Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PAIVAJORNALISTA

Esse blog tem uma finalidade muito importante, isto é, levar aos conhecimentos dos leitores e amigos os mais diversos assuntos relacionados com o nosso dia a dia. Crônicas, Artigos, Poemas, Poesias, Atualidades, Política entre outros.



Terça-feira, 23.07.13

UM PONTO MUITO IMPORTANTE

 

UM PONTO MUITO IMPORTANTE


“Remontando-se à origem dos mais terrestres, reconhecer-se-à que muitos são consequência natural do caráter e do proceder dos que os suportam”. Quantos homens caem por sua própria culpa! Quantos são vítimas de sua imprevidência! “Quantos se arruínam por falta de ordem, de perseverança ou por não terem sabido limitar seus desejos.” (Allan Kardec).


Inúmeras pessoas denotam-se convencidas de que nós estamos inseridos numa sala de cinema e assistindo com muita expectativa, o recrudescimento de uma cultura ou civilização, detalhada mundialmente e com mais exigência homogênea. Seria consequência da crescente uniformidade do mundo contemporâneo, onde se destacam os intercâmbios artísticos, culturais, culturais e turísticos e comerciais. Seria um passaporte para a internacionalização da economia? Talvez! Ou apenas a difusão de valores típicos do modelo de mercado capitalista? Uma espécie de globalização? O Brasil tem avançado substancialmente na tecnologia e em áreas como a do transporte, a das telecomunicações e da informática. Com o avanço tecnológico muitas empresas multinacionais, tanto midiáticas, como de marketing e da indústria cultural tem se instalado aqui.


Outros fatores contribuíram para o avanço tecnológico brasileiro, isso é notório e compreensivo num País que há muito tempo procura um lugar de destaque entre os países emergentes, que estão firmemente lutando para um crescimento que os aproxime cada vez mais dos países mais ricos e desenvolvidos do mundo. Ainda existem as diferenças no contraste social, onde riquezas e pobrezas caminham juntas e, numa escala desproporcional. A humanidade nunca se encontrou tão ameaçada pelo gritante aumento das desigualdades sociais entre as nações, sem deixar de lado, o que já citamos nas entrelinhas, as classes sociais nos mais variados países. Um aspecto político que cria entraves para o crescimento e logicamente no desenvolvimento é a corrupção de todos os matizes, mas em especial na política.

 

Há homens que fazem questão de controlar os gastos, chegando ao ponto de economizar centavo por centavo, os gastos da família, exigindo que suas consortes sejam mais severas nas prestações de contas do dinheiro que lhes fornecem. Aliás, uma família controlada que consegue gastar menos do que ganha com certeza o sucesso será um ponto forte. Se todas as nações agissem assim com a mesma lisura, o mundo estaria em condições bem melhores e consequentemente, os mais ricos poderiam ajudar com mais constância os mais pobres. Qualquer que sejam as condições econômicas do País será conveniente, um conjunto de atitudes, planejamentos, investimentos, previsões e um controle substancial de suas despesas para não ferir de modo violento o tesouro da nação.

 

O superávit é de boa política e a maneira de aplicá-lo deve ser de forma inteligente, com responsabilidade e de comum acordo. Não pode haver divergências entre os membros que governam o País e o ponto de vista de cada um deve ser de interesse público, visto que a população também é parte integrante de qualquer governo. Os problemas mal sucedidos sempre serão alvos de críticas e recriminações e o direcionamento da economia poderá tomar um rumo diferente. Responsabilidade acima de tudo. Educação, saúde, segurança e moradia são os pontos cruciais de uma nação indisciplinada e que não controla seus gastos e, os descontroles geram ansiedades e insatisfações a população seguida das manifestações populares.

 

O parlamento deve ser de boa índole e os políticos comprometidos com o povo. As questões financeiras devem ser analisadas e discutidas com toda a lealdade e nenhum político deve tirar proveito próprio na liberação das verbas destinadas aos estados, municípios, e as obras de infraestruturas devem seguir seu ritmo natural. A infraestrutura em engenharia corresponde ao conjunto de elementos que suportam uma estrutura de construção civil. A infraestrutura de economia é o conjunto de elementos que possibilitam a produção de bens e serviços de uma sociedade. Sociedade, ética e política três palavras importantes para o desenvolvimento de qualquer setor. Segundo Sally Burch nós estamos vivendo numa época de mudanças ou numa mudança de época?

