Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PAIVAJORNALISTA

Esse blog tem uma finalidade muito importante, isto é, levar aos conhecimentos dos leitores e amigos os mais diversos assuntos relacionados com o nosso dia a dia. Crônicas, Artigos, Poemas, Poesias, Atualidades, Política entre outros.



Terça-feira, 06.09.11

POLÍTICA SEM FUTURO

POLÍTICA SEM FUTURO

“Se a bigorna foge ao serviço, a obra em formação não atende aos seus fins, se a fonte não destila, é charco perigoso, se a gleba é preguiçosa, faz-se imenso deserto”. (Chico Xavier).

A política atual até parece um charco em nossas vidas. O palco está enlameado e os políticos sujos não conseguem se limpar, mesmo com a água que dispomos em profusão. O Brasil está tonto, parece até que está acometido de uma labirintose sem proporções. O cerebelo não consegue mais colocar a nação no pêndulo certo, e as consequências poderão ser daninhas para o povo brasileiro. Um mutirão de obras proporcionadas pela escolha do País para sediar a Copa do Mundo de Futebol e as Olimpíadas de 2016, levam os governantes a planejar e tentar executar seus planos de ações, mas o marasmo em que se desenrolam as obras nos parece mais um ritmo do bicho preguiça tentando fugir de seu predador. Os descasos estão aí e surgem novos casos de corrupção, mas pelo andar da carruagem ou dos veículos leves sobre trilhos (VLT), ninguém será punido, pois a justiça é lenta e seus braços de uma hora para outra encurtaram e não está mais alcançando ninguém.

O boom de todo essa parafernália são os gastos exorbitantes com publicidades que faz transparecer aos menos avisados, que o Brasil está à venda. Se por acaso nada der certo só nos resta chorar, agradecendo a sempre renovada oportunidade de remissão. Verdade é que, à menor contrariedade, temos aproveitado para dar tratos à nossa indolência e, afirmando-nos sacrificados, cruzarmos os braços na improdutividade. Para sair desse marasmo assustador temos que pegar a nossa bigorna e bater forte tentando chamar a atenção dos que empurram as suas missões e atribuições com a barriga. Como política nunca foi profissão se faz necessário que os políticos tenham vocação, mas nos parece que a citada vocação escafedeu-se como uma pedra de gelo colocada num prato de farinha. Vejamos as ocorrências do momento: “Aliança Cid Gomes – Luizianne Lins nunca foi tão difícil”.

O candidato que tiver apoio de ambos em 2012 será franco favorito. Mas tal consenso pode se mostrar impossível. É uma preocupação gritante por um cargo político e os arranhões são constantes deixando transparecer que os urubus estão sedentos de carniça. Os desgastes se acumulam e diferentemente das reeleições de Cid e Luizianne não há candidato natural. Do resultado da busca pelo nome dependerá boa parte do futuro político de Fortaleza. Fortaleza 2012 – A quem interessa que a aliança se mantenha intacta. A eleição de Cid Gomes, em 2006, representou a ascensão de antigos opositores à nova elite política do Estado. Alguns deles poderiam ter espaço com o fim da aliança. E, por isso, lutam sua preservação. Não fizemos aliança de barro. Ela foi forte. E nada em política é fácil. Quem entra pensando que vai ser um mar de rosas está enganado. Citação de José Guimarães, deputado federal, sobre a aliança PT-PSB. “O homem dos dólares na cueca vem fortalecido, pois o PT é o partido da presidente Dilma Rousseff”.

Bullyng – setenta por cento de envolvidos sofrem castigos. A pesquisa apontou que do total de entrevistados, 44% haviam apanhado de cinto da mãe 20,9% do pai. O Estudo indicou outros tipos de violência - 24,3% haviam levado, da mãe, tapas no rosto e 13, 4% do pai. Como forma de diminuir os índices de violência contra crianças e adolescentes em casa, os pesquisadores sugeriram a reforma legal, com a criação de leis que proíbam esse tipo de violência e a divulgação de campanhas. Reflexo da crise internacional. Estado prepara plano para conter despesas. Por enquanto as medidas são mantidas em segredo, mas se sabe que despesas com viagens já foram cortadas. Eduardo Diogo e Mauro Filho foram incumbidos pelo governador Cid Gomes de montar a estratégia de redução de gastos a ser implementada no Estado. Eles, porém, ainda não apresentaram o plano ao chefe do executivo. No início de 2011, Cid já havia determinado corte de R$ 500 milhões no orçamento do Estado, já prevendo os efeitos da crise.

