Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PAIVAJORNALISTA

Esse blog tem uma finalidade muito importante, isto é, levar aos conhecimentos dos leitores e amigos os mais diversos assuntos relacionados com o nosso dia a dia. Crônicas, Artigos, Poemas, Poesias, Atualidades, Política entre outros.



Quinta-feira, 14.04.11

...

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 18:20

Quinta-feira, 14.04.11

DEPRESSÃO E TERAPIA DE VIVÊNCIAS PASSADAS:

DEPRESSÃO E TERAPIA DE VIVÊNCIAS PASSADAS:

Dois assuntos palpitantes, e em voga nos dias atuais. Seria de bom alvitre que todos nós conhecêssemos, e soubessem quais os problemas, e os distúrbios que a depressão causa aos que estão acometidos por esse mal do século. Depressão é o tipo de condição emocional que não podemos permitir que nos envolva. O espírita tem conhecimento suficiente das belezas imortais para não se deixar entregar infantilmente a esse tipo de enfermidade. A palavra depressão tem derivação latina depressione, que representa o ato de deprimir (-se), abaixamento de nível resultante de pressão ou de peso. Diminuição, redução. Período de declínio acentuado no nível da atividade produtiva e do emprego. Na medicina corresponde a diminuição de função biológica. Na psiquiatria corresponde o distúrbio mental caracterizado por adinamia (desânimo, sensação de cansaço), e cujo quadro muitas vezes inclui, também, ansiedade, em grau maior ou menor. Abatimento moral ou físico; letargia. Desânimo e tristeza, mas temos que nos sobrepor cultivando a alegria.

A Medicina de hoje, bem como a Psicologia e as Ciências Sociais, através dos profissionais que compõem essas classes estão seriamente preocupados com o alarmante crescimento da depressão na população brasileira. Alcoolismo, estresse, doenças cardíacas, diabetes, doenças degenerativas do Sistema Nervoso, e uma gama de doenças oportunistas podem levar milhares de pessoas a um quadro de depressão. A depressão é considerada uma síndrome crucial para o doente ou acometido por esse estado mal, que vai além da tristeza, irritabilidade, apatia, falta de capacidade de sentir prazer. As alterações do humor levam a alterações cognitivas, perda de apetite, perda da capacidade laborativa, insônia ou hipersonia, além da compulsividade no comer. Dizem os especialistas que a depressão se não for bem tratada e o doente bem acompanhado, será um passo para o suicídio.

A vida agitada, o desemprego, a preocupação com os filhos, as drogas, a miséria, a fome, a violência exacerbada são vieses solidários da depressão. Além, dessa parafernália que causa ela se manifesta de diversas maneiras ou formas, entre elas: O Transtorno Depressivo, os Sintomas Psicóticos, Distimia (estado crônico da depressão), o Transtorno Depressivo pode ser Leve, Moderado ou Grave, como ou sem sintomas psicóticos e o já tão conhecido Transtorno Afetivo Bipolar. “A depressão conhecida como um problema de prioridade para a saúde pública pode atingir aproximadamente 50 milhões de pessoas do mundo todo”. Para se distinguir ou conhecer uma pessoa depressiva será necessário observar alguns pontos como tristeza, choro frequente, apatia, ansiedade, angústia, desespero, grande irritação, falta de sentimento, tédio, culpa, diminuição de desejo sexual, perda ou aumento de apetite, fadiga, desânimo, baixa autoestima, incapacidade, vergonha. Nuanças já inserida nas entrelinhas dessa matéria.

Existem também fatores biológicos, genéticos e neuroquímicos que pesam sobre a pessoa depressiva como ventrículos e sulcos alargados, inversão cronobiológica, hipofrontabilidade. Normalmente uma pessoa se torna depressiva por perder algo ou alguém, como, a morte de uma pessoa querida, a perda de um emprego, perda do local de moradia, perda de status. A morte mesmo com o passar do tempo tem levado muita gente ao desespero, mesmo se sabendo que é o caminho mais certo da nossa existência, mas o ser humano pelo extinto de conservação faz de tudo para retardar a estagnação biológica. Vida e morte caminham juntas, desde o nosso nascimento, devido a esse pormenor afirmamos que, o maior enigma da morte é a vida, e o maior enigma da vida é a morte.

Tristeza e vazio são nuanças da depressão, além do prazer que se evidencia desde o início da doença. O doente procura um isolamento e evita conversar com qualquer pessoa. O estupor depressivo é grave pelo fato do paciente ficar dias de cama sem movimentar o corpo deixando-o rígido. A pessoa depressiva pode chegar a falecer por não responder a vida, podendo desidratar, pegar pneumonia, insuficiência pré-renal. Faz suas necessidades na própria cama. Além de triste é perigosa à depressão, o sentimento é de que a vida vai se escoando aos poucos num desespero silencioso. Lute, pois a luta, o esforço, a vontade de vencer e de fazer prevalecer à vontade são necessidades que suplantarão os sintomas depressivos, aliados ao tratamento médico e o carinho dos familiares e amigos.

