Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PAIVAJORNALISTA

Esse blog tem uma finalidade muito importante, isto é, levar aos conhecimentos dos leitores e amigos os mais diversos assuntos relacionados com o nosso dia a dia. Crônicas, Artigos, Poemas, Poesias, Atualidades, Política entre outros.



Terça-feira, 01.03.11

"O ASSASSINATO DE MÁRCIO LEITE TOLEDO DA ALN “

"O ASSASSINATO DE MÁRCIO LEITE TOLEDO DA ALN “
 REPASSEM PARA O BEM DA HISTÓRIA DO BRASIL.
 A manhã de 23 de março de 1971 encontrou o jovem advogado de 26 anos, Sérgio Moura Barbosa, escrevendo uma carta, em seu humilde quarto de pensão no bairro de Indianópolis, na capital de São Paulo. Os bigodes bem aparados e as longas suíças contrastavam com o aspecto conturbado de seu rosto, que não conseguia esconder a crise pela qual estava passando.
 Três frases foram colocadas em destaque na primeira folha da carta: "A Revolução não tem prazo e nem pressa"; "Não pedimos licença a ninguém para praticar atos revolucionários"; e "Não devemos ter medo de errar. É preferível errar fazendo do que nada fazer". Em torno de cada frase, todas de Carlos Marighela, o jovem tecia ilações próprias, tiradas de sua experiência revolucionária como ativo militante da Ação Libertadora Nacional (ALN).
 Ao mesmo tempo, lembrava-se das profundas transformações que ocorreram em sua vida e em seu pensamento, desde 1967, quando era militante do Partido Comunista Brasileiro (PCB) e estudante de Sociologia Política da Universidade Mackenzie, em São Paulo. O "Pardal", como era conhecido, pensava casar-se com Maria Inês e já estava iniciando a montagem de um apartamento na Rua da Consolação.
 Naquela época, as concepções militaristas exportadas por Fidel Castro e Che Guevara empolgavam os jovens e Marighela surgia como o líder comunista que vociferava que os levaria à tomada do poder através da luta armada.
 Impetuoso, desprendido e idealista, largou o PCB e integrou-se ao agrupamento de Marighela que, no início de 1968, daria origem à ALN. Naquela manhã, a carta servia como repositório de suas dúvidas:
"Faço esses comentários a propósito da situação em que nos encontramos: completa defensiva e absoluta falta de imaginação para sairmos dela. O desafio que se nos apresenta no atual momento é dos mais sérios,na medida em que está em jogo a própria confiança no método de luta que adotamos. O impasse em que nos encontramos ameaça comprometer o movimento revolucionário brasileiro, levando-o, no mínimo, à estagnação e, no máximo, à extinção."
 Esse tom pessimista estava muito longe das esperanças que depositara nos métodos revolucionários cubanos. Lembrava-se de sua prisão, em fins de julho de 1968, quando fora denunciado por estar pretendendo realizar um curso de guerrilha em Cuba. Conseguindo esconder suas ligações com a ALN, em poucos dias foi liberado. Lembrava-se, também, da sua primeira tentativa para ir a Havana, passando por Roma, quando foi detido, em 16 de agosto de 1968, no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. Conduzido à Polícia do Exército, foi liberado três dias depois. Finalmente, conseguindo o seu intento, permaneceu quase dois anos em Cuba, usando o codinome de "Carlos". Aprendeu a lidar com armamentos e explosivos, a executar sabotagens e a realizar assaltos. Em junho de 1970, voltou ao Brasil, retomando suas ligações com a ALN.
 Em face de sua inteligência aguda e dos conhecimentos que trazia de Cuba, ascendeu rapidamente na hierarquia, passando a trabalhar junto à Coordenação Nacional. Foi quando, em 23 de outubro de 1970, um segundo golpe atingiu duramente a ALN, com a morte de seu então líder Joaquim Câmara Ferreira, o "Velho" ou "Toledo", quase um ano após a morte de Marighela. Lembrava-se que, durante cerca de 40 dias, ficara sem ligações com a organização. Premido pela insegurança, não compareceu a vários pontos, sendo destituído da Coordenação. Não estava concordando com a direção empreendida à ALN e escreveu, na carta, que havia entrado "em entendimento com outros companheiros igualmente em desacordo com a condução dada ao nosso movimento."
 No início de fevereiro de 1971, foi chamado para uma discussão com a Coordenação Nacional e, na carta, assim descreveu a reunião:
