Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PAIVAJORNALISTA

Esse blog tem uma finalidade muito importante, isto é, levar aos conhecimentos dos leitores e amigos os mais diversos assuntos relacionados com o nosso dia a dia. Crônicas, Artigos, Poemas, Poesias, Atualidades, Política entre outros.



Sexta-feira, 10.04.09

...

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5323192905784562178" />

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 15:24

Sexta-feira, 10.04.09

PÁSCOA

PÁSCOA


A páscoa está diretamente ligada ao nome do nazareno, Jesus Cristo. Ou não? A Páscoa é uma festa cristã que celebra a ressurreição de Jesus Cristo. Depois de morrer na cruz, seu corpo foi colocado em um sepulcro, onde ali permaneceu, até sua ressurreição, quando seu espírito e seu corpo foram reunificados. É o dia santo mais importante da religião cristã, quando as pessoas vão às igrejas e participam de cerimônias religiosas. Quando o homem valente, bem amado, guardar a sua casa, os seus bens estarão seguros; mas quando sobreviver outro mais valente do que ele vencer, tirar-lhe toda a armadura em que confiava e repartirá os seus despojos. (Lucas, XI, 21-22) Deus deu ao homem o livre-arbítrio para ele decidir o certo ou o errado para ele, o bem ou o mal.


Paulo, o apostolo sempre afirmava em suas cartas que no mundo espiritual não existe lugar para carne e nem sangue. A famosa reunificação não existiu, pois Deus jamais derrogaria sua Lei, mesmo em se tratando de seu filho amado. A vida de Jesus tem causado muitas controvérsias e com o passar dos tempos elas aumentam, pois a religião católica escondeu de seus fiéis muitos fatos preciosos da história. No tempo de Jesus o paganismo era muito grande e forte, pois existiam muitos politeístas junto aos Hebreus. Muitos costumes ligados ao período pascal originam-se dos festivais pagãos da primavera. Outros vêm da celebração do Pessach, ou Passover, a Páscoa judaica. É uma das mais importantes festas do calendário judaico, que é celebrada por oito dias e comemora o êxodo dos israelitas do Egito durante o reinado do faraó Ramsés II, da escravidão para a liberdade.


Um ritual de passagem, assim como a "passagem" de Cristo, da morte para a vida. Como veem a história é complicada e de difícil compreensão. Na língua portuguesa, como em muitas outras línguas, a palavra Páscoa origina-se do hebraico Pessach. Os espanhóis chamam a festa de Pascua, os italianos de Pasqua e os franceses de Pâques. Não queremos aqui falar no sentido comercial da festa, pois Jesus merece respeito e foi um dos nossos irmãos a pisar este orbe terrestre. No site arte e educação encontramos a seguinte exposição: “Símbolos da Páscoa - Do hebreu Peseach, Páscoa significa a passagem da escravidão para a liberdade. É a maior festa do cristianismo e, naturalmente, de todos os cristãos, pois nela se comemora a Passagem de Cristo - "deste mundo para o Pai", da "morte para a vida", das "trevas para a luz". Considerada, essencialmente, a Festa da Libertação, a Páscoa é uma das festas móveis do nosso calendário, vinda logo após a Quaresma e culminando na Vigília Pascal.

Entre os seus símbolos encontram-se: O Ovo de Páscoa - A existência da vida está intimamente ligada ao ovo, que simboliza o nascimento. O Coelhinho da Páscoa - Por serem os coelhos animais com capacidade de gerar grandes ninhadas sua imagem simboliza a capacidade da Igreja de produzir novos discípulos constantemente. A Cruz da Ressurreição - Traduz, ao mesmo tempo, sofrimento e ressurreição. O Cordeiro - Simboliza Cristo, que é o cordeiro de Deus, e se sacrificou em favor de todo o rebanho. O Pão e o Vinho - Na ceia do senhor, Jesus escolheu o pão e o vinho para dar vazão ao seu amor. Representando o seu corpo e sangue, eles são dados aos seus discípulos, para celebrar a vida eterna. O Círio- É a grande vela que se acende na Aleluia. Quer dizer: "Cristo, a luz dos povos". Alfa e Ômega nela gravadas querem dizer: "Deus é o princípio e o fim de tudo".

Pelo exposto a Páscoa tem o sentido de fertilidade? Mesmo representando a liberdade, o fim da escravidão, queríamos saber onde está a verdadeira liberdade. Comemorar a páscoa quando sabemos que tantos irmãos não tendo o que comer. Comemorar a páscoa quando muitas crianças morrem de inanição, antes de completar um ano de idade. Enquanto populações inteiras são dizimadas por “guerras santas”. Onde a falta de amor é a tônica, quando o desemprego maltrata muitos filhos de Deus, onde a violência se dissemina e as crianças viram meliantes mirins, pelo uso da droga em especial o crack. Onde a pedofilia fez morada e não quer mais sair, onde o orgulho e o egoísmo dominam o mundo, as prostituições infantis e adultas crescem a passos largos. Diante de tais fatos temos que pedir a Jesus complacência e que nos proteja do mal e dos malfeitores. A vida é sublime. O vinho que tem uma representatividade serve apenas para embriagar os viciados e alcoólicos.