A dor da depressão pode ser uma dor da alma, por vezes aumenta assustadoramente que o doente prefere um mal orgânico de difícil cura como um câncer, a ter uma depressão. Não se assuntem com tão conotação, pois as doenças causam desesperos, mas com o avanço da tecnologia da Medicina o câncer pode ser curado, enquanto a depressão pode durar por toda a vida. A psiquiatria tem avançado muito no campo das doenças nervosas, as pesquisas continuam e os congressos médicos são constantes, pois pela gravidade a doença preocupa e o Ministério da Saúde tem proporcionado aos doentes medicamentos caros e importados. A depressão secundária é associada a uma doença como AVC, ou AVE, mal de Parkinson ou até o Alzheimer.

Poderíamos levar muito tempo escrevendo sobre depressão, mas vamos dar uma conotação sobre o outro assunto, a Terapia de Vidas Passadas. (TVP). Essa terapia pode ser nominada de regressão de memória. A regressão de memória, utilizada com valor científico pela hipnose, foi consequência das observações de paciente que reviviam, espontaneamente, cenas e quadros pretéritos, devidamente comprovados, fenômeno esse denominado por Pitres (estado) de ecmnésia (Esquecimento de acontecimentos ou fatos recentes, com conservação da memória de fatos antigos, observa-se com frequência na senilidade). Com esse acervo de fatos, nasce a pesquisa de regressão de memória, atingindo etapas palingenéticas pretéritas, com auxílio da hipnose, cabendo como citação primeira às experiências de Fernando Colavida, em 1887(O espanhol Fernando Colavida, em 1887, foi o pesquisador precursor sobre regressão de memória).

Théodore Flournoy, professor de Psicologia em Genebra, nasceu em 15 de agosto de 1854 e faleceu em 5 de novembro de 1920, foi um médico e professor de Filosofia e Psicologia na Universidade de Genebra, autor de vasta obra sobre Espiritismo e fenômenos psíquicos, deu interessantes contribuições aos estudos em apreço. Charles Lancellin, escritor (estudou a Viagem Astral, Apometria, Projeciologia e Desdobramento), Cornillier (Um grande estudioso da reencarnação), Léon Denis (Escritor, pesquisador, Espírita de escol) comprovaram os fatos e ampliarem as pesquisas a respeito. Pierre Janet estuda a fenomenologia e refere fatos de interesse, embora as combatendo. Albert de Rochas (escreveu o livro - As Vidas Sucessivas), fazendo experiências sobre a exteriorização da motricidade e da sensibilidade, penetrou o terreno das regressões de memória, onde catalogou, de 1892 a 1910, 19 casos. Através da hipnose pode também ser realizada a regressão de memória do paciente e, com isso, desencadeados mecanismos terapêuticos para superação de traumas e desequilíbrios de personalidade motivados por ocorrências do pretérito. Pinçamos alguns detalhes no site: www.brasilescola.com/doencas/depressao/ e no www.brasilescola.com/doencas/depressao.  

Um grande psiquiatra americano Brian Weiss fez muito sucesso com seu livro “Muitas Vidas e Muitos Mestres” Com mais de dois milhões vendidos no mundo, Muitas vidas, muitos mestres se tornou um marco ao contar uma história real que mais parece ficção: um médico de renome coloca sua carreira em jogo a se ver diante de evidências da reencarnação. Psiquiatra e pesquisador consagrado, o Dr. Brian Weiss viu suas crenças e sua carreira virarem pelo avesso ao tratar de Catherine, uma paciente com fobias e ataques de ansiedade.

Durante uma sessão de hipnose, ela falou de traumas sofridos em vidas passadas que pareciam ser a origem de seus problemas. Cético, o Dr. Weiss não acreditou no que estava presenciando até que Catherine começou a narrar fatos da vida dele que ela jamais poderia conhecer e a transmitir mensagens de espíritos altamente desenvolvidos – os Mestres – sobre a vida e a morte. Catherine em transe contou que o médico tinha perdido um filho de quatro anos de idade e relatou toda a sua aflição pela perda, foi assim que Brian Weiss passou a ser um adepto da reencarnação. “Um amigo lhe causou decepção”? Não esperava isso de quem lhe mereceu tanta confiança? Você talvez tenha esquecido que ele é humano e, como tal, sujeito, a quedas.

Sempre foi assim. Releve-o Nas inserções espirituais contamos com os nossos conhecimentos, mas fomos buscar um azimute que foi batizado como “Espiritismo de A/a/Z”. Consideramos o ser humano apesar de todos os dotes dado por Deus, a imperfeição toma-lhe de conta, pois nasceu simples e “ignorante” e está aqui no planeta Terra em busca da evolução, apesar de ter sido aquinhoado pelo livre-arbítrio (bem e mal), ele deixa o instinto predominar sobre a inteligência, enquanto agir dessa maneira vai demorar a sair do “Mundo de Provas e Expiações” e adentrar ao “Mundo de Regeneração”. Pense nisso!

 ANTONIO PAIVA RODRIGUES- MEMBRO DA ACI- DA ALOMERCE- DA ACE- DA AOUVIR/CE-DA AVSPE E DA UBT.








.


Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 18:20


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2011

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930