"Ao tomarem conhecimento de meu contato paralelo, os companheiros do Comando chamaram-me para uma discussão, a qual transcorreu num clima pouco amistoso, inclusive com o emprego, pelas duas partes, de palavras inconvenientes para uma discussão política. Confesso que fiquei surpreso com a reação dos companheiros por não denotarem qualquer senso de autocrítica e somente entenderem a minha conduta como um simples ato de indisciplina."
Não sabia, o jovem, que a ALN suspeitava que ele houvesse traído o "Velho".
 Com o crescimento de suas indecisões, não aceitou, de pronto, a função que lhe havia sido oferecida, a de ser o coordenador da ALN na Guanabara. Ao aceitá-la, após um período de reflexão, a proposta já fora cancelada. Foi, então, integrado a um "Grupo de Fogo" da ALN em São Paulo, no qual, até aquela manhã, participara de diversos assaltos. Seu descontentamento, entretanto, era visível:
"Fui integrado nesse grupo, esperando que, finalmente, pudesse trabalhar dentro de uma certa faixa de autonomia e aplicar meus conhecimentos e técnicas em prol do movimento. Aí permaneci por quase dois meses, e qual não foi a minha decepção ao verificar que também aí estava anulado... Tive a sensação de castração política."
 Não sabia, o jovem, que a ALN estava considerando o seu trabalho, no "Grupo de Fogo", como desgastante e "ainda somado à vacilação diante do inimigo", acusado de ter fugido da polícia quando estavam trocando as placas de um carro roubado.
 No final da carta, Sérgio, mantendo a ilusão revolucionária, teceu comentários acerca de sua saída da ALN:
"Assim, já não há nenhuma possibilidade de continuar tolerando os erros e omissões políticas de uma direção que já teve a oportunidade de se corrigir e não o fez. Em sã consciência, jamais poderei ser acusado de arrivista, oportunista ou derrotista. Não vacilo e não tenho dúvidas quanto às minhas convicções. Continuarei trabalhando pela Revolução, pois ela é o meu único compromisso."
 Ao pé da carta, assinava "Vicente" e não "Mário", codinome este que havia passado a usar depois de seu regresso de Cuba.
 Terminada a redação, pegou o seu revólver calibre 38 e uma lata cheia de balas com um pavio à guisa de bomba caseira e saiu para "cobrir um ponto" com o militante da ALN José Milton Barbosa ("Celio", "Castro", "Claudio", "Sargento"). Não sabia que seria traído. Não sabia, inclusive, que o descontentamento da ALN era tanto que ele já havia sido submetido -- e condenado -- por um pseudo "Tribunal Revolucionário".
 No final da tarde, procedendo às costumeiras evasivas, circulava pelas ruas do Jardim Europa, aristocrático bairro paulistano. Na altura do número 405 da Rua Caçapava, aproximou-se um Volkswagen grená, com dois ocupantes, que dispararam mais de 10 tiros de revólver .38 e pistola 9 mm. Um Gálaxie, com 3 elementos, dava cobertura à ação. Apesar da reação do jovem, que chegou a descarregar sua arma, foi atingido por 8 disparos. Morto na calçada, seus olhos abertos pareciam traduzir a surpresa de ter reconhecido seus assassinos. Da ação fizeram parte seus companheiros da direção nacional Yuri Xavier Pereira ("Joaozão"), Ana Maria Nacinovic Correia ("Marcela", "Betty", "Beth") e Carlos Eugênio Sarmento Coelho da Paz ("Clemente", "Diogo", "Quelê", "Guilherme"), este último o autor dos disparos fatais.
 Ao lado do corpo, foram jogados panfletos, nos quais a ALN assumia a autoria do "justiçamento", do qual também participaram, na cobertura, Antonio Sérgio de Matos ("Hermes, "Uns e Outros"), Paulo de Tarso Celestino da Silva ("Cesar") e José Milton Barbosa.
 São sugestivos os seguintes trechos desse "Comunicado":
"A Ação Libertadora Nacional (ALN) executou, dia 23 de março de 1971, Márcio Leite Toledo. Esta execução teve o fim de resguardar a organização... Uma organização revolucionária, em guerra declarada, não pode permitir a quem tenha uma série de informações como as que possuía, vacilações desta espécie, muito menos uma defecção deste grau em suas fileiras... Tolerância e conciliação tiveram funestas conseqüências na revolução brasileira... Ao assumir responsabilidade na organização cada quadro deve analisar sua capacidade e seu preparo. Depois disto não se permitem recuos... A revolução não admitirá recuos!"
O jovem não era "advogado" e nem se chamava "Sérgio Moura Barbosa", "Carlos", "Vicente", "Mário" ou "Pardal". Seu nome verdadeiro era Márcio Leite Toledo.
 Enterrado dias depois em Bauru, seu irmão mais velho, então Deputado Federal por São Paulo, declarou saber que ele havia sido morto pelos próprios companheiros comunistas.
F.  DUMONT

