Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PAIVAJORNALISTA

Esse blog tem uma finalidade muito importante, isto é, levar aos conhecimentos dos leitores e amigos os mais diversos assuntos relacionados com o nosso dia a dia. Crônicas, Artigos, Poemas, Poesias, Atualidades, Política entre outros.



Sexta-feira, 27.06.08

...

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5216713698686942450" />

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 16:52

Sexta-feira, 27.06.08

CÔNSUL DA ESPANHA

CÔNSUL DA ESPANHA

Fatos notórios acontecidos em Fortaleza envolvendo brasileiros e espanhóis repercutiram bastante na mídia. Primeiro uma ação desastrosa da Polícia, nominação dada pela imprensa cearense, e agora o cônsul da Espanha preso pela Polícia Federal e outras 16 pessoas em Santa Catarina, comercializando produtos contrabandeados utilizados em máquinas caça-níqueis. Foram ações envolvendo policiais e contrabandistas. O primeiro caso causou uma consternação cinematográfica, que abalou os alicerces da terra brasilis, e teve repercussão internacional. O ocorrido levou o governador a pedir desculpas aos estrangeiros. Em terras paulistas, dezessete pessoas foram presas na manhã do dia 04, durante a operação Cartada Final, da Polícia Federal, em quatro estados do país. Entre os presos está o cônsul honorário da Espanha na cidade de Joinville, em Santa Catarina, Antônio Escorza Antoñanzas, que seria o chefe da quadrilha, o filho dele e outras 15 pessoas, segundo a PF. O acontecido em alusão, apesar de envolver um cônsul não teve a mesma repercussão que o incidente no Ceará.

É de se estranhar que pessoas inescrupulosas tenham fácil acesso ao nosso país, que além de serem regiamente tratados, ainda se dão ao luxo de se embrenharem no contrabando de peças para máquinas de jogos de azar. É contravenção penal, mas o jogo continua e as ações policiais não são rotineiras, e os contraventores voltam a praticar o jogo novamente, como se nada tivesse acontecido. Cerca de 250 policiais federais cumpriram 19 mandados de prisões cautelares sendo quatro preventivas e 15 temporárias, 48 mandados de busca e apreensão, 96 seqüestros de imóveis, apreensão de duas lanchas e diversos veículos, bem como seqüestro dos valores de 33 contas bancárias, nos Estados de Santa Catarina, Bahia, Pernambuco e Rio Grande do Norte. Segundo a PF, a organização comercializava, mediante venda e aluguel, produtos contrabandeados utilizados em máquinas caça-níqueis. A quadrilha atuava há anos em vários Estados do Brasil, além de fabricar, vender e exportar aquelas máquinas para o México, República Dominicana, Panamá, Venezuela, Colômbia, Peru, Bolívia, Argentina, Paraguai e Espanha. A jornalista Solange Spigliatti conta com ricos detalhes como operava a quadrilha aqui na terrinha.

Os presos arrecadavam enorme quantidade de dinheiro, o que era ocultado do sistema financeiro brasileiro, através de depósitos e saques sem comprovação de origem. Foram identificadas inúmeras empresas fictícias abertas por "testas-de-ferro" do chefe da organização, visando blindar seu patrimônio. Desde o início de suas atividades, a quadrilha já adquiriu quase uma centena de imóveis nas cidades de Joinville, Balneário Camboriú e outras. Segundo a PF, 14 prisões aconteceram em Santa Catarina, duas em Salvador, na Bahia, e uma em Recife, em Pernambuco. Outras duas prisões serão efetuadas no Exterior, uma delas do advogado do cônsul. Agora indagamos se os integrantes dessa poderosa quadrilha se encontram presos e qual destino foi dado ao chefão, o espanhol bandido, Antônio Escorza Antonãnzas. Se a operação policial aqui no Ceará falhou os policiais estavam no estrito cumprimento do dever legal e o cônsul no estrito cumprimento do dever ilegal. Local de bandido é na cadeia.
Quando a transgressão não tem chefia brasileira, os gringos se aproveitam da fragilidade e impunidade de nosso país e passam a comandar o contrabando e a corrupção. Já pensaram se essa quadrilha tivesse um comando brasileiro e agindo na Espanha que destino teria os integrantes e participantes da ação criminosa. O Brasil é um paraíso e todos querem participar das benesses que a pátria amada proporciona. Ficamos sabendo através de matéria veiculada na imprensa que o cônsul honorário da Espanha em Joinville, Santa Catarina, Antônio Escorza Antoñanzas, de 56 anos, foi afastado das funções em decisão anunciada pela Embaixada da Espanha no Brasil, que divulgou nota comunicando também a demissão de sua mulher, a vice-cônsul Débora Pinnow Escorza.

A embaixada diz que a demissão do casal é necessária para "permitir a plena apuração das imputações contra eles". O cônsul espanhol e sua mulher, além de seus filhos Diego, 27, e Victor, 24, estão entre os 18 presos pela "Operação Cartada Final", da Polícia Federal, que investiga uma quadrilha suspeita de crimes de contrabando de peças de máquinas caça-níqueis, exploração ilegal de casas de jogos e lavagem de dinheiro. Que lindo país esse nosso. Queremos saber se os bens da quadrilha serão confiscados. Brasileiro não verá nenhum país como este ama com fé e orgulho a terra em que nascestes, antes que estrangeiros ambiciosos façam.


ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI-ALOMERCE E AOUVIRCE

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 16:45


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2008

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930