Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PAIVAJORNALISTA

Esse blog tem uma finalidade muito importante, isto é, levar aos conhecimentos dos leitores e amigos os mais diversos assuntos relacionados com o nosso dia a dia. Crônicas, Artigos, Poemas, Poesias, Atualidades, Política entre outros.



Quinta-feira, 03.07.08

O Povo Brasileiro está perdido!

O Povo Brasileiro está perdido!





O aumento da criminalidade, da corrupção, da miséria e da fome nos dias atuais, em proporções alarmantes poderá “megafonear” e tornar-se num alarido sem proporções, com influências negativas ao orbe terrestre. As aberrações em epigrafe aqui enunciadas, estão provocando grande interesse pela Criminologia, que na concepção escorreita da palavra, era uma ciência circunscrita ao domínio dos especialistas. A violência sempre esteve presente no mundo, agora se alia a um inimigo mortal do povo brasileiro, a corrupção. Novos dias, novos casos de corrupções. A corrupção no Brasil tem se transformado na “universidade” da sujeira, da falta de caráter e da vergonha. Nessa universidade existem ‘muitos doutores’, especialistas e já se pensa num pós-doutorado, visto que com a nova tecnologia o “modus operandi” se aperfeiçoa. À medida que o tempo passa o povo de mãos atadas nada pode fazer, pois a posição do governo é uma só: sugar. Para cada orçamento desordenado aplicação fraudulenta.

Inventam novos impostos para cobrir rombos homéricos que aparecem. A estimada jornalista Cíntia Acayaba, já citada em outras oportunidades, tem-se sobressaído pelas excelentes informações prestadas à mídia nacional. Liminar mantém governador Cássio Cunha Lima no cargo - Cunha Lima se filiou ao PSDB em três de outubro de 2001. Foi eleito pelo partido em 2002. Antes, foi deputado federal e prefeito de Campina Grande pelo PMDB. Há 327 dias, o governador Cássio Cunha Lima (PSDB), 45, administra a Paraíba com a possibilidade de deixar o cargo a qualquer momento. O tucano foi cassado pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral) em 30 de julho de 2007, sob a acusação de abuso de poder quando concorria ao segundo mandato. Dois dias depois, em agosto, obteve liminar no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que suspendeu os efeitos da cassação até o julgamento de recurso. A aparente estabilidade durou pouco mais de quatro meses. Em dezembro de 2007, o tucano voltou a ter o mandato cassado pelo TRE-PB, por abuso de poder.

Mais uma vez, outra liminar do TSE suspendeu os efeitos da cassação. Na primeira cassação, o governador foi acusado de distribuir cerca de trinta e cinco mil cheques à população em ano eleitoral, sem que houvesse lei que regulasse um programa de assistência social do Estado. Para a defesa, há legislação sobre o tema. Na segunda decisão que o tirou do cargo, ação elaborada pelo Ministério Público Eleitoral dizia que Cunha Lima usou o jornal "A União", mantido pelo governo, para promoção pessoal e veiculação de propaganda. Vergonha por cima de vergonha é uma tira e bota promovido pela justiça que ninguém entende mais nada. E o pior é que normalmente os envolvidos em crimes e falcatruas se defendem dizendo que são inocentes. Isso se chama defesa ou julgamento próprio. Os advogados do governador consideram que o periódico "mostrou ações do governo, assim como faz a "Voz do Brasil", no caso da Presidência”. A dolorosa situação e as circunstâncias em que se encontra a sociedade brasileira, a Criminologia deixou de ser mera disciplina acadêmica, configurada nos círculos restritos de estudos e passou a ser peça fundamental no julgamento dos corruptos e aqueles que querem tirar proveitos do sofrimento alheio. A impunidade e a imunidade parlamentar deveriam ser extinta e já. Com sua extinção aqueles que burlam a lei no parlamento, ou fora dele, iriam direto a um julgamento sério.