ISTO ELES, OS COMUNISTAS, CHAMAM DE JUSTIÇAMENTO. NÃO É ASSASSINATO? NÃO HÁ PENA DE MORTE NO BRASIL NEM NUNHUM TRIBUNAL OFICIAL MANDOU MATAR ALGUÉM.
MERECEM RECEBER DINHEIRO DO GOVERNO? SE MATARAM DEVERIAM SE ENCONTRAR NA CADEIA.
ISTO É TERRORISMO.
REPASSEM PARA O BEM DA HISTÓRIA DO BRASIL.

 GRUPO GUARARAPES
Doc. 29 - 2011


Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 15:32

Terça-feira, 01.03.11

...

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 15:25

Terça-feira, 01.03.11

NÃO SOMOS CONTRA NINGUÉM. Justiça. Doc. nº 37 – 2011

NÃO SOMOS CONTRA NINGUÉM. Justiça. Doc. nº 37 – 2011
                Há atualmente um movimento político para que o Senhor Delúbio Soares volte ao seu antigo Partido. O GRUPO GUARARAPES fica a perguntar como pode haver tanta injustiça contra um homem. Vamos fazer uma análise do problema.
                O GRUPO GUARARAPES, é preciso que se diga, não é contra ninguém, a não ser os que são contra a Democracia no Brasil, os corruptos, os ladrões, e os deslavados bandidos de toda espécie. O Grupo luta desesperadamente pelo nosso País. Tudo seria mais fácil se cada cidadão cumprisse as nossas leis e defendesse a nossa Constituição. Veja-se que beleza ali se vê: Art. 37 - “A administração Pública direta ou indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados , do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos princípios de LEGALIDADE, IMPESSOALIDADE, MORALIDADE , PÚBLICIDADE E EFICIÊNCIA.....”.
Todo o problema em torno da pessoa do senhor Delúbio é que a coisa pública passou a ser privada. Os escândalos aparecem aos borbotões e nada é resolvido, ficando impunes os infratores da Lei. O Mensalão envolve 40 criminosos, na palavra do Procurador Geral da República, que seguem livres em atividade política e só aquele cidadão ainda não se reintegrou à vida partidária? Por que só ele? FALE SENHOR DELÚBIO E SALVE O BRASIL!
Será que o presidente do Partido, na época, não sabia do que se passava? Será que todos não deveriam ser expulsos e não só o Delúbio? Será que este presidente  pode ser assessor de um ministério porque perdeu a eleição e o senhor Delúbio não pode exercer função política?
Onde está o espírito de justiça? Acredita o GRUPO que a Política é a luta pelo Poder para criar as melhores condições possíveis para o seu País. É a busca do bem comum. Como vamos levar o nosso querido Brasil ao 1º mundo se os nossos dirigentes não fazem Justiça dentro do seu próprio partido político. Política é arte de governar e não a arte de roubar ou outras coisas mais. FALE SR DELÚBIO!
É triste os jornais gastarem tinta por causa de problema igual a esse.  Estamos com mil e uma dificuldades e o senhor Delúbio, que não falou no depoimento da CPMI, parece ser uma figura que ameaça  falar e tudo é preciso fazer para que fique calado. Oh tristeza e tanta pobreza de espírito na política brasileira! FALE SENHOR DELÚBIO PARA SALVAR O BRASIL!
