pela liberdade e são apenas traidores  da dignidade humana para que se mantenham no  Poder; ao lerem sua carta e a nossa resposta ficarão envergonhados de serem homens. Chefes não, pois, diz LYAUTEY – “a recompensa do capitão não está nas notas do comando, mas, no olhar dos seus homens”. O militar brasileiro tem sinal de lágrimas.

GENERAL  DA RESERVA  TORRES  DE  MELO


Doc 76 .2011

REPASSEM AMIGOS! VAMOS SALVAR O BRASIL!

GRUPO GUARARAPES


Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 08:11


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2011

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930