E quem sabe, esse câncer não mais se tornaria em metástase dolorosa e cruel. A população sairia ganhando, visto que os seus representantes procurariam trabalhar certinho, e com receio de responder processos na justiça comum, como os demais infratores. E o papel da criminologia subiria de cotação, já que as ações do governo têm um direcionamento diferente e o azimute magnético aponta para outro sentido, o da corrupção, dos desmandos administrativos e da prevaricação. Vejam que prevaricação é uma palavra muito forte e sinonímias variadas. Derivada do latim praevaricare, por praevaricari faltar ao dever, faltar, por interesse ou por má fé, aos deveres do seu cargo, do seu ministério, torcer a justiça, agir ou proceder mal; incorrer em falta; errar, cometer o crime de prevaricação, perpetrar adultério, faltar (aos seus deveres), corromper, perverter e como tem autoridades pervertidas e corrompidas.



Antonio Paiva Rodrigues - Membro da Aci- Da Alomerce e da Aouvirce

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 21:08

Quarta-feira, 02.07.08

...

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5218449143594269570" />

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 09:07

Quarta-feira, 02.07.08

A CORRUPÇÃO SE ESPALHA PELO BRASIL

CORRUPÇÃO SE ESPALHA PELO BRASIL

A função mais visada, apesar de ser ilegal e imoral é a corrupção. O vírus assoberbado pelo dinheiro público vem atacando uma grande maioria de políticos brasileiros e se embrenhando no rol familiar. A corrupção tornou um mal, uma doença tal qual o dengue. Transmite rapidamente, mas não chega a matar. Gozar benesses com dinheiro público é crime, porém criminosos em nosso país podem responder processos em liberdade. O Brasil devido à frouxidão de suas leis passou a ser denominado como “A ilha da fantasia”. No Brasil o errado tomou conotação de certo. Infelizmente! Vejam mais uma: “Irmão e genro de governadora do RN são acusados de fraude”. Conforme as investigações, o suposto esquema começou na administração de Garibaldi e fez com que o Estado deixasse de arrecadar cerca de R$ 65 milhões. Essa família Garibaldi na terra dos “papas-jerimuns é muito forte”, mas não recebe o aval do povo pacato e honesto do estado do Rio Grande do Norte. A corrupção quando começa se espalha de diversas formas. Vejam a imoralidade e o que nossos representantes fazem com o erário público.

Além de um filho e de um irmão envolvidos em suspeitas de desvios de recursos públicos e corrupção, outro irmão e um genro de Wilma de Faria (PSB), governadora do Rio Grande do Norte, são processados por acusações semelhantes. Lauro Maia, filho da governadora, foi preso pela Polícia Federal na semana passada sob suspeita de receber propina para facilitar um suposto esquema de fraudes em licitações que teria gerado contratos irregulares de R$ 36 milhões. Carlos Faria, irmão de Wilma, já havia sido denunciado pela Promotoria por supostamente ter se beneficiado da contratação de shows "fantasmas" para o carnaval de 2006. No caso envolvendo Fernando Antônio de Faria (irmão de Wilma) e Carlos Monte Sena (genro), os dois e outras três pessoas ligadas ao governo no primeiro mandato da governadora (2003-2006) foram acionadas sob acusação de terem recebido R$ 343 mil para tentar influenciar a administração a manter um regime especial de tributação que garantia à American Distribuidora de Petróleo a compra de combustível sem pagamento de ICMS. O regime não foi mantido. Nesta denúncia, de fevereiro deste ano, é acionado ainda Fernando Freire (PMDB), vice-governador no governo Garibaldi Alves (PMDB, 1995 a 2002).

Conforme as investigações, o suposto esquema começou na administração de Garibaldi e fez com que o Estado deixasse de arrecadar cerca de R$ 65 milhões. A família que rouba unida, unida permanece. No regime especial dado em 2001 à distribuidora, o ICMS não seria mais retido no momento em que a empresa adquirisse combustível, mas quando ela vendesse o produto. Segundo a Promotoria, após as eleições, Fernando e Sena foram contatados pelos donos das empresas para manutenção do benefício, "em razão de suas condições pessoais" e por terem "influência no governo". Em janeiro de 2003, a empresa pediu a manutenção do regime, mas, apesar do suposto lobby, a solicitação foi negada pelo governo. Segundo os promotores, mesmo com a negativa, houve divisão de propinas, depositados em nome de "laranjas" ou de outras empresas. Por outro lado Fernando Antônio de Faria, irmão de Wilma de Faria, e Carlos Monte Sena, genro da governadora, negaram, em audiências na Justiça, as irregularidades apontadas pelo Ministério Público. Ambos disseram ter conhecido a American Distribuidora de Combustíveis apenas por meio da imprensa. Em depoimento em 30 de abril, Fernando de Faria disse desconhecer a origem de depósito de R$ 25 mil feito em conta de sua empresa, a MF Gráfica e Editora, em dezembro de 2002. Que família altaneira, com tanto amor ao Estado que os abrigou como filhos, ainda se dão ao luxo de surrupiar o dinheiro público, enquanto fatos imorais dessa natureza acontecem o presidente do país quer criar mais imposto para a saúde. Incrível a sensibilidade desse povo. Afirmou que prestou serviços a candidatos do Estado nas eleições daquele ano, mas que não cuidava do setor financeiro de sua empresa.