Só um lembrete. Roma caiu porque a sua sociedade apodreceu. Maria Antonieta foi guilhotinada porque a sociedade francesa apodreceu. Nicolau II e a família foram fuzilados por causa dos Rasputins. STALIN morreu na cama por mandar matar todos os seus amigos e inimigos e o regime da URSS ruiu porque a sociedade russa faliu. Será que vamos assistir ao mesmo no Brasil? Será que os Catilinas irão destruir a nação Brasileira?
BRASILEIROS! Sejamos dignos de RUI BARBOSA. Ele escreveu: “De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto”. VAMOS REAGIR E SALVAR A NAÇÃO!
VAMOS REPASSAR! A INTERNET É A NOSSA ARMA!
ESTAMOS VIVOS! GRUPO GUARARAPES! PERSONALIDADE JURÍDICA sob reg. Nº12 58  93. Cartório do 1º registro de títulos e documentos, em Fortaleza . Somos 1.780 civis – 49 da Marinha -  474 do Exército – 51 da Aeronáutica; 2.354. In Memoriam 30 militares e dois civis.  Batistapinheiro30@yahoo.com.br. WWW,fortalweb.com.br/grupoguararapes. 01-03-2011
     
INDIQUE AMIGOS QUE QUEIRAM RECEBER NOSSOS E-MAILS. OBRIGADO





Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 15:17

Terça-feira, 01.03.11

...

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 15:09

Terça-feira, 01.03.11

ASSASSINATO DO SEGUNDO SARGENTO DA PMSP ANTÔNIO APARECIDO POSSO NOGUERÓ

ASSASSINATO DO SEGUNDO SARGENTO DA PMSP
ANTÔNIO APARECIDO POSSO NOGUERÓ 


Matéria pesquisada e editada por Maria Joseíta Silva Brilhante Ustra

No dia 20 de fevereiro de 1970,  quatro policiais militares quando  investigavam o roubo de um carro, chegaram a uma casa na região de Atibaia. Nem desconfiavam que aquela casa era, na verdade, um "aparelho" da VPR.
 
                                                               Antônio Raimundo Lucena

 Lá moravam Raimundo Lucena, sua mulher Damaris Lucena e seus três filhos menores. Levavam a vida de uma família, aparentemente, comum - os filhos no colégio, Damaris saindo com frequência e Lucena, recluso, mais dedicado em manter os fuzis em bom funcionamento.

O movimento de carros na casa chamava atenção dos vizinhos, mas a própria Damaris declarou, em entrevista a Luiz Maklouf Carvalho, no livro Mulheres que foram à luta armada  "Ate hoje eu não sei direito como a casa caiu . Não sei se delataram ou se a polícia estava atrás de bandidos".  Sei que o aparelho era fechado, pouca gente tinha conhecimento dele. É possível que a ligação com a questão política tenha sido feita depois"

Um dos quatro policiais militares bateu na porta . Foram atendidos por Damaris. Pediram que chamasse seu marido. Lucena veio até a porta  vestindo a camisa,  já sabendo por Damaris que era a polícia.

Os policiais pediram os documentos do carro.  Lucena disse que iria buscá-los. Como o carro fora roubado pela VPR, evidentemente, estava em situação ilegal. Além do mais , segundo Luiz Maklouf de Carvalho, no aparelho estavam guardadas boa parte das armas que o capitão Lamarca roubou de Quitaúna. A família era toda envolvida com a luta armada . Ariston Lucena, o filho mais velho, já estava na área de treinamento que estava sendo montada por Lamarca no Vale da Ribeira.