“Historiadores encontraram informações que levam a concluir que uma festa de passagem era comemorada entre povos europeus há milhares de anos atrás. Principalmente na região do Mediterrâneo, algumas sociedades, entre elas a grega, festejavam a passagem do inverno para a primavera, durante o mês de março. Geralmente, esta festa era realizada na primeira lua cheia da época das flores. Entre os povos da antiguidade, o fim do inverno e o começo da primavera eram de extrema importância, pois estava ligado a maiores chances de sobrevivência em função do rigoroso inverno que castigava a Europa, dificultando a produção de alimentos”. Como veem o significado da páscoa não tem uma idéia firmada, mas vamos firmar essas ideias nos ensinamentos do querido Jesus. Aproveitamos esta data para pedirmos aos anjos dos Céus paz, amor, felicidade, e que os homens sejam mais caridosos e transformem-se em trabalhadores da última hora, para que tenhamos um mundo feliz e sem violência. Assim seja!


ANTONIO PAIVA RODRIGUES- MEMBRO DA ACI E DA ALOMERCE

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 15:23

Sexta-feira, 10.04.09

...

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5323141244754514178" />

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 12:06

Sexta-feira, 10.04.09

FENÔMENOS PSÍQUICOS

FENÔMENOS PSÍQUICOS

A sequência de fenômenos psíquicos imantados no rol desta matéria poderia ser enunciada de fantasias, ou simplesmente coisas que acontecem na rotina de nossas vidas. Imagens, ideias, atos, ilusão, desejo, aspiração, que involuntariamente ocorrem durante o sono. Alguns mais afoitos dizem que os sonhos são apenas bolinhos leves, fritos, feito com farinha, leite e ovos. Já pensaram num furdunço de um sonho com tantas comidas, poderia se tornar num grande tormento ou num pesadelo sem proporções. O sonho na visão espiritual é mais abrangente, profundo e com detalhes que só os estudiosos poderão explicá-lo. Alguns escritores, especialistas afirmam que são vastos e fascinantes repositórios de fatos assombrosos, quase todos ainda por explicar, são o mundo dos chamados "fenômenos psíquicos".


Esses fenômenos sempre despertaram as atenções gerais; hoje, são estudados cientificamente pela Parapsicologia, com técnicas precisas e fidedignas. Centenas e centenas de casos de telepatia, clarividência, clauriaudiência, sonhos premonitórios, levitações, ruídos misteriosos, aparições de pessoas mortas ou vivas etc., já foram relatados e investigados, embora não se tenha chegado ainda a um consenso no que respeita à sua origem: serão produzidos pela exteriorização de forças mentais ou são manifestações de seres que habitam o mundo invisível? Diante de tais fatos os médiuns de hoje tem procurado um viés seguro para descobrir este mistério. O grande espírita Ernesto Bozzano diz que os fenômenos psíquicos são presenciados até no momento da estagnação biológica (morte).


Ele evidencia o zelo científico com que foram tratados os fenômenos espíritas desde o advento do Espiritismo, reduzindo a pó as apressadas negativas de seus adversários. Refere-se a casos de aparições no leito de morte, ação ou percepção telepática, lucidez e telestesia, precognição e retrocognição, visões extáticas, simbólicas e panorâmicas. É um brado que proclama a realidade da ação dos Espíritos no mundo físico e a indiscutível imortalidade da alma. Uma doutrina altamente científica tem causado a outras crenças espantos, pois a maioria desconhece estes fatos tão comuns no Espiritismo.

Um fato que narramos agora e que nos chamou a atenção: Era época de eleição e um dos candidatos a governador de uma cidade, durante a campanha tinha como lema principal acabar com a miséria e a fome na cidade se fosse eleito. Quatro anos seria a duração do seu mandato político. O sonho do candidato era vencer, e o esperado aconteceu vencendo com uma grande margem de votos as eleições. No entanto, no decorrer do tempo, a miséria e a fome persistiram. Não existem momentos ordinários, todos os momentos são preciosos, mesmo os que passam despercebidos por nós. Momentos de sono e sonho tranqüilos, de alegrias despretensiosas e de olhar as formas das nuvens, de ouvir o latir do cão e a risada das crianças são tão preciosos quanto aos momentos de estudos e trabalhos, se estivemos abertos para saboreá-los.


Nossa vida é a soma total de todos esses momentos, bem que desejaríamos que nossa cidade fosse assim! Político tanto dorme como sonha demais. Só que seu sono ou sonho são de clamores e perturbações, visto que a consciência é maculada e manchada na maioria das vezes pela mentira e pelo descompromisso assumido. Insere-se no meio da corrupção, da lavagem de dinheiro e no mundo das drogas. Mesmo trazendo para si a responsabilidade de promessas que não poderia cumprir. O brasileiro vive de sonho e de esperanças, de promessas que não se cumprem. No final das contas vão passar por fenômenos psíquicos, quer acordado ou não. Nosso povo vive sonhando. Bem que este sonho poderia ser real, que os bolinhos leves, fritos, feitos com farinha e leite poderiam fazer à alegria matinal da criançada todas as manhãs, antes de irem para a escola.

Sonhar acordado é um fenômeno psíquico ou apenas uma esperança? Quem mata a esperança alheia pode ser considerado criminoso? Quem destrói a alegria de muitos que sinonímia recebe? São velhas indagações que deixaremos para os bons observadores responderem. De antemão queremos afirmar que a fome, a miséria, a desnutrição irão causar sérios problemas de saúde a população menos aquinhoada. Existem dois meios de adoecer, segundo a psicopatologia fenomenológica: o desenvolvimento - o adoecer é compreendido pela constituição, personalidade e história do paciente; e o processo - algo diferente e novo na constituição e história do paciente. Nesse écran entram com certeza a péssima qualidade de vida que leva a maioria da população brasileira.

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI E DA ALOMERCE

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 12:05


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2009

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930