Para o Ministério Público, os pagamentos foram feitos pela American Distribuidora, por meio de empresas de fachada. Monte Sena também disse que os depósitos (um de R$ 20 mil e outro de R$ 18 mil) feitos em 2002 nas contas da Engrenart, empresa da qual é sócio, foram por serviços prestados durante a campanha daquele ano. A jornalista Cíntia Acayaba tem feito belas críticas aos corruptos do Brasil. O vírus da corrupção impregna o País inteiro. Precisamos criar uma vacina contra este vírus letal e mafioso, visto que o vil metal é a principal vítima. A corrupção é uma violência contra os cofres públicos e aos impostos pagos pelo consumidor. Penas mais forte para este tipo de pessoas. Imaginem se os corruptos brasileiros fossem julgados ao estilo chinês, o Brasil estaria cheia de pessoas com um braço só e a pena de morte seria a moda do momento. Sem punição a corrupção jamais passará por um expurgo. O Purgar representa completamente o purificar, tirar as sujidades a, limpar, corrigir, emendar, descascar, esburgar, esbrugar, apurar, polir. Livrar do que é nocivo ou imoral, livrar do que é supérfluo ou prejudicial e limpar-se, corrigir-se, apurar-se. Senhores vão expurgar o Brasil? O País merece. Muitos insetos são considerados daninhos porque transmitem doenças (mosquitos, moscas), danificam construções (térmitas) ou destróem colheitas (gafanhotos, gorgulhos) e muitos entomologistas econômicos ou agronômicos se preocupam com várias formas de lutar contra eles, por vezes usando insecticidas mas, cada vez mais, investigando métodos de biocontrolo. Vamos precisar de muitos pesticidas para acabar som as ervas daninhas e os insetos que fixaram moradias em Brasilia.



ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI-ALOMERCE E AOUVIRCE

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 09:04

Quarta-feira, 02.07.08

...

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5218412747447525314" />

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 06:46

Quarta-feira, 02.07.08

AS DISCRIMINAÇÕES AO POVO BRASILEIRO

AS DISCRIMINAÇÕES AO POVO BRASILEIRO


O brasileiro é discriminador por excelência. Considera-se entendedor de tudo, mas na realidade falta muito para alcançar esse objetivo. Um país com desigualdades sociais gritantes e desumanas. Deus criou o homem sem distinção nenhuma, visto que todos seriam seus filhos amados. Para formalizar e concretizar sua existência mandou seu filho a Terra, para conhecer as nuanças de sua produção mais importante. Uma máquina de carne e osso, perecível, mas com todas as regalias divinas. Livre-arbítrio, inteligência e de quebra ou lambuja o instinto, que é mais inerente aos animais. O homem vive em ambiente aberto, não tem script e vive em sociedade e mata por prazer. O animal ao contrário do homem vive em ambiente fechado, mata quando é ameaçado ou para saciar a sua fome. É a lei da sobrevivência.


Hoje, o que mais se comenta na mídia, seja ela qual for é a discriminação humana por desumanos. A palavra que mais se sobressai nos dias atuais, é a indolência. A Carta Magna não está sendo exercida a contento. Dos Princípios Fundamentais, artigo 1º. – A república Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos: 1- a soberania; 2- a cidadania; 3- a dignidade da pessoa humana; 4- os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa; 5-o pluralismo político. Parágrafo único. Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos direta ou indiretamente, nos termos da Constituição. Construir uma sociedade livre, justa e solidária. Muito bem! Enodoada a Constituição brasileira está retrogradando no tempo e no espaço, visto que é desrespeitada pelos próprios defensores do povo. Garantir o desenvolvimento nacional.