Segundo relato de  Damaris  a  Maklouf,   "Os FAL que estavam lá em casa tinham que ir pro Vale - e era eu que fazia esse serviço. Tinha muita arma lá em casa. Só de bala dava uma caixa de 500 quilos (...) os contatos era o Mario Japa  e o Monteiro(...) Sabia que era arriscado - mas eu fazia com gosto.(...)"

 Era portanto um "aparelho" da VPR dos mais importantes. Lá foram encontrados: material cirúrgico, 11 FAL, 24 fuzis, 4 metralhadoras, 2 carabinas, 2 espingardas, 1 winchester, explosivos e cartuchos diversos.

No depoimento de Damaris Lucena a Luiz Maklouf Carvalho,  também está registrado o seguinte:Tinha um FAL por cima da mesa, coberto, que ficava sempre à mão. O Doutor pegou o FAL e atirou.”

Observação: Doutor, era o codinome de seu marido.

Temendo ser preso, Lucena decidiu reagir. Disparou uma rajada de fuzil nos policiais, matando instantaneamente o sargento PM Antônio Aparecido Posso Nogueró e ferindo gravemente o segundo sargento Edgar Correia da Silva. Os outros dois policiais reagiram. Lucena foi morto e Damaris presa.

  As crianças, depois de várias tentativas de colocá-las em abrigos, onde não eram aceitas porque os responsáveis tinham medo de que um comando tentasse resgatá-los ( palavras de Kito Lucena - 9 anos na época,  no mesmo livro)  acabaram abrigados na FEBEM.

 Em pouco tempo, houve o sequestro do Cônsul japonês e Damaris e seus filhos, juntamente com outros quatro terroristas, inclusive Mario Japa, foram enviados para o México.
No pedido dos sequestradores os filhos de Damaris encabeçavam a lista. Passaram 10 anos em Cuba, voltando ao Brasil depois da Lei de Anistia.

  Com o tempo, as histórias vão mudando

A folha de São Paulo de 14/01/2010 , sob o título de: Comissão de Anistia  indeniza filhos de políticos exilados  publica:
(...) "Ao todo, 16 processos foram julgados e deferidos ontem, como o da jornalista Angela Lucena, 43. Ela e os dois irmãos viram, ainda crianças, o pai ser assassinado com um tiro na cabeça.
  
 Damaris Lucena, mulher de Antônio 
 Raimundo Lucena, foto da Revista ISTO É
Passaram cerca de dez anos com a mãe, Damaris Lucena, no exílio em Cuba. "Não somos pessoas amargas, mas é preciso não esquecer que existiu tortura neste país", disse"!


Damaris Lucena, mulher de Antônio  Raimundo Lucena, foto da Revista ISTO É

Já na reportagem publicada pela revista ISTO  É , de 10/12/2010 consta o seguinte a respeito da morte de Lucena:
" O documento do IML obtido por ISTOÉ, que comprova que os restos mortais de Lucena estão em Vila Formosa, é o de número 865/70. A requisição de seu exame foi encaminhada com a palavra “Terrorista” escrita ao alto, em letras grandes, grifada, circulada e cercada por quatro traços. Quem caprichou foi o delegado Jair Ferreira da Silva. Ele escreveu que Lucena morreu em tiroteio. O IML atestou que a causa mortis foi “anemia aguda”.
O que queriam os autores da reporgem da revista ISTO É? Que os companheiros da equipe do Sargento Nogueró não reagissem? Ninguém nega que Lucena foi abatido a tiros depois de matar com uma rajada de fuzil, um sargento e ferir outro.  A um leigo parece que a causa da morte, por anemia aguda, se enquadra , perfeitamente, com o que se passou naquele 20 de fevereiro. Por que  o espanto da revista  quanto ao que o delegado Jair Ferreira da Silva escreveu, quando afirmou que Lucena  foi morto num tiroteio? Não foi isto que aconteceu? Por que a revista não cita os  nomes dos dois sargentos atingidos por Lucena?
Segundo ainda a mesma reportagem o documento do IML que comprova que os restos mortais de Lucena estão em Vila Formosa é o de número 865/70. Portanto Lucena não foi enterrado clandestinamente. Talvez, por força da lei, tenha sido enterrado com o nome falso que usava.
Fontes:
Orvil
Ternuma
Revista ISTO É
Folha de São Paulo
A Verdade Sufocada - Carlos Alberto Brilhante Ustra 
Mulheres que foram à luta armada - Luiz Maklouf Carvalho