Comunicação. Partido dos Trabalhadores (PT) pressionará por regulação. A polêmica em torno do controle da mídia não é nova no PT, mas é retomada no momento em que o ex-ministro José Dirceu recebe a solidariedade do partido depois de reportagem da reviste Veja. O quarto Congresso do PT, que terminou recentemente, na capital federal, aprovou moção pela reforma da discussão sobre marco regulatório e o funcionamento da mídia. A proposta está sendo revisada pelo governo. Vem chumbo - grosso por aí, e as consequências poderão trazer aborrecimentos para o governo Dilma Rousseff. Controlar a mídia é quase impossível, pois a imprensa é forte e dela o Brasil não poderá se desligar. Sem contar com a mídia a governo poderá perder a força que tem no momento. O trabalho da mídia sempre foi levar para o público o que há de certo e errado dentro dos órgãos governamentais. Segurança aérea. Edifícios na rota do aeroporto.

Portaria da Aeronáutica já apresenta reflexos na liberação de projetos. Na Prefeitura de Fortaleza, cerca de 200 empreendimentos, aguardam parecer do Segundo Comando Aéreo Regional. (Conar 2).  Apesar do Plano Diretor de Fortaleza determinar as regiões onde pode construir na altura máxima, é o Comando Aéreo Regional 2 que verifica se construções não afetarão segurança. Restrições da Aeronáutica para algumas edificações têm como motivo a segurança das aeronaves nas operações de aproximação, pouso e decolagem. Prédios em zonas próximas ao aeroporto podem afetar radares. Vinte e nove bairros de Fortaleza podem construir edificações com altura média de 72 metros.  24 7 por cento é a participação desses bairros no número total existente na cidade. (117 bairros). Construção civil – Raio de abrangência do aeroporto pode ser reduzido a 5 km. Aeronáutica estuda proposta para diminuir zona de abrangência do aeroporto Pinto Martins e, com isso. Liberar maiores áreas de Fortaleza para construção de edifícios maiores que as hoje permitidas. Não seria mais viável a construção de outro aeroporto aqui no estado?

Na região metropolitana de Fortaleza tem espaço demais para construção de um aeroporto mais sofisticado, incluindo um grande setor para cargas. Pesquisa em hospitais – No Brasil mais da metade das famílias recusa doação de órgãos. Relatório da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos indica que 52 % das famílias brasileiras são contrárias à doação de órgãos dos parentes doadores. A negativa leva em consideração as entrevistas feitas com as famílias. Ameaça. Flanelinhas que intimidam motoristas precisam ser denunciados. Flanelinhas se transformaram nos donos da rua e determinam preço para estacionar em vias públicas. Em alguns casos, o pagamento deve ser antecipado. Temendo represálias, motoristas acabam pagando de R$ 1 a R$ 15 reais.

Áreas próximas aos pontos turísticos e de lazer costumam ser os principais alvos dos guardadores de carro. Dragão do Mar, Praia do Futuro e vias próximas a eventos culturais são alguns dos locais com maior presença de flanelinhas. Alguns deles avisam que o pagamento é antecipado e ameaçam o “cliente” que nega o pagamento. Por medo de represálias, motoristas se sentem coagidos. Pode Freud?   Saúde – Sérgio Cabral diz que extinção da CPMF foi “uma covardia”. Sergio Cabral apoia movimento articulado pelo cearense Cid Gomes pela criação de nova fonte de financiamento.  Que povo sugador My God. Essa ideia do governador do Ceará não passa de ideia de jerico. Já bastam os inúmeros impostos que pagamos ao erário público e ainda que nos sugar ainda mais. Aumento de salários e melhores condições de trabalho, Cid Gomes nem fala. São verdadeiros vampirizadores. Tenham dó da população senhores governadores e políticos brasileiros.

A população brasileira não suporta mais sofrimento. Parece até que o governador do Ceará quer injetar dinheiro no Plano de Saúde fajuta que ele criou o ISSEC, não vem atendendo bem os barnabés estaduais. O Templo de Amor e Paz que nos ofertas para escolaridade e oficina, é bem a representação de tua complacência para conosco. Verdade é que, à menor contrariedade, temos aproveitado para dar tratos à nossa indolência e, afirmando-nos sacrificados, cruzamos os braços na improdutividade. Ah!  Se nossos governantes criassem vergonha na cara e nos tratassem como cidadãos brasileiros, visto que a Constituição brasileira nos garante isso. Pense nisso!

ANTONIO PAIVA RODRIGUES- MEMBRO DA ACI – DA ALOMERCE – DA AOUVIRCE- DA AVSPE- DA UBT E DA ACE

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 18:04



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Setembro 2011

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930