O Brasil se arrasta há anos e o que mais cresce é a corrupção, tráfico de drogas e a incredulidade humana. Erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais. As desigualdades regionais jamais acabarão, pois o Nordeste é a região onde seu povo é discriminado em seu próprio torrão natal. O Brasil não é soberano, pois todos metem a mãos, surrupiam suas riquezas e as medidas são apenas modestas e paliativas. Nunca houve tanto desprezo a desigualdade humana nos dois governos, no anterior e no atual. Cidadania nem é bom falar, pois a vergonha nos entristece e somos transformados em verdadeiros avestruzes. Os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa, sem comentários, o governo neste ponto é fogo-fátuo. Dos aspectos aqui enumerados o que realmente funciona é o pluralismo político macaqueado, o pula-pula de um partido para outro é espúrio. Quando se fala em cotas a palavra se torna nojenta e discriminadora. Os seres humanos são de tipos diferentes de raças, mas o artigo 5º. CM (Carta Magna) é lindo, somente no papel. “Senão” vejamos: “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito a vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos da lei”.

É uma gracinha o artigo 5°. Da Constituição, pois tudo é regiamente desobedecido. Por que o presidente não cumpre a Constituição se ao receber o cargo faz juramento prometendo segui-la com honradez e sem rebuços. A política brasileira é uma brasa mora! Todo dia estão queimando a Constituição e isso é crime, mas no país das imunidades e impunidades nada acontece e só sobre para os menos aquinhoados, negros pardos, e os execrados pela insensatez dos que foram eleitos para defendê-los. Veja esse fato que enlameia cada vez mais a honorabilidade das autoridades brasileiras. Presidente da Câmara depõe na PF sobre caso BNDES. Ao ser questionado sobre o teor de seu depoimento, o vereador foi seco: "Não lhe devo satisfação.”

Em São Paulo - O presidente da Câmara de São Paulo, Antonio Carlos Rodrigues (PR), foi ontem à Polícia Federal para dar explicações sobre informações publicadas pelo jornal "O Estado de S. Paulo", na segunda-feira, de sua suposta participação no esquema de tráfico de influência e corrupção que manteve aberto o prostíbulo W.E. - base da quadrilha acusada de desviar dinheiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), explorar prostituição e traficar mulheres para a Europa. Carlinhos repetiu a mesma versão dada ao jornal: confirmou que recebeu o lobista da organização, o coronel reformado da Polícia Militar Wilson de Barros Consani Junior, mas cortou o contato assim que descobriu que o flat e o bar da Rua Peixoto Gomide eram, na verdade, um dos mais exclusivos endereços da prostituição em São Paulo. Ali, um programa com uma garota podia custar até R$ 10 mil.

Segundo a PF, Carlinhos foi intimado para depor na segunda-feira pelo delegado Rodrigo Levin, responsável pela Operação Santa Tereza, deflagrada em 24 de abril. "Fui eu quem procurou a PF e o Ministério Público", afirmou o vereador. Nervoso, Carlinhos disse querer esclarecer "o quanto antes tudo isso, para processar vocês". Ao ser questionado sobre o teor de seu depoimento, o vereador foi seco: "Não lhe devo satisfação." Escutas da PF flagraram o presidente da Câmara atendendo Consani em 1º de abril. Nos dias seguintes, Fabiano Alonso, genro e homem de confiança de Carlinhos, mantiveram cinco contatos com Consani, nos quais assegura que o sogro vai ajudar a manter o prostíbulo aberto. Diz que Carlinhos vai tratar do assunto com o prefeito Gilberto Kassab (DEM) - o vereador e Kassab, porém, negam que isso tenha ocorrido. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. São estas falcatruas que o povo não agüenta mais, enquanto a Constituição preceitua normas e leis, os enganadores do povo vão rasgando-a sem dó e piedade.



ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI-ALOMERCE E AOUVIRCE

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 06:42

Pág. 4/4



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2008

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031