PARABENS SENHORA Maria Joseíta Silva Brilhante Ustra.
PR (12-17): “QUEM DIZ A VERDADE PROCLAMA A JUSTIÇA, MAS A TESTEMUNHA FALSA DIZ MENTIRAS”.
O GRUPO GUARARAPES REPASSA O DOCUMENTO
PARA QUE A  VERDADE SEJA SEMPRE CONHECIDA. 
REPASSE, POR FAVOR!


Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 15:07

Terça-feira, 01.03.11

...

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 15:01

Terça-feira, 01.03.11

RADICALISMO doc. nº 23 – 2011

RADICALISMO  doc. nº 23 – 2011
             Cada dia que passa, mais a esquerda se torna radical nos seus pontos de vista. Pode-se dizer que é normal, pois o PODER torna as pessoas cegas; que não pensam e, sim, consideram qualquer ente que pense diferente como inimigo.
Quem conhece um pouco de história sabe que os expurgos nos regimes comunistas foram maneiras encontradas, dentro do RADICALISMO, pregado por eles, para matar ou afastar seus pseudo-inimigos da disputa do PODER. Para não se perder muito tempo, basta citar o caso de TROTSKI, que acabou morto a mando de Stalin, cujo assassino – RAÒN MERCADER  -tem um lugar de honra no museu da KGB e foi condecorado com a MEDALHA HERÓI DA UNIÃO SOVIÉTICA.
            Aqui, no Brasil, tivemos e temos o mesmo RADICALISMO. Em 1935, mataram companheiros dormindo, estupraram e outros crimes cometeram para implantar a DITADURA DO PROLETARIADO. Eles gritam, esbravejam, e caluniam e mentem imputando a autoria a algum país amigo que possa encontrar-se no campo contrário às suas idéias. Eles vieram em 35 com americano, russo, alemão, argentino, ucraniano; todos pagos com dinheiro da URSS e ainda falavam que PRESTES era o cavaleiro da esperança. Ele,  que chegou ao Brasil para matar.
            Em 1964, derrotados pelo povo Brasil na rua, partem para a luta armada apoiados por CUBA, CHINA, ALBÂNIA, etc. Fazem curso de guerrilha nestes países. Voltam para matar, roubar, assassinar, inclusive seus ex-amigos; e batem palmas para estas ditaduras e gritam, depois, que queriam restabelecer a democracia. Mentem descaradamente.
            Chegam ao PODER e o RADICALISMO presente. A quem defendeu a democracia chamam de torturadores e eles que jogaram bombas e mataram inocentes são guindados ao pedestal dos heróis. Os criminosos daqui são as figuras de assassinos de Che Guevara e Ramón Mercader no mundo do crime. Bandido condenado pelo PODER LEGAL ITALIANO à prisão perpétua  é herói no governo corrupto e de esquerda no Brasil. O esquerdista que mata é herói. O PODER LEGAL ITALIANO é criminoso e o bandido BATTISTI HERÓI.
            Veja o que foi escrito pelo senhor Vladimir Safate na Folha de SP (11-01-11): “os resistentes franceses não foram considerados criminosos, mesmo tendo perpetrado sabotagens e ações violentas contra outros franceses, colaboradores do nazismo”. MEU DEUS DO CEU! Os “marquis” lutavam contra os invasores de sua Pátria. Lutavam pela LIBERDADE DA FRANÇA. Aqui no Brasil eles praticavam os mais variados crimes para implantarem a DITADURA DO PROLETARIADO, tipo CUBA.  São os próprios companheiros, da  época, como Ferreira Goulart  e Aarão Reis que afirmam.
            Esta afirmação sem sentido do senhor SAFATE merece perguntas: “já tivemos ANISTIA EM CUBA”? Se lutam por liberdade por que têm presos políticos por lá?
            O RADICALISMO LEVA À CEGUEIRA! A CEGUEIRA POLÍTICA, DA ESQUERDA OU da DIREITA, (HITLER, STALIN, MAO, FIDEL, SALAZAR, FRANCO, MUSSOLINI ETC) leva à mortandade. Castello, Costa e Silva, Médici, Geisel, João Figueiredo defenderam a Democracia, combatendo o comunismo ateu. 
VAMOS REPASSAR! A INTERNET É A NOSSA ARMA!
ESTAMOS VIVOS! GRUPO GUARARAPES! PERSONALIDADE JURÍDICA sob reg. Nº12 58  93. Cartório do 1º registro de títulos e documentos, em Fortaleza . Somos 1.769 civis – 49 da Marinha -  474 do Exército – 51 da Aeronáutica; 2.343. In Memoriam 30 militares e dois civis.  Batistapinheiro30@yahoo.com.br. WWW,fortalweb.com.br/grupoguararapes.       21 – 02 2011
INDIQUE AMIGOS QUE QUEIRAM RECEBER NOSSOS E-MAILS. OBRIGADO.



Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 14:53

Terça-feira, 01.03.11

...

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 14:51

Terça-feira, 01.03.11

NOSSO COTIDIANO



NOSSO COTIDIANO

Nosso cotidiano obscurece a cada dia que passa, a situação da população fica cada vez mais difícil de ser controlada, visto que a criminalidade avança a passos largos, a miséria se insere no âmbito de famílias cada vez mais carentes, os deslizes dos políticos crescem assustadoramente transparecendo que ninguém quer nada. Os desmandos são grandes, as obras públicas são infindáveis e ninguém fiscaliza as obras superfaturadas, tem gestor enricando com licitações viciadas, a sujeira daninha se espalha em torno da cidade, buracos homéricos crescem no dia a dia, o percentual de saneamento básico é ínfimo e perguntamos: para onde está indo a arrecadação com os criminosos impostos que pagamos? Uma bela pergunta que requer uma resposta positiva.

Cid Gomes precisa sair 6 meses antes para Ciro Gomes concorrer, é o nepotismo político campeando em nosso estado. A possível saída do Governo seis meses antes do prazo mexeria com a política do Ceará e fortaleceria o vice, Domingos Filho, para a sucessão estadual. Movimentação teria intenção de eleger Ciro Gomes senador. São as velhas manobras políticas para favorecer os mesmo. É dose cavalar ter que aguentar isso todos os anos, pois a psicosfera política brasileira não muda e em consequência os desmandos aumentam, a corrupção cresce juntamente com o apadrinhamento político.

Governo do estado do Ceará - não paga indenizações a ex-perseguidos desde 2009. Estado deve R$ 640 mil a perseguidos pela ditadura militar. Esse caso já virou novela e tem gente querendo ganhar dinheiro fácil, pois do outro lado à baixa foi muito maior, e não tem ninguém reclamando indenização. Ah! Brasil. Os corruptos e corruptores devolveram o que afanaram da nação? Ninguém devolveu nada. Seria o caso da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) entrar com ação para que a justiça seja mais rigorosa com políticos desonestos? Fica no ar a indagação. China alerta a chamados para manifestações.

O governo chinês coibiu manifestações convocadas via Internet. Esquema de segurança foi usado para reprimir protestos semelhantes aos do mundo árabe. Depois de manifestações iniciadas na Internet terem provocado a queda de regimes autoritários no Egito e na Tunísia, ativistas chineses tentaram usar a rede. Descoberto o plano, o governo chinês se antecipou a possíveis ameaças. Morre Moacyr Jaime Scliar, ícone da literatura brasileira. Escritor havia sofrido um AVC na madrugada de 16 de janeiro, depois de passar por cirurgia, em Porto Alegre, cidade onde nasceu.