 

Como caracterizar as profundas transformações que acompanham a acelerada introdução na sociedade da inteligência artificial e as novas tecnologias da informação e da comunicação (TIC)? Trata-se de uma nova etapa da sociedade industrial ou estamos entrando numa nova era? “Aldeia global”, “era tecnotrônica”, “sociedade pós-industrial”, “era - ou sociedade - da informação” e “sociedade do conhecimento” são alguns dos termos cunhados com a intenção de identificar e entender o alcance destas mudanças. Mas, enquanto o debate continua no âmbito teórico, a realidade se adianta e os meios de comunicação escolhem os nomes que temos de usar.


Fundamentalmente, qualquer termo que usemos é um atalho que nos permite fazer referência a um fenômeno - atual ou futuro - sem ter de descrevê-lo todas às vezes; mas o termo escolhido não define, por si só, um conteúdo. O conteúdo surge dos usos em um dado contexto social que, por sua vez, influem nas percepções e expectativas, uma vez que cada termo carrega consigo um passado e um sentido (ou sentidos), com sua respectiva bagagem ideológica. Era de se esperar, então, que qualquer termo que se queira empregar para designar a sociedade na qual vivemos, ou à qual aspiramos, seja objeto de uma disputa de sentidos, por trás da qual se confrontam diferentes projetos de sociedade.

 

Estereótipos são rótulos usados para qualificar, superficialmente e genericamente, grupos étnicos, raciais, religiosos, nacionais e até grupos de pessoas de mesmo sexo e religião. Essa qualidade influencia muito no desenvolvimento de determinadas regiões. São esses fatores que qualificam os países pobres dos ricos. Em muitos casos, o velho preconceito e a discriminação levam à segregação daqueles indivíduos ou grupos cujos direitos não são legalmente reconhecidos, são desrespeitados. Essa segregação ainda existe nos dias atuais e achamos lamentável essa atitude. O respeito mútuo deve ser uma grande união entre os povos. Vejam que independente da jovialidade existe muita competição e os jovens passaram de uma etapa de vida para se transformarem num estilo de vida independente de qual seja a idade.

 

E o que dizer dos mais velhos. Temos visto como muito frequência à mídia afirmar que a população do mundo está envelhecendo e já existe uma preocupação geral em torno do fato. No entanto, temos analisado o comportamento de muitos jovens e constatamos que uma grande maioria, independente de classe social, tem se embrenhado nas drogas e consequentemente na criminalidade. Esse fato é preocupante, bem como a falta de respeito para com os idosos, pois muitos são abandonados pelos familiares que os deixam as expensas de casas de mendicidade e entregues a infame sorte. Aqui citamos vários pontos importantes e que não devem ser descartados.

 

“É tão importante quando há mais de cem anos, um editor de um antigo jornal de Nova York, The Sun, definiu o que é notícia, em qualquer época, ao afirmar:” Quando um cachorro morde um homem, isso não é notícia. “Mas, quando um homem morde um cachorro, isso é noticia”. O homem tem passado por vários períodos de evolução e a história nos conta com todos os detalhes esse fato, ou seja: A evolução humana ou antropogênese, é a origem da Homo Sapiens como espécie distinta de outros hominídeos dos grandes macacos e mamíferos placentários. O estudo da evolução humana engloba muitas disciplinas científicas, incluindo a antropologia física, primatologia a arqueologia, linguística e genética. Os humanos são tão complicados e imperfeitos, embora o amor esteja a sua disposição, o bem e o mal, a inteligência e o instinto, eles ressentem-se de certas atitudes bondosas e se embrenham no mal fazendo com que o ressentimento de certos defeitos possa abalar a sua vida afetiva e consequentemente o desvio de afeição para com seus semelhantes e seus comportamentos futuros.

 

A vida, a sociedade, o convívio são nuances que formam a qualidade educacional do homem, sendo ele mais materialista do que espiritualista. Nossos representantes políticos estão encaixados no materialismo infernal que os levam a embolsar tudo que veem pela frente, pois a locupletação é o azimute maior de sua vida. Aumentar o patrimônio faz com que a população seja esquecida, a pobreza, a miséria, o desemprego sejam os vieses que mais proporcionam a violência, o consumo anormal de drogas, a prostituição e a corrupção maldita. Pense nisso!

 

 

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI- DA ACE- DA UBT- DA AVSPE- DO PORTAL CEN- DA AOUVIRCE E DA ALOMERCE.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por paivajornalista@blogs.sapo.pt às 23:29


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2013

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031