Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PAIVAJORNALISTA

Esse blog tem uma finalidade muito importante, isto é, levar aos conhecimentos dos leitores e amigos os mais diversos assuntos relacionados com o nosso dia a dia. Crônicas, Artigos, Poemas, Poesias, Atualidades, Política entre outros.



Quarta-feira, 17.10.12

INDAGAÇÕES QUE MUITOS GOSTARIAM DE FAZER:


INDAGAÇÕES QUE MUITOS GOSTARIAM DE FAZER:

“Visualize sempre uma luz guiando o seu destino, mesmo quando tudo se lhe apresente difícil e insolúvel. De fato essa luz existirá, pois o Pai jamais abandona os seus filhos nos momentos de dificuldade. Deixe-se guiar pela luz, representada pela esperança e pelo amor. Ilumine-se com ela, não deixando nenhum resquício de trevas em seu caminho.” (Lourival Lopes).

Espiritualismo – usa-se em sentido oposto ao de materialismo: crença nas existências da alma espiritual e imaterial. O espiritualismo é à base de todas as religiões. Quem quer que acredite haver em si alguma coisa a mais do que a matéria, é espiritualista. Espiritualizar-se é mudar o campo de interesse, vivendo no mundo sem a ele prender-se. Muitas pessoas têm falado e discutido sobre obsessão, mas será que a conceituação delas está correta? “Na medida do possível, nas reuniões de desobsessões uma equipe de encarnados, devidamente assistida e orientada pelos mentores da Espiritualidade Superior; levará socorro tanto aos obsediados como aos obsessores consolando-os amorosamente.” A obsessão é a ação persistente que o Espírito mau exerce sobre um indivíduo. Apresenta caracteres muito diversos, desde a simples influência moral, sem perceptíveis sinais exteriores, até a perturbação completa do organismo e das faculdades mentais.

Muitos doentes supostamente mentais são apenas pessoas obsediadas, pois quase sempre, a obsessão exprime a vingança que um Espírito tira e que com frequência se radica nas relações que o obsidiado manteve com ele em precedente existência.  Um dos maiores escolhos da mediunidade é a obsessão, isto é, o domínio que certos Espíritos podem exercer sobre os médiuns, impondo-se-lhes sob nomes apócrifos e impedindo que se comunique com outros Espíritos. O médium responsável jamais permitirá a fascinação por qualquer tipo de espírito desencarnado que queira enganá-lo passando-se por Espíritos de escol. Na obsessão a ação exercida por Espíritos inferiores influenciam maleficamente, os encarnados. Uma vida regrada, num bom ambiente social onde a harmonia espiritual seja o ponto forte e, as preces e orações sejam feitas com frequências, os espíritos inferiores não intervirão nesse belo e salutar ambiente.

Os médiuns psicofônicos, que dão a chamada “incorporação” podem frustrar estas manifestações violentas dos espíritos mais agitados, que serão socorridos pelos mentores da reunião com o concurso das palavras do dirigente material da sessão. Outra indagação que muita gente tem feito e que poucas respostas convincentes são dadas. Teria Jesus Cristo um corpo fluídico? Para tornar o entendimento menos complicado, seria a citação da sinonímia de fluídico. Todos nós sabemos que existe o Fluido Cósmico Universal. A substância etérea, mais ou menos rarefeita, que se difunde pelos espaços interplanetários; esse fluido cósmico que enche o mundo, mais ou menos rarefeito, nas regiões imensas, opulentas de aglomerações de estrelas; mais ou menos condensado onde o céu astral ainda não brilha; mais ou menos modificado por diversas combinações, de acordo com as localizações da extensão, nada mais é do que a substância primitiva onde residem as forças universais, donde a Natureza há tirado todas as coisas.