Carnaval já vem fazendo vítimas. Acidente com trio elétrico deixa mortos e feridos no sul de Minas Gerais.  Segundo O Corpo de Bombeiros, cabo de energia partido bateu no tri elétrico. Feridos são atendidos no hospital da cidade. Todo cuidado com o carnaval desse ano que pode ser o mais violento da história. O acidente com um trio elétrico em Bandeira do Sul (MG), a 427 km de Belo Horizonte, deixou ao menos 15 pessoas mortas e 50 feridas. Minha Casa, Minha Vida – Programa terá corte de R$ 5 bi. A ministra Miriam Belchior, do Planejamento, ressaltou que mesmo com o corte no orçamento do programa este ano, o Minha Casa, Minha Vida em 2011 está R$ 1 bilhão maior do que no ano passado.

A justificativa apresentada pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior para os cortes foi o fato de que a segunda parte do Minha Casa, Minha Vida, não ter sido ainda aprovada pelo Congresso Nacional (Fontes Jornal O Povo). Oposição na Líbia controla campos de petróleo. No 15º. Dia de uma revolta sem precedentes, Kadhafi e suas forças controlam Só Trípoli e o entorno da capital. Os opositores criaram um Conselho Nacional Independente. A União Europeia (EU) aprovou um embargo de armas. Ante a pressão crescente da comunidade internacional por sua saída, Muamar Kadhafi, no poder há mais de 40 anos, mostra-se inflexível, criticando as sanções da ONU (Organização das Nações Unidas) e garantindo que a Líbia está “completamente calma”. Lésbicas pedem pensão de doador de esperma.

Duas lésbicas estão exigindo pensão alimentar de um alemão que doou o esperma com que puderam conceber um filho, segundo a revista Der Spiegel. Klaus Schröder, professor de 52 anos residente no Palatinado, fez a doação do esperma há cinco anos para um casal de lésbicas que colocou um anúncio num jornal. O mundo anda em crise e violência é uma constância. Oposição bloqueia Senado; príncipe comemora calma em Bahrein. Emendas – Departamento Nacional de Obras Contras as Secas (Dnocs) e Dnit são os mais prejudicados.

O detalhamento dos cortes atingiu o Ceará com a perda de R$ 92,7 milhões. Dentre as emendas vetadas está a previsão de R$ 30 milhões para a manutenção de perímetros irrigados. Suspensos concurso e contratações. O Governo Federal também pretende centralizar autorizações de diárias e passagens como forma de controlar os gastos com a máquina pública. Trânsito livre. Infrações mesmo com fiscalização. Mesmo com Operação Trânsito Livre, a população segue estacionando errado. Foram 175 veículos removidos e 1.375 multas em 21 dias. E a fiscalização e controle no trânsito inexiste e os engarrafamentos aumentam vertiginosamente, enquanto guardinhas ficam batendo papo próximo a semáforos.

O dinheiro é o diabo do mundo atual, ele consegue tudo: comprar os votos políticos, comprar o corpo de uma mulher, trair os amigos sinceros, reverter segredos, e matar o inimigo. Pense bem. Seja livre! Não se deixe comprar. O seu rosto revela sua simplicidade, sua vida. Deixar-se enganar é perigoso. Deus não fez o dinheiro, mas deu ao homem inteligência suficiente, para ganhá-lo honestamente, mas parece que o homem desconhece Deus e quer levar vantagem em tudo, principalmente a financeira. Nunca fale mal dos outros, e poucos falarão mal de você. (Frei Patrício Sciadini). Pense Nisso!


ANTONIO PAIVA RODRIGUES- MEMBRO D ACI- DA ALOMERCE- DA UBT- DA ACE- DA AVSPE- DA AOUVIR/CE


Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 14:51

Pág. 4/4



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2011

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031