Nosso corpo, nossa constituição física é formada de fluido cósmico universal. Costumamos dizer que todos nós ao vir habitar na Terra chegamos com o tanque bem abastecido e, as atividades deletérias que praticamos aqui no orbe terrestre nos leva a consumir maior quantidade de fluido cósmico universal, por isso, devemos sempre estar voltados para a prática do bem.  “Kardec na obra a Gênese, capítulo XV, trata do assunto a partir do item 61, dando mais detalhes, sobretudo desde o item 65. A Doutrina espírita nos ensina que Jesus teve um corpo material desde seu nascimento, ou melhor, ainda, desde sua concepção ao ventre materno, até a sua morte. Após o suplício da cruz, seu corpo material ali ficou sem vida”. (Fonte: Perguntas que o povo faz de Celso Martins). Os fenômenos ocorridos depois da crucificação são explicados em termos de materialização ou ectoplasmia. O espírito utiliza a substância chamada ectoplasma e toma a aparência de ser humano visível e mesmo tangível conforme documentou, dentre outros, o cientista inglês William Crookes, com a médium Florence Cook permitindo os fatos espíritas propiciados pelo espírito de Kate King.

Como Deus, o Pai bondoso, Onipotente, Onipresente e Onisciente, jamais derrogaria suas leis, o Espírito de Jesus se materializou dessa forma, tangível, passando ainda 40 dias e 40 noites na Terra, até a sua ascensão aos céus em Espírito. Muitas imagens, gravuras e desenhos sobre esse episódio, mostra quando Jesus vai subindo aos céus, uma espécie de matéria esbranquiçada vai se libertando, é o ectoplasma liberado por seu Espírito e, quando se desfaz totalmente do ectoplasma ele desaparece. Lembramos que o ectoplasma é uma substância material e no mundo espiritual não haveria lugar para ela. A Chamada ressurreição de Jesus é um fenômeno de efeitos físicos da categoria da materialização; e este fato ocorreu para que seus discípulos tivessem a comprovação concreta de que a morte, como fim de tudo, simplesmente não existe. Um caso de materialização acontece no Monte Tabor, quando Jesus na presença de Pedro, João e Thiago, discípulos amados faz a transfiguração e conversa com os espíritos de Elias e Moisés, que viveram séculos antes de Jesus. Pela vidência de Pedro, ele pergunta: “Mestre é preciso que se arme mais duas tendas para os visitantes? Jesus responde a Pedro que não há necessidade e pede segredo de tudo o que se passou no Monte Tabor”. A vida prossegue por toda a Eternidade mo mundo espiritual. E foi exatamente esta convicção que fez com que os primeiros cristãos enfrentassem com galhardia as feras nos circos romanos. Muita gente fala e algumas religiões interpretam como foi à construção terrena.

A atmosfera está ainda saturada de umidade e vapores, e a terra sólida está coberta de lodo e pântanos inimagináveis. Todavia, as derradeiras convulsões interiores do orbe localizam os calores centrais do planeta, restringindo a zona das influências telúricas necessárias à manutenção da vida animal. Esses fenômenos geológicos estabelecem os contornos geográficos do globo, delineando os continentes e fixando a posição dos oceanos, surgindo, desse modo, as grandes extensões de terra firme, aptas a receber as sementes prolíficas da vida. Segundo Emmanuel o nosso raciocínio ansioso procura os legítimos antepassados das criaturas humanas, nessa imensa vastidão do proscênio da evolução anímica. Deus Pai arquitetou A Terra, mas o criador foi Cristo que já existia no mundo espiritual, um Espírito Puro que sempre estava acompanhado de uma plêiade de mais de mil Espíritos Superiores.

Uma pergunta que não quer calar: “Onde está Adão com a sua queda do paraíso? Debalde nosso olhos procuram, aflitos, essas figuras legendárias, com o propósito de localizá-las no espaço e no tempo. Compreendemos, afinal, que Adão e Eva constituem uma lembrança dos espíritos degredados na paisagem obscura da Terra, como Caim e Abel são dois símbolos para a personalidade das criaturas”. Nem mesmo o homem teve a primazia de ser o primeiro ser vivo a habitar a Terra, e sim, um protozoário unicelular de nome ameba. Muito tempo depois é que se instalaram no mundo as quatro castas que formaram a humanidade: Egípcios, os indianos, o povo de Israel e a China Milenar. Quando a ciência afirma que somos descendente dos macacos é pura realidade, visto que os espíritos degredados de Capela reencarnaram num tipo de macaco mais inteligente, os símios, não impedindo que outros espíritos rebeldes reencarnassem em outro tipo de macaco, talvez mais chegado aos macacos escuros do Continente africano. Pense nisso!

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI- DA ACE- DA UBT- DA AVSPE- DA ACEN- DA AOUVIRCE E DA ALOMERCE.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 15:08



